Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
Home > Autoconhecimento
A solitude como degrau de evolução

A solitude como degrau de evolução

por Flávio Bastos

Desde tempos imemoriais, a solidão é uma companheira do homem. Mesmo com o surgimento do processo civilizatório, que reuniu multidões de pessoas em centros urbanos, este sentimento permanece presente na vida humana, influenciando comportamentos, tendências e filosofias de vida.

Estar só nem sempre é uma forma triste de viver: pode ser uma escolha positiva de vida. Os que optam por momentos assim vivem o que é conhecido como "solitude", caracterizada quando a pessoa considera-se a melhor companhia de si mesma. O reconhecimento em si potencializa o conhecimento de sua essência.

Os grandes mestres espirituais da humanidade, tinham em comum o equilíbrio entre a necessidade de isolamento e a necessidade da convivência e relacionamento social. Siddartha Gautama, o Buda, isolou-se durante muito tempo até atingir a iluminação espiritual. Jesus Cristo dividia o tempo entre os seus apóstolos e a pregação às multidões, mas não prescindia do retiro para as preces e outros contatos com o Ser que que chamava de Pai.

No entanto, acomplexa diversidade humanatem demonstradoque muitas pessoas não conseguem ficar isoladas durante muito tempo. Outras, simplesmente entram em pânico com a possibilidade do isolamento. Outras, ainda, encaram a experiência com tranquilidade, sem apresentar estranheza ou sintomas de estresse ou depressão.

A solidão, portanto, não é um mal que existe para prejudicar o homem ou tirá-lo permanentemente de sua zona de conforto, ameaçando o seu bem estar ou qualidade de vida. Porém, é um sentimentoimprescindível no processo de aprendizagem que visa o autoconhecimento. Sem a introspecção e o isolamento, que garantem momentos de privacidade, seria impossível a pessoa investir em sua expansão consciencial e avançar no processo da autodescoberta.

Momentos de solitude são importantes para que o homem, dotado de excepcional capacidade de expansão da consciência, eleve o seu pensamento através de contatos com a energia criadora do universo, como técnicas medidatitvas, preces, cultos acompanhados com chás como a Ayuasca, entre outros cerimoniais.

Por outro lado, a agitação dos grandes centros urbanos e a rotina de dependência de horários e regras, vem agindo no sentido contrário à busca do autoconhecimento. Contudo, a resistência e a decorrente reação à tendência que limita o homem moderno a uma rotina diária, é de suma importância para quem busca algo mais para a sua vida.
Portanto, o turbilhão de fatos que nos envolve na vida diária e que afeta o nosso campo áurico, pode ser controlado por momentos em que a nossa privacidade torna-se a "alma do negócio", eo pensamento elevado, o instrumento para a depuração de nossa energia afetada pelo envolvimento do cotidiano.

Sobre pensamentos abrangentes, o médium James Van Pragh, em sua obra "Espíritos entre nós", registra o seguinte: "Imagine que você está sentado à beira de uma lagoa e joga uma pedra na água. O que acontece? Imediatamente, círculos se formam a partir do lugar onde a pedra caiu e se irradiam em todas as direções. Pensamentos são como esses círculos na água: eles ressoam na mente dos outros. Quando alguém transmite pensamentos positivos eamorosos, eles são recebidos e, por sua vez, produzem pensamentos amorosos semelhantes. Por outro lado, alguém cujo coração está cheio de ódio e inveja, transmite pensamentos correspondentes eacaba instigando ódio e inveja no coração e mente de pessoas".

Mais felizes são aqueles que buscam, através de práticas que elevam o eu superior, o discernimento e lucidez nececessáriosà compreensão do significado da vida. Procura que passa pelo ser instrospectivo que habita em cada um de nós.

Neste sentido, quando o sentimento de isolamento adequar-se aoprazeroso momento de encontro consigo mesmo, em sintonia com o UNO, é porque estamos acaminho de subir um degrau na escala evolutiva do espírito.

Texto Revisado
Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia. 
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 1
Atualizado em 27/03/2019

Veja também
Unindo inspiração e música, além, muito além...
O que fazer quando a ansiedade se torna um transtorno?
Para onde seu piloto automático está te levando?
Que toda paixão se converta em amor

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.






Energia do Dia
57 - SUN - A SUAVIDADE
Quando o julgamento é lúcido, as dúvidas desaparecem. O sucesso está no esforço constante numa única direção.
Consulte o I-ching


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa