Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

A raiva

por Rodrigo Durante
A raiva

Publicado dia 7/8/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Ainda que com o intuito de nos ajudar em algum assunto pelo qual buscamos uma mudança imediata, poucas energias nos tiram a paz e equilíbrio tão facilmente quanto a raiva.
A raiva é um mecanismo de defesa baseado nas negatividades do ego, não na sabedoria do ser. Quando algo toca ou simplesmente ameaça tocar em nossas feridas mais dolorosas, sofrimentos e medos profundos, a raiva é disparada como uma forma agressiva de nos desvencilharmos de tal situação.
Uma das características mais aprisionantes e limitadoras da raiva é que ela sempre nos coloca na posição de vítimas, através das acusações que ela estimula em nossa mente em relação a algo que nos causa certo desconforto. Com raiva, nós nunca olhamos para nós mesmos como o criador do desconforto, mas culpamos alguém por isso, ou seja, nós nos diminuímos, atribuindo um grande poder ao outro, a algo que está fora de nós. Assim, a raiva nos revela uma posição de dependência emocional que nos colocamos em relação a algo ou alguém.

É fato que algumas pessoas parecem ter o dom de nos irritar, por causa de suas próprias questões pessoais, de registros de vidas passadas e principalmente por causa dos nossos julgamentos e imagens que alimentamos sobre elas. Independentemente das boas intenções de cada um, interagimos diretamente através da frequência de nossas feridas, muitas vezes com tanto sofrimento guardado que nos é impossível naquele momento sentir algo diferente.

Porém, enquanto estamos culpando os outros, não conseguimos acessar em nós mesmos o âmago da questão. O outro, neste caso, é o agente catalisador da cura, que nos mostra algo em nós que precisamos reconhecer, perdoar e transcender. O próprio aflorar desta raiva já é parte da nossa cura e transformação interior e, por isso, é tão importante olharmos para a situação de uma outra maneira.

Para nos libertarmos definitivamente de alguma situação que nos desperta raiva, é preciso primeiramente buscarmos a ferida que está por trás dela, aquilo que através de nossas acusações tentamos esconder. Compreender então que nosso julgamento sobre a situação é o que nos causa sofrimento e não o fato em si, é de suma importância.

Uma vez compreendido isso, paramos de alimentar o assunto em nossas mentes que nos mantinha perpetuamente na raiva e vitimismo. Nosso corpo pode ainda sentir os efeitos desta violenta descarga emocional, enquanto nosso psicológico tenta se equilibrar. Aos poucos vamos retomando a consciência de nós mesmos, liberando o outro do fardo de ser o culpado por nossas próprias criações. Percebemos assim o quanto todo este desconforto está em nós mesmos e não fora de nós. Tudo sempre dependeu apenas de nossa escolha.

Saber que todos somos iguais, seres de luz apenas passando por uma confusa experiência no ego e intelecto, nos ajuda a não darmos mais tanto crédito aos nossos julgamentos emocionalmente induzidos sobre nós mesmos e o outro. Ajuda também a nos tratarmos com mais paciência, leveza e menos exigências, certos de que todos erramos, mas que podemos aprender com isso e fazer novas escolhas a qualquer momento. Mais confiantes do nosso poder de transformação interior na luz do ser, relaxamos e acolhemos amorosamente nossas feridas, até que a paz prevaleça.

Conscientes do ser, vivemos com respeito e neutralidade em relação ao outro e ao que é externo a nós, sempre em paz, segurança, alegria e compaixão, plenos de nós mesmos, sem depender de pessoas ou situações para nos mantermos em nosso equilíbrio e bem-estar!

Em Paz,
Rodrigo Durante
Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstar Avaliação: 4 | Votos: 5

Sobre o Autor: Rodrigo Durante   
Aprendendo a ser feliz e compartilhando tudo o que me faz bem! Atendimentos e workshops.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Quando a economia vai melhorar? Júpiter em marcha direta irá ajudar?
artigo Porque vínculos traumáticos abusivos são difíceis de romper?
artigo Kyudo 2
artigo Babaji - O padrinho espiritual secreto

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa