auravide auravide

A NOITE PERPÉTUA 4



"Faz parte da natureza humana se lamentar sobre o inevitável, olhar para trás os erros, mais do que à frente para o desconhecido e pensar que a boa vontade deveria ser permanente e a doença temporária. Há uma verdade maior, entretanto, que todas as coisas são temporais e temporárias. Isso sendo dito, o seu ser, que é a presença de sua alma, é eterno. Isso que é temporário é um aspecto do que é permanente, mas o que é permanente não é um aspecto do que é eterno. É esta verdade (também uma lei universal) que o eu-personalidade/Eu-Alma se esquece durante a sua descida na noite escura. A permanência é revelada nisto que dura eternamente ou por um longo tempo. Isto se aplica a tudo o que é imutável ou não esperado a sofrer uma mudança significativa.

A permanência se relaciona a tudo o que é físico. Isto pode se aplicar a Stonehenge, assim como ao seu corpo físico. Acredita-se que Stonehenge resistiu por muitos milhares de anos e pode-se imaginar ele resistindo por muito mais. Parece quase como se ele pudesse ser um acessório permanente, mas como foi intencionalmente criado, um dia ele será consumido quando o seu propósito não mais existir. O mesmo é verdadeiro quanto ao seu corpo físico. Ele parece sólido e permanente porque é intencional em seu ser. Um dia, quando o seu propósito maior for outro do que é hoje, vocês poderiam escolher em se entregar ou refazê-lo em outra forma. Com o tempo, a permanência e o propósito são seus.

A eternidade é uma qualidade não física. Ela é infinita e, portanto, não é afetada pela passagem do tempo. A sua alma é feita desta qualidade eterna. É o que torna a sua alma destinada a descobrir a sua própria divindade. Um dos caminhos pelo qual a sua alma segue a sua jornada destinada é através da experiência da encarnação humana. O que é permanente e o que é eterno tem um relacionamento muito exclusivo. Ambos obedecem às mesmas leis: uma por sua manifestação física e a outra por seu contraste. O eu e o Eu (não o inferior e o superior), obedecem as mesmas leis, e enquanto os dois se complementam, freqüentemente é o seu contraste que desafia mais os humanos.

Este contraste pouco compreendido é um fator contribuinte na separação que é muito freqüentemente descrita no processo da noite escura. A alma, reconhecendo-se como eterna, acolhe a noite escura como uma oportunidade de rever as suas experiências mais inseguras. A alma busca intensificar a sua jornada e vê a noite escura como pouco mais do que um pré-alvorecer. A própria personalidade, acreditando que o seu propósito está associado com uma existência, teme vacilar ou até protelar. A personalidade vê a noite escura como um exame fracassado, aquele que tentou e falhou; ela aguarda somente o castigo merecido por seu pecado, que não é nada além da natureza humana.

A REINTEGRAÇÃO DA LUZ

A noite escura dura somente tanto quanto houver um pecado percebido. Se alguém puder ver em um despertar espiritual não mais do que uma progressão de momentos eternos, então, uma noite escura não durará mais do que a própria noite. Um despertar espiritual é motivo para celebração, mas não é uma recompensa que é dada em um dia (ou um ano) e então levado de volta ao seguinte. Ainda assim, é apropriado se adaptar a jantar suntuosamente em uma noite e compartilhar de uma simples refeição na seguinte. O dia muda para a noite tão certamente como a noite se transforma em dia, e o mesmo poderia não ser mais verdadeiro de suas experiências.

Confusão, desordem e ansiedade reinam quando a separação é mais presente. Se vocês estão separados da respiração que vocês atraem, então, intensifiquem a inspiração e exalem a expiração. Se a sua consciência não estiver em seu bem-estar físico, então, a insistência do seu corpo pela nutrição não ficará satisfeita. E se vocês temerem que lhes falta a coragem de persistir e de superar os obstáculos, o seu corpo não descansará e não se entregará à paz que o sono traz. A estabilidade emocional é o resultado da confiança que se sente pelo momento seguinte e pela experiência seguinte. A depressão é a reivindicação insistente, mas não bem sucedida do eu que sozinho está no controle. Sem a cooperação e o reconhecimento dos dois hemisférios do cérebro, o equilíbrio permanecerá em uma distância inatingível. O equilíbrio espiritual será restaurado quando as crenças rígidas se dissolverem em novas possibilidades.

A noite escura da alma é um fenômeno associado com o despertar espiritual e não deveria ser temido. Uma noite escura não segue ou precede necessariamente a um despertar espiritual, mas também é uma experiência da expansão da alma.

Entretanto tomem cuidado com aqueles que prometem um caminho que viaja distante de seu próprio centro e a este de outro. Estas experiências muito freqüentemente resultam em um diferente tipo de dor e sofrimento. Sejam pacientes enquanto se movem através destas experiências e envolvam-se com aqueles que lhes concederão a mesma compreensão. Prossigam lenta e gentilmente, conquanto o seu caminho poderá permanecer obscuro durante este ciclo. Compadeçam-se se deverem, mas não insistam."

GAIA
através de Pepper Lewis
Tradução: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br
Fonte Original: link
Sedona Journal of Emergence, Maio de 2006

Texto revisado por Cris
Publicado dia 29/6/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa