auravide auravide

A fonte dos saberes de Einstein



Albert Einstein, um dos maiores gênios da ciência, deixou registrado para a posteridade a sua visão a respeito do método científico e da tênue linha que divide "os limites da concepção puramente racional", da possibilidade da existência de uma "outra fonte" inspiradora "da meta máxima e do desejo de alcançá-la". Vejamos o texto com as suas próprias palavras: "Pois o método científico não pode nos ensinar nada mais além de como os fatos se relacionam e são condicionados entre si. O conhecimento científico nos oferece poderosos instrumentos para o alcance de certos fins, mas a própria meta máxima e o desejo de alcançá-la devem vir de outra fonte. Aqui nos deparamos, portanto, com os limites da concepção puramente racional da nossa existência".

Sabedoria é a qualidade do saber, é o conhecimento da verdade. Sábio é a pessoa que sabe muito e que revela sabedoria. Contudo, o conhecimento superior pertence ao indivíduo conhecido pela sua sapiência?

São muitos os caminhos das possibilidades do saber que se interligam na vida do indivíduo, a começar pelas formações do ensino fundamental, médio e superior, passando pelas especializações, mestrados e doutorados que podem estimulá-lo a avançar no conhecimento e na pesquisa científica em benefíco de um mundo melhor.

No entanto, o saber não pode ficar "engessado", ou seja, restrito ao âmbito do conhecimento científico. Ele é muito mais que isso e o passar dos séculos têm nos mostrado que existe algo mais que pode vir a ser somado ao saber das ciências: a capacidade de transcendência do ser humano.

O conhecimento avançado só será completo quando o homem associar ao saber que já possui, o descobrimento de si mesmo, isto é, o autoconhecimento. E quando chegar a este nível de sabedoria, terá um idéia do que seja a perfeição tão divulgada por líderes religiosos que marcaram a história e pelas religiões e filosofias reencarnacionistas.

Somente expandiremos a conciência a níveis de sabedoria como conhecimento da verdade, quando unificarmos os saberes científicos aos saberes da transcendência humana. E nesse aspecto, a fonte de sabedoria universal estará sempre acessível, à espera que em um determinado "dia" do calendário cósmico essa conexão se estabeleça.

Enquanto essa fusão não acontece, evoluímos conforme o nosso empenho, as nossas conquistas e o nosso merecimento. Gradualmente, conforme o ritmo dos habitantes do planeta Terra, pois sabemos que os níveis do conhecimento passam por contínuas reciclagens e atualizações. Na verdade, esse processo vêm acompanhando a história da humanidade desde os seus primórdios, onde muitas mentes iluminadas pela fonte de sabedoria universal têm contribuído, significativamente, na expansão consciencial do ser humano.

E, independentemente do grau de instrução do indíviduo, a sabedoria à ninguem pertence. Ela, digamos, é um valioso bem adquirido em função de muitas lutas internas e de conquistas em busca do conhecimento em todos os seus níveis. É um bem conquistado pelo critério do esforço e do merecimento. E, mesmo assim, o verdadeiro sábio, como disse o filósofo, é aquele que "sabe que nunca sabe o suficiente".

A reencarnação está aí para mostrar-nos que a existência entre nós, de crianças prodígio ou de pessoas simples que não tiveram acesso ao estudo acadêmico, mas que impressionam pelo seu nível de conhecimento, eloquência e lucidez, são a consequência natural do acúmulo de saberes de suas sucessivas jornadas evolutivas.

A simplicidade é uma característica do verdadeiro sábio e ser simples é uma qualidade disponível a todos os seres que reencarnam. Basta escolher trilhar o caminho do bem e da evolução que o resto é uma consequência...

Todos os caminhos do verdadeiro amor praticado pelo indivíduo, levam-no a níveis de conhecimento que por sua vez conduzem-no à sapiência, atributo do progresso da mente e da alma conectados à fonte de sabedoria universal.

No âmbito do conhecimento maior não existem divisões. Nós, pelo fator "desconhecimento", é que ainda estamos divididos entre ciência e transcendência, tentando afirmar nossos postulados ou teorias onde, na verdade, encontram-se em constante conflito interno os nossos "eus" ainda aprisionados pela falta de lucidez do verdadeiro significado do conhecimento superior, acessível a todos que buscam o esclarecimento.

A fonte do saber universal, conectado com um número incalculável de irmãos que já transcenderam o conhecimento a níveis muito mais elevados que o nosso, como o sol que irradia energia, continua intuindo mentes e corações humanos, para que em uma data não muito distante do calendário cósmico, estabeleça-se no nível consciencial, a definitiva conexão. E quando chegar esse momento não haverá mais divisionismo ou sofrimento entre os homens, e o amor com toda a sua simplicidade e grandeza, estará, finalmente, reinando sobre a face do planeta pacificado.

"A ciência sem religião é manca; a religião sem a ciência, é cega."
Albert Einstein

Psicanalista Clínico de Orientação Reencarnacionista.
flaviobastos

Texto revisado por Cris
Publicado dia 21/5/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 27



foto-autor
Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa