auravide auravide

A FORÇA INTERNA COMO REFERÊNCIA



Não há Luz onde não há consciência. Assim como não reconhecemos a sombra se não tivermos a referência da Luz.
Deste modo, antes de tudo precisamos nos conhecer. Conhecer nossos valores e referências para, a partir deste autoconhecimento, conhecer a nossa própria força e a força de nosso saber.
É importante conhecer a força de nosso saber, pois é a partir dela que poderemos ensinar ou aprender. É a partir dela que determinamos se nos dispomos a viver ou a morre,r e viver ou morrer significa neste contexto entregar-se ao mundo ou a ele dar as costas.
Viver ou morrer significa interagir com todos e não só com aqueles que amamos. Viver ou morrer significa aceitar e acolher, mas significa acima de tudo amar sem nada temer.

Nesta existência podemos ser como um cálice que tem como missão conter e ser uma referência, mostrando sempre seu limite e assim nos lembrar de nossa capacidade, mas também de nossos limites. Essa referência nos permite o reconhecimento de nossas potencialidades e das forças inerentes a cada um de nós; nos permite também despertar a força intrínseca que possuímos, caso dela ainda não tenhamos consciência, pois nossos limites - quando conscientes - são também a referência de nosso potencial.
Quando reconhecemos nosso limite e nossa força, podemos lançar Luz sobre a força do outro e auxiliá-lo no reconhecimento de seu potencial e de sua própria Luz.

Temos todos nós a possibilidade da escolha, a possibilidade da opção e devemos fazê-la com segurança e consciência; e uma vez tomada uma decisão, nossa tarefa é nos mantermos fiéis e entregues a ela como nos entregamos à nossa própria vida.
Se nesse processo nos sentirmos fracos em algum momento, podemos recuperar nossa força ao lembrarmos-nos que os referenciais estão dentro de nós. Lembrarmos que a fonte da força e deste poder está em nós.
Se nos chega a sensação de fraqueza é sinal que da nossa força nos distanciamos e jamais essa sensação nos indica que a nossa fonte secou. Basta nos lembrarmos de nossos valores, nossas referências e assim também nos lembramos de nossa perseverança e das conquistas obtidas com a ajuda e apoio de nossa força. É a partir da nossa determinação que reconhecemos em nós esse poder.
Estes são os sinais que indicam a proximidade de nossa fonte. Não é possível aproximarmos-nos da fonte se buscarmos o caminho fora de nós, portanto, se nos sentimos fracos, com certeza nos distanciamos de nós mesmos.
É então o momento de nos recolhermos e nos reconhecermos para recuperar sobretudo nossas referências, nossos limites e de novo assumirmos nosso poder.

Texto revisado por: Cris
Publicado dia 13/3/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 13




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa