auravide auravide

A leveza e diversão do sucesso

por Theresa Spyra

Publicado dia 28/8/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


É muito comum questionarmos o porquê da nossa vida não dar certo. É mais comum ainda nem saber exatamente o que é o certo na nossa vida. Por que será que isso ocorre? Por que é tão difícil saber o que é o certo para nossa própria vida? Venho percebendo que talvez a principal causa é que não queremos saber do certo para nós – queremos e vivemos atrás do certo que o outro disse que é certo. Dá pra entender? Vivemos a vida dos outros, seguimos o caminho dos outros, buscamos as idéias dos outros... e nós, onde ficamos?

Como posso me realizar se estou vivendo, ou para fazer o que meus pais disseram, ou para negar o que eles disseram? Em ambos os casos, tanto o fazer como o negar leva-me a viver preso às idéias deles, e não às minhas. Nem sei, na verdade, quais são minhas idéias, já que não me dou ao luxo de permiti-las surgirem. Às vezes, nos desprendemos dos conceitos familiares e acabamos entrando nos conceitos religiosos: acreditamos piamente no padre, no sacerdote, no pastor, no mestre, no preletor, no guru... o que eles falam deve ser muito bom para eles, mas para mim, para a minha felicidade e plenitude, não é.

Existem momentos em que precisamos de um conselheiro, um terapeuta, um consultor. Sei bem disso, pois trabalho com terapia e coaching. Porém, terapeuta ou coach nenhum tem o direito de dizer o que é certo para o outro, dizer o que o outro deve fazer. Sabe por quê? Simplesmente porque ele tira toda a beleza e compreensão profunda que ocorre quando alguém percebe em si mesmo a resposta e assume tomar uma atitude por vontade própria. Corre o risco de acertar ou de errar e isso o torna grande, poderoso, preparado para o sucesso.

Engraçado: é muito comum o cliente olhar-me nos olhos e perguntar, na maior cara de pau: e agora, o que eu faço? Ele acaba, nesse momento, de jogar a responsabilidade do próprio sucesso nas mãos de outro, no caso, eu! Se eu caio nessa armadilha inconsciente, posso deixar-me levar pelo ego e pensar que realmente tenho uma solução milagrosa para esse cliente. Mas não tenho. A solução está nas mãos dele, sempre esteve, mas ele se ilude de que não está, porque acredita em problemas e conflitos emocionais que, no fundo, são somente névoas que encobrem o seu próprio poder. Névoas que, com uma boa sacudida, tal qual um cão sacode a água após o banho, se desfazem.

O sucesso é leve e divertido

No trabalho terapêutico busco desbloquear emoções e crenças limitantes. Não é necessário eliminar todo o medo, todos os bloqueios, para que alguém esteja pronto para andar. Da mesma forma, não é necessário acabar com as idéias do “não posso”, “não consigo”, “não estou pronto”, “estou em evolução”, etc., para que o cliente comece a perceber o sucesso em sua vida. Somente em perceber que, apesar do medo, ele anda, o sujeito sente em si uma força que estava latente, mas adormecida. E ri de si mesmo: “Se eu soubesse que era tão fácil, já teria andado muito antes! Não ligaria tanto para os meus problemas, que nem são reais! Não sofreria tanto, achando que o mundo todo deveria ver o meu sofrimento e simplesmente tomaria posse do meu caminho do sucesso!”

O caminho do sucesso não é necessário construir. Ele já está pronto. Deixamos de vê-lo porque confiamos demasiadamente nas ilusões mentais que temos, ao invés de simplesmente observarmos o sussurro suave da nossa intuição, dizendo exatamente o que é o melhor para nós. Alguns ouvem a intuição, outros sentem, outros visualizam, mas em todos os casos, há uma certeza: a intuição sabe muito bem o que deve ser feito para sermos felizes. Ao entrar em contato com esse caminho, o sorriso retorna, os medos desaparecem, o prazer se inicia imediatamente. Não é necessário alcançar uma meta, comprar a casa dos sonhos, ganhar os milhões sonhados, casar-se com o homem da vida... só caminhar já dá uma imensa satisfação! E as coisas começam a acontecer também... pode ser que os milhões aconteçam, o homem da vida surja, a casa se concretize, mas receberemos essas dádivas com a sabedoria de que tudo na vida passa, inclusive a nossa vida, nossos pensamentos e nossas emoções. Brincaremos nesta vida e usufruiremos totalmente de tudo o que nos é concedido, simplesmente porque é esse o caminho do sucesso. Depois, despidos da ilusão de que somos matéria, nossa essência estará livre como sempre esteve, como uma gota dissolvida na imensidão do oceano.

Para iniciar a jornada no caminho do sucesso é importante permitir-se ser quem você é, ouvir sua intuição, e não suas emoções ou pensamentos conflitantes. Eles são interferências de outras pessoas, outros momentos e não são a realidade. É desejável olhar profundamente esses medos, mantendo-se distanciado deles, como um turista observa o animal no zoológico, até que você perceba a irrealidade deles. Ao mesmo tempo, permita-se andar um passo após o outro. Observe como a paisagem muda a cada passo que dá, como subitamente o prazer começa a surgir, somente pelo fato de caminhar. Esta é a essência, o segredo do caminho: caminhar.

Passos para curtir o seu caminho do sucesso
Estas idéias são minhas, quem sabe alguma sirva para você?

- acredite: a única razão para viver é ser feliz. Ou será que existe alguma razão que dê mais prazer que essa?
- perceba: a vida é divertida é leve. Se você não vê isso, o que será que lhe impede?
- permita-se perceber seus momentos de prazer. É possível?
- não acredite nos problemas: eles não existem. Existe algum problema neste exato segundo em que você lê estas linhas?
- se não acredita no item acima, permita-se fingir que eles não existem e ande. O que aconteceria se você andasse?
- olhe seus medos e bloqueios de frente. Você é o único responsável por eles. Reconheça que são idéias que desaparecem quando você anda. Ou pode ser que não. O que aconteceria se você experimentasse?
- permita-se obedecer à intuição. Permita-se não ligar para seus pensamentos e emoções. Como seria isso, para você?
- seja você e curta quem é. Como você se sentirá quando aceitar-se plenamente? Como será o seu trabalho, o seu ganho, quando você perceber e tomar posse de todo o seu potencial? Qual será a preocupação se você não ligar mais para o que os outros pensam?

Se você acha importante ser reconhecido pelos outros, seja um sucesso e perceba como você atrairá e conduzirá pessoas, tal qual um imã atrai limalhas de ferro. A maioria das pessoas gostam que alguém dê as respostas. Você faz parte da maioria?

Theresa Spyra
Coach alemã de Constelação Sistêmica e Máster PNL
Últimas vagas para a próxima constelação sistêmica em grupo – clique aqui e saiba mais!

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 11

foto-autor
Sobre o Autor: Theresa Spyra   
Theresa Spyra é alemã, trainer e terapeuta com especialização em constelação sistêmica familiar, organizacional e estrutural. Estudou com a também alemã Mimansa Erika Farny, pioneira na introdução do método sistêmico de Bert Hellinger no Brasil, e aprofundou-se nos sistemas estruturais e organizacionais, com estudos no Brasil, Alemanha e Suíça
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa