auravide auravide

A NOITE ESCURA DA ALMA 1



GAIA, através de Pepper Lewis

"Eu continuo profundamente inspirada e em reverência das muitas e diversas jornadas da vida que são compartilhadas comigo quase que diariamente. Sou também afortunada por ter a oportunidade de ter encontrado muitos de vocês pessoalmente enquanto viajo ao redor do mundo, apresentando as palavras e a sabedoria de Gaia em reuniões grandes e pequenas. As palavras de Gaia são muito freqüentemente cálidas e expansivas, mas também podem ser muito firmes e diretas, especialmente se ela percebe um obstáculo removível entre nós e a experiência além deste obstáculo. Onde existir a possibilidade de ruptura, aqueles que conhecem bem Gaia, lhes dirão: “Melhor estar alerta e pronto!”

Eu me senti impulsionada a compartilhar este artigo com vocês porque fala a um aspecto mais tranqüilo e íntimo de sua consciência do que estamos muito freqüentemente desejando compartilhar com outros, pelo menos publicamente. Sim, todos nós sabemos, entretanto, pelo menos na teoria, que os nossos pensamentos criam a nossa experiência. E sabemos que pensamentos positivos são vitais para as vidas saudáveis e produtivas. Mas o que fazemos quando nos esquecemos de como fazer e ser isto?

Em quase todo seminário e em muitas das minhas sessões particulares, uma pessoa tímida e auto-consciente me levará calmamente para um lado e me confidenciará que eles sentem que se esqueceram de como ser espiritualizados. Mortificados por até emitirem as palavras em voz alta, eles relatam como se sentem diferentes de seus amigos “espiritualizados” que parecem estar se expandindo quase que multidimensionalmente. O fórum que só recentemente recebeu sua única expressão da própria personalidade parece agora opressivo e exclusivista.

A minha resposta é que eu reconheço tudo muito bem o que eles foram tão corajosos ao relatar, tendo experiências similares em meu passado. As palavras de Gaia quanto ao assunto são gentis, ressoantes e inspiradoras. Elas falam a este espaço silencioso dentro de nós que se desespera e está embaraçado por se desesperar. Com isso em mente recebam, por favor, as seguintes palavras como um ponto de referência – um que pode ou não já ser a sua experiência, mas que pelo menos lhes oferecerá a sabedoria e a compaixão de ser uma presença estimulante na vida do outro. Nós somos seres poderosos e versáteis, capazes de criar quase qualquer coisa que possamos sonhar ou conceber, mas somos também suscetíveis aos momentos frágeis, temerosos e profundos. O artigo seguinte é para um destes dias tempestuosos. Eu espero que vocês o recebam com a mesma gratidão que eu."

“Eu experienciei o que gosto de chamar de um momento e um ano de despertar pessoal há um ano atrás. Muitas das mudanças positivas que tenho feito em minha vida são diretamente atribuídas a esta experiência. Mas agora, quase um ano mais tarde, minha vida está em um estado de confusão e desordem. Não estou me alimentando ou dormindo bem, me sinto emocionalmente instável e espiritualmente desequilibrada. Tenho tido pequenos ataques de ansiedade e surtos temporários de depressão. Na superfície nada mudou realmente, e eu não posso ajudar além de imaginar por que as coisas não estão tão boas ou melhores como eram. O que aconteceu? O que mudou? Recentemente alguém me falou sobre algo chamado de “a noite escura da alma”. Você poderia descrever esta condição e me dizer se é isto o que eu estou experienciando? Se for, há uma cura? Com o decorrer dos anos tenho visto que diferença as suas palavras têm feito a leitores inumeráveis. Rogo que o mesmo seja verdade para mim”.

"É importante começar a se lembrar e a reconhecer que o despertar espiritual, como outros eventos convenientes (e não planejados), não são instantes momentâneos de êxtase, seguidos por existências delirantes de glória. O despertar espiritual são momentos extraordinários que transcendem o comum e então continuam a se revelar dentro e através das existências da experiência. Tais momentos, entretanto, tanto quanto durem, são mudanças na consciência de um estado de consciência ao próximo. Enquanto estes sejam de importância imensurável para o crescimento de sua alma e estejam indelevelmente gravados em sua memória celular, eles são também momentos singulares, tanto quanto se referem aos céus. Eles não podem se comparar à totalidade da jornada progressiva de sua alma, que é pelo menos tão vasta quanto a medida deste universo. Somente quando todas estas experiências estiverem sensibilizadas juntas, poderá a beleza e o brilho da pérola de cada indivíduo, começar a refletir corretamente a sua totalidade.

A expansão de sua consciência é orgânica e contínua. Ela não requer, e de fato transcende, todos os momentos temporários de êxtase. Acredite nisto ou não (e contrário a opinião contemporânea) as realizações habituais da alma e sua personalidade em suas atividades diárias são mais do que adequadas. Deus não julga ou mesmo avalia quantas de suas atividades são espirituais versus mundanas, mas a humanidade, sim. Tão ridículo como isto possa parecer, enquanto vocês estão procurando o seu propósito de vida, vocês o estão vivendo sob qualquer condição. Não poderia ser de outro modo, quando Tudo O Que É é sempre intencional e nunca inconsistente. Gostemos disto ou não, devemos também reconhecer que vocês são seres humanos em treinamento primeiro e na prática, um místico, sábio ou espiritualista, em segundo.

Assim, a sua experiência deve, para a maior parte, refletir esta lei. O fato que o seu ser atualmente vive em um veículo de luz mais densa, chamada de corpo humano, faz com que esta lei tenha precedente sobre as outras. O princípio da lei universal leva a enfatizar momentos como estes, porque daria uma reviravolta rapidamente de outra maneira.

Assim sendo dito, é difícil não ser agitado pelas experiências que parecem não menos do que brilhantes. Durante tais momentos a alma se rejubila e a personalidade esquece os problemas e conflitos que estiveram tentando dominar. Estas celebrações são lembretes de que há sempre uma realidade maior e menor que existem lado a lado e como uma. A alma não se define por estas experiências, mas elas a guiam apesar disso. Por causa do contraste, notem que a alma não vê como vasta uma diferença nessas experiências como a personalidade. Este é um reflexo da dependência da personalidade da terceira dimensão nos opostos, tais como bem e mal, luz e escuridão. A personalidade humana avalia, julga e compara os opostos à sua própria experiência, usando-as como um padrão, se necessário, considerando que as experiências da alma se opõem somente como uma variação dentro de um contexto maior."

Texto revisado por Cris
Publicado dia 29/6/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa