auravide auravide

A liberdade é uma conquista!

por Flávio Bastos

Publicado dia 18/8/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


"Liberdade! Essa palavra que o sonho humano alimenta,
que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda."
Cecília Meireles


Segundo Sartre, o homem é a sua liberdade e está condenado a ser livre. Condenado porque não se criou a si mesmo e como, no entanto, é livre, uma vez que foi lançado no mundo, é responsável por tudo o que faz.

Portanto, por mais legítimos que sejam nossos filhos e por mais intenso que seja o vínculo de amor que nos une a eles, eles são individualidades dotadas de inteligência, consciência própria e de liberdade de escolha. "Teus filhos não são teus filhos, são filhos e filhas da vida desejosa de si mesma", disse Kalil Gibran, o pensador e filósofo. Na verdade, nossos filhos seguem a orientação da natureza como os passarinhos que, ao sentirem-se preparados para a vida independente, deixam a segurança do ninho em busca da sobrevivência.

O amor que acolhe, o amor que sufoca, ou ainda, a falta de amor, deixa suas marcas na infância do indivíduo, fase em que o ser encontra-se receptivo às orientações e aos exemplos que emanam das figuras referenciais de sua vida.

O amor que acolhe é aquele que abraça mas não sufoca, permitindo liberdade de expressão e de escolha, pois vê naquele ser em desenvolvimento, não uma cópia ou extensão de si mesmo, mas uma individualidade em busca de afirmação e de segurança para poder trilhar, no futuro, os caminhos da vida com mais equilíbrio e confiança.

O amor que sufoca é aquele que abraça mas quase não permite à individualidade a liberdade de expressão e de escolha, pois vê no reflexo de seu filho a extensão de si mesmo, ou seja, de seus medos, inseguranças e limitações diante da vida.

A realidade dos consultórios de psicoterapia tem revelado, ao longo dos tempos, o resultado do amor em desarmonia com o indivíduo. São inúmeras as pessoas que inseguras para o enfrentamento das dificuldades que a vida lhes apresenta, buscam no aspecto simbólico da terapia o abraço que faltou-lhes na fase infantil.

Por falta da experiência do amor que liberta o homem sempre se fez prisioneiro de angústias, medos, culpas, solidão, impossibilidade de agir, padrões pré-determinados, dogmas, etc. Pela experiência do amor acolhedor na infância ou pela psicoterapia, ele pode libertar-se buscando o autoconhecimento e realizando-se, tornando-se responsável por suas escolhas.

Na trajetória vital somos caminhos distintos onde cada um é responsável pelos seus passos e pelos seus atos. Na verdade, as escolhas são nossas: o sentimento de liberdade com a sua característica de enfrentar desafios ou o sentimento de dependência que bloqueia iniciativas pessoais e aprisiona consciências. Porque, no final das contas, independentemente do nível de influência das principais referências da nossa educação, estaremos sós na estrada da vida, onde cada um deverá cuidar e, acima de tudo, responder por si próprio.

Estejamos, portanto, preparados para o uso consciente da liberdade que não é um ilusório símbolo de consumo, mas fruto da equilibrada experiência do amor de mãe e pai na infância, como também uma genuína conquista do indivíduo em processo de autoconhecimento.

"Não me apontes o caminho,
o rumo certo prá chegar ao cimo.
Deixa-me encontrá-lo para que seja meu...

Não me reveles a mais brilhante estrela,
aquela que te guia.
Eu buscarei a minha...

Não me estendas a mão quando eu cair.
Em tempo certo, em hora exata eu ficarei de pé...

Não te apiedes de mim.
É minha estrada, é minha estrela, é meu destino.

Deixa apenas que eu seja.
Sem ti..."

Elliette Ferreira.

Psicanalista Clínico e Interdimensional.
flaviobastos

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 7

foto-autor
Sobre o Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa