auravide auravide

A face oculta da violência



Crianças sem...
não são crianças nota cem ou crianças "zen".

Crianças sem...
são crianças sem nada mesmo,
sem lar, sem pais, carinho ou afeto.

Crianças sem...
são nati-mortos "vivos",
zumbis sem perspectivas de vida
no presente ou no futuro.

Crianças sem...
São a face oculta da ignorância, da corrupção,
do descaso, da insensatez,
da irresponsabilidade e do abandono.

Crianças sem...
São a face oculta do orgulho, da vaidade,
do egoísmo e da prepotência.

Crianças sem...
São órfãos da miséria gerada pela ganância
e pela insensibilidade a valores
humanos e espirituais.

Crianças sem...
São filhos paridos da irresponsabilidade social
geradora da indiferença que gera violência
e mais violência em efeito cascata.

Crianças sem...
São crianças zero em amor,
mas "escoladas" na dificuldade,
no sofrimento, na dor... e no desamor.

Crianças sem...
não têm nada a perder,
pois já perderam tudo... ou quase tudo.
Menos o direito à sobrevivência e,
quem sabe um dia,
o direito à dignidade e ao amor!

Canalizado em 23/11/07

"A criança e o adolescente gozam de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-lhes, por Lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social em condições de liberdade e de dignidade".
Estatuto da Criança e do Adolescente, em seu 3° artigo.

"Cerca de 45% dos indigentes brasileiros têm menos de 15 anos. Um apelido apropriado à nosssa prática social seria Guilherme Tell, uma alusão ao personagem suiço que ficou conhecido por atirar flecha sobre a cabeça de seu filho".
Marcelo Neri em "As crianças sem futuro", artigo publicado no Jornal do Brasil.

"A utilidade de passar pelo estado de infância é que encarnado, com o objetivo de se aperfeiçoar, o espírito é mais acessível às impressões que recebe, capazes de lhe auxiliarem o adiantamento, para o que devem contribuir os incumbidos de educá-lo".
A finalidade da infância em "O Livro dos Espíritos" de Allan Kardec.

"A paternidade é, sem contestação possível, uma verdadeira missão. É ao mesmo tempo grandíssimo dever e que envolve, mais do que pensa o homem, a sua responsabilidade quanto ao futuro".
A missão dos pais em "O Livro dos Espíritos" de Allan Kardec.

Psicanalista Clínico e Interdimensional.
flaviobastos

Texto revisado por Cris
Publicado dia 23/11/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 9



foto-autor
Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa