auravide auravide

À Espera do Amor Sonhado



Ultimamente, tenho pensado muito sobre a beleza de um encontro verdadeiro de almas e em como ele faz falta, quando não acontece. A gente faz reflexões, procura se preencher o mais profundamente possível, pratica meditação, tenta se educar para não se sentir lesada pelo Universo, mas, sendo verdadeira - como faz falta um bom companheiro! Como é difícil se viver só, neste planeta em que estamos, lindo, generoso, mas passando por momentos de crise seríssimos, que afetam a todos nós.

Resolvi encarar esta falta com realismo, sem continuar me iludindo com o que quer que seja. Ouvindo a minha verdade, o que diz o meu coração. E ele sente saudades de alguém que não conheço, sente falta de um momento verdadeiro de amor, de palavras de carinho. É isso mesmo e talvez assumindo-o, possa me sentir mais eu, mais ligada à minha própria Alma.

Uma saudade de um rosto que não conheço, que não me lembro como é... uma falta e-nor-me de um toque que não sei precisar como seria, mas que já conheci um dia, uma necessidade de me sentir compartilhando a vida, com suas vitórias e dificuldades, com alguém muito próximo de minha alma, que não sei onde está neste momento, mas que tenho a certeza que existe...

Por muito tempo, achei que isso era uma neurose, uma doença, mas – por ser um sentir duradouro, que persiste – cheguei à conclusão que é verdadeiro, sim! Não é uma necessidade de ligação com o meu Self, pois tenho conseguido isso mais e mais... e a saudade continua a existir. Estudo e me trabalho, já percebo muito amor em tudo e sinto a beleza da vida, mas a saudade está sempre presente. E assim, resolvi encará-la como minha e recebê-la com carinho, como parte de minha vida, como verdade inquestionável.

Sei que um dia, em algum lugar, você que eu espero há tanto tempo, vai me encontrar. Será uma explosão de energias amorosas e o Tempo vai parar para nós, mas não sei quando... Pensar nisso me enche de energia e me dá forças para esperar. Acredito que você existe e isso é mais forte do que qualquer voz da razão, pois vem do centro do meu coração.

Encontrei alguns casais, muito poucos, nesta minha encarnação, que já tiveram um encontro como esse. Um deles, muito próximo a mim. Quando eu os encontrava, era uma festa para minha alma, pois emanavam amor e compreensão. Ia, sempre que podia, à casa deles, para compartilhar daquela doce energia. O marido já desencarnou e a tristeza da companheira que ficou dura até hoje, após mais de quinze anos... Um dia ela me confidenciou que para ela o mundo tinha perdido as cores... tudo estava cinzento, pois ele partira.

Enfim, um amor tão profundo e tão completo é o que eu sinceramente desejo pra mim e para todos. Sei que um dia, cada um a seu tempo, iremos nos reencontrando... aqui ou lá? Não sei... em algum lugar... mas o que eu sinto, com todas as minha forças, é que vale a pena confiar e esperar!

Texto revisado por: Cris
Publicado dia 12/7/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2188



foto-autor
Autor: Maria Cristina Tanajura   
Socióloga, terapeuta transpessoal.
E-mail: tinatanajura@terra.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa