Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
Home > Autoconhecimento
A Força Feminina - por Zulma Reyo

A Força Feminina - por Zulma Reyo

por Alquimia Interior Brasil

Conheça-te I: A Força Feminina

Por: Zulma Reyo (originalmente publicado em lamujerinterior.es e repostado em https://alquimiainteriorbrasil.com.br/conheca-te-i-a-forca-feminina/

Há milhares de anos, a luz que alimentava a consciência feminina extinguiu-se quase que por completo. Nós que ansiamos seu regresso, estamos aqui, uma vez mais, para acender esta chama que possibilitará nos erguermos, assumirmos nossa herança e iluminarmos o mundo.

Para poder desenvolver suas capacidades plenamente, a mulher tem que cultivar sua sensitividade. A mulher se perde facilmente em agitações emocionais e conflitos mentais, seu corpo absorve tudo e converte-se em uma trama de sensações e sentimentos difíceis de decodificar e de controlar. Para alcançar a maestria, que é sua herança, tem que poder distinguir entre sensitividade e sensibilidade.

Em contraposição à confusão natural em que vivemos, a mulher moderna desenvolve o intelecto, como o homem, em nosso sistema pedagógico e de valores. Isto ainda não é suficiente. A mente feminina é um complexo caleidoscópio, rico em possibilidades simultâneas vinculadas a uma estrutura sensível, a ser reconhecido, explorado e desenvolvido. Carente de seus impulsos mais profundos e de seu mecanismo delicado, a mulher torna-se seca e dura, incapaz de alcançar e requalificar o mundo como poderia fazê-lo.

Para extrair o real valor da força feminina no mundo, as mulheres têm que reconhecer a sensitividade que lhes é dada como mães do mundo. Este nexo interior de finas percepções e faculdades permite-lhes administrar, transformar e criar com a qualidade e amplitude que são próprias da mulher.

O corpo da mulher é seu templo e seu recurso. Provê a forma básica e as faculdades para processar a imensa gama de possibilidades. Também oferece a matéria prima e as qualidades de ressonância necessárias para afetar a matéria em todos os níveis – físico, emocional e mental.

As mulheres decodificam e entendem incorporando a verdade. Dotadas com a mesma capacidade de abstração que o homem, no final, elas seguem por outro caminho: deixamos cozinhar em nosso interior a experiência e as possibilidades – nosso sentido de corpo – onde processamos qualidade, quantidade e aderimos às faculdades que manejam energia e força.

Nossa sociedade atual ensina homens e mulheres da mesma forma, enfatizando um desenvolvimento mental e psicológico idêntico, o que não favorece as mulheres. Nem homens, nem mulheres sabem distinguir uma emoção de uma sensação, um pensamento de um sentimento. Mas, na antiguidade, esta distinção sempre foi requisito para liderar tanto no mundo da forma, quanto no mundo do espírito. Conhece-te! Era o treinamento básico em templos e em sociedades exotéricas, particularmente para a mulher.

A maestria, como experiência direta sobre todos os aspectos do eu, é obrigatória para civilizações avançadas. O intelecto não pode nos dar a maestria. É muito mais fácil, rápido, conveniente e satisfatório mudar as aparências e forçar os resultados, simular, bloquear, excluir ou substituir o que queremos pelo que não queremos. Isto é o que distingue um iniciado de uma pessoa comum. A mulher, na realidade emergente de hoje, não pode permitir-se atuar e pensar como uma pessoa comum e ignorar suas faculdades. Não pode se permitir não se conhecer.

O CORPO

O corpo de uma mulher é altamente magnético.

Para dominar o mundo, como o dirá qualquer instrutor de yoga ou artes marciais, nossa atenção deverá focar-se inteiramente dentro do corpo como uma experiência sensorial direta, sem distrações ou preocupações. Em lugar de focar nas sensações periféricas e em partes, é necessário abraçar o corpo por inteiro, interior e exterior.

A linguagem corporal é a sensação e o corpo é a única parte de nós que sempre está no tempo presente. Apenas poderá reproduzir uma sensação do passado. Quando estamos totalmente afinados com o corpo, os pensamentos param.

Sinta e defina a sensação de estar no corpo em condições neutras. Escaneie-o. Cheque a distribuição de peso, textura e temperatura. Contraste a sensação da pele com sensações mais profundas. Que partes do corpo estão mais abandonadas? Que partes estão mais congestionadas? Distribua a atenção equilibradamente.

Repita a observação depois de uma sessão de exercícios físicos ou enquanto caminha. Perceba a mudança. Também explore outros momentos, parando somente para se conscientizar da qualidade da respiração, dos ritmos e das pulsações da matéria.

Uma vez identificada esta sucessão de sensações, perceba as emoções.

AS EMOÇÕES

As emoções da mulher são elétricas e ativas.

Nós nos apegamos às emoções como a posses muito queridas. É útil compreendê-las, mas é imperativo aprender como transformá-las e liberá-las. Isto não quer dizer bloqueá-las, racionalizar sobre elas ou substituí-las. As emoções contém uma energia que nãopode ser justificada ou escondida sob o tapete, sem que volte à superfície e de maneira muito pior.

Aprenda a requalificar o tom emocional que projeta no ambiente. Em vez de identificar a maneira como se sente depois de um ocorrido, faça de forma inversa. Identifique o que sente como uma sensação geral sem associá-la a nada em particular.

As emoções afetam o corpo. Invariavelmente, criam ondas dentro e ao redor do corpo, especialmente sobre certas zonas: o estomago, o peito, a garganta, o rosto, os braços, as mãos… As emoções emitem ondas grandes e fortes invisíveis e concêntricas além do corpo. É como comunicamos o estado dos nossos sentimentos e como os reconhecemos nas outras pessoas.

Para aprender a identificar energia, como um exercício, comece a sentir-se em um estado de suavidade. Contraste com a maneira como se sente quando está triste, contente ou com raiva. Evoque estas emoções imaginando uma cena de um filme ou das tuas memórias, pois as emoções respondem rapidamente à imaginação. Use isto positivamente e assegure-se de terminar com uma nota afirmativa.

Assim, poderá facilmente evocar alegria e perceberá que é mais difícil evocar um estado de paz. A paz requer a estabilidade e a capacidade de sustentar intensidades.

OS PENSAMENTOS

A mente feminina é absorvente, receptiva em muitos, muitos níveis simultaneamente.

O domínio mental parece ser mais fácil e, na realidade, é muito mais sutil. Não se trata nem de censura, nem de supressão. Uma vez construída uma ideia, a energia mental dirige-se a um objetivo ou outro: não pode ser destruída. É direcional e se move em linhas retas. É o ingrediente básico que impulsiona nosso mundo como formas-pensamento instintivas e obsessivas que nos espreitam.

Para dominar o processo do pensamento, teríamos que, antes, reconhecer sua intenção. Em uma pessoa comum, isto nasce da urgência física ou da necessidade emocional. “O reto pensar”, no sentido budista, requer uma abstração do eu, um processo de indagação, análise e posterior desapego que é muito mais fácil para os homens. Como usado hoje em dia, não aborda a experiência que cada mulher conhece como a ebulição e poder internos.

A energia mental pode ser agressiva e exigente, dominando tanto o corpo, como as emoções; envolve a atenção e a energia do outro para escutar, compreender e responder. Felizmente, a maioria dos pensamentos das pessoas não são suficientemente potentes para afetar o ambiente de forma importante. Dependem de vitalidade e, quando nossa atenção fraqueja, perdem sua força. Pensar requer muita energia e esgota o corpo consideravelmente.

Para finalizar, centrada em teu templo físico, sendo uma com cada molécula, contraste agora com o jogo de ondas emocionais que é capaz de produzir. Permaneça assim por um tempo. Desfrute da comunhão com as forças refinadas da natureza ou com outra pessoa, em silencio e em não ação. Observe o “fazer” que acontece naturalmente através de você.

Por enquanto, contente-se com a experiência de cada aspecto teu, separadamente, enquanto se prepara para um treinamento mais amplo.

Observe como se sente física e emocionalmente, sem considerar o conteúdo, significado ou implicação do que seja que esteja fazendo. O que importa é tua percepção, a maneira como as energias se movem através de você de diferentes formas, direções, qualidades e frequências.

Você é composta pelo equipamento mais espetacular, belo, sensitivo e refinado jamais construído: teu corpo e seus sentidos.

A ecologia começa em casa. Observe o efeito que teus pensamentos e emoções têm sobre teu corpo e terá uma ideia de como você afeta teu ambiente.

Tradução: Claudia Avanzi

Texto Revisado
Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Autor: Alquimia Interior Brasil   
www.alquimiainteriorbrasil.com.br 
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 1
Atualizado em 19/06/2019

Veja também
Unindo inspiração e música, além, muito além...
O que fazer quando a ansiedade se torna um transtorno?
Para onde seu piloto automático está te levando?
Que toda paixão se converta em amor

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.






Energia do Dia
57 - SUN - A SUAVIDADE
Quando o julgamento é lúcido, as dúvidas desaparecem. O sucesso está no esforço constante numa única direção.
Consulte o I-ching


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa