auravide auravide

A ENERGIA SEXUAL - Parte 1



Procuramos incansavelmente uma vibração chamada AMOR, focalizando essa busca muitas vezes na manifestação da nossa sexualidade.
Dentro desse aspecto, a nossa humanidade foi drasticamente “marcada” por falsos conceitos sobre a verdadeira origem e poder da energia sexual.
Mais uma vez fomos manipulados, de um lado, por interesses fanáticos que nos incutiram culturalmente as idéias de pecado, vergonha e culpa a respeito do sexo e, de outro, por “postulados” que, visando uma suposta libertação nesse aspecto, levaram muitas pessoas a acreditar que com o uso e abuso do sexo poderiam alcançar os “céus”.
Tanto uma como a outra destas duas “posturas” foram sustentadas com o intuito de manipular essa “preciosa” força criadora e curadora que chamamos de energia sexual, afastando-nos mais uma vez da nossa essência divina.
Hoje, devido às mudanças energéticas e freqüenciais que o planeta vem sofrendo, estamos sendo, mesmo que inconscientemente, “empurrados” a mudar nosso foco de entendimento a respeito destes assuntos para poder dessa forma nos alinhar com essas grandes transformações.
Para isso a nossa energia sexual precisa ser trabalhada e curada.

Vejamos como ela funciona.
Desde o ponto de vista físico, quando fazemos uso dessa energia durante o ato sexual, estamos interagindo com nosso sistema glandular que responde liberando uma série de substâncias e hormônios. Algumas dessas substâncias são mantidas e absorvidas pelo organismo enquanto outras são direcionadas “para fora” a exemplo do sêmen que é usado para a fecundação.
No momento que interagimos com este sistema, estamos também acionando as energias e cargas contidas em nossos chakras, que durante o ato sexual sofrem importantes mudanças e passam a criar uma série de pontes sutis entre ambas as partes, permitindo a troca energética entre as mesmas.
Quando se tem uma experiência sexual e os chakras não estão alinhados e “limpos”, a mesma torna-se energeticamente desgastante pelo mau direcionamento da energia e pela contaminação de elementais negativos de ambas as partes.
O chakra básico e sexual são os centros de maior interação numa relação sexual deste tipo e também os que mais sofrem com as cargas negativas que absorvemos durante as mesmas. Lembrando também que quando interagimos apenas com estes dois chakras estamos ativando só duas das doze fitas do nosso DNA original.

Hoje, grande parte da humanidade pratica sexo sem consciência, muitas vezes usando drogas e bebendo álcool, camuflando suas inseguranças e medos, abrindo dessa forma portais para energias densas e umbralinas que se alimentam dessas experiências.
Quando o homem busca se relacionar sexualmente com sua parceira apenas para descontração, divertimento ou para se libertar do estresse, passa a “contaminar” energeticamente a mulher que é a receptora, podendo a mesma sofrer as conseqüências disso no nível físico, apresentando distúrbios ou desequilíbrios no seu aparelho reprodutor. Estes distúrbios podem ir desde um simples “corrimento” até um câncer.
Sem falar logicamente nas doenças sexualmente transmissíveis, drama da nossa atual sociedade. Mas não é só a mulher que “sofre” essas conseqüências, ela também pode seriamente interferir negativamente na energia de seu parceiro; apenas, ela por ser “receptora”, sofre mais as conseqüências.

Carina Greco
7 de julho de 2006

Parte 2

Texto revisado por: Cris
Publicado dia 1/5/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 15



foto-autor
Autor: Denise Schinetzky   
Denise Schinetzky Terapeuta Holística - sinte rs 054 www.portalquantico.com.br http://portalquantico.blogspot.com/
E-mail: denise@portalquantico.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa