auravide auravide

A Hipertensão arterial e as emoções



Sempre que o corpo é solicitado a submeter-se a um esforço físico ou emocional, a pressão sangüínea sobe, normalizando-se em seguida. Em casos de hipertensão ou pressão alta (igual ou superior a 14x9, segundo determinação da OMS, Organização Mundial de Saúde), o esforço produzido pelo fluxo sangüíneo para percorrer as artérias do corpo e bombear o coração, mantém-se constantemente intenso. O organismo parece que jamais se permite relaxar, elevando os índices de pressão acima do limite saudável.

O que pode causar: a hipertensão provoca um desequilíbrio, pelo excesso de fluidez do sangue, que agride os limites e a resistência dos vasos e artérias por onde ele passa. A princípio, age silenciosamente no organismo. Mas ao longo de dois ou três anos, começa a dar seus primeiros sinais, como tonturas e dor de cabeça. Inesperadamente pode provocar infarto, derrame ou comprometimento renal.

Agravantes: fumo, álcool, obesidade, vida sedentária, excesso de sal e colesterol alto.

Toxinas psíquicas: o hipertenso, via de regra, vive pressionado pelos conflitos internos que ele não consegue verbalizar nem resolver, mantendo-se em constante estado de alerta. Costuma envenenar-se por estresse, tensão, ansiedade e agressividade reprimida, além de amargar rancor, hostilidade, medo e insegurança.

Vítimas prediletas: os perfeccionistas, os que tendem a armazenar problemas mal resolvidos, os mais autoritários, os que apresentam dificuldade de aceitar fracassos, derrotas ou concorrência, os que se sentem constantemente ameaçados e por isso vivem na defensiva.

Emoções que curam: alegria, calma, aceitação, flexibilidade, amor, perdão e descontração.

Sugestão floral: A essência floral preparada com as pequeninas flores lilases e roxas da planta conhecida como Gervão traz, dos planos internos, as vibrações positivas de harmonia, de paz e de sabedoria para a mente e os sentimentos. Esta essência floral nos ensina que a verdadeira compreensão consiste em não aceitar tudo, mas tudo compreender; não aprovar tudo, mas tudo perdoar; não aderir a tudo, mas buscar em tudo, aquela parte da verdade que está oculta.
A essência pode ser empregada nos casos de ansiedades severas, na agitação psicomotora infantil e também como anti-inflamatório emergencial. Historicamente esta planta simboliza a paz e a concórdia entre os homens. Os diplomatas, os negociantes encarregados de negociar a paz, preparavam uma coroa de verbenas que levavam consigo. A planta servia como prova de que tinham boas intenções, pois de fato ela os preenchia com um estado de ânimo amigável e sereno.

Advertência: As plantas mencionadas nesta matéria, mesmo quaisquer outras ervas, não devem ser utilizadas sem a orientação de um profissional da área. Embora as essências florais aqui descritas sejam inofensivas, mesmo as plantas comuns podem ser confundidas ou inadequadamente manipuladas.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 13/7/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 73



foto-autor
Autor: Maria Isabel de Oliveira   
Maria Isabel de Oliveira tem formação em Cosmobiologia e Naturopatia, especialização em Fitoenergética e pós-graduação em Análise Bioenergética.
E-mail: marybelterapeuta@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa