Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

A Verdade é o Ser!

por Rodrigo Durante
A Verdade é o Ser!

Publicado dia 31/7/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Buscando nossa satisfação sempre em algo fora de nós, não criamos o hábito de olhar para dentro. Ao contrário, a qualquer reação ou impulso emocional que sentimos, já buscamos uma causa ou solução para isso, mas sempre, infelizmente, fora de nós mesmos.

Assim como nos acostumamos a viver focados no externo, perceber este silêncio interior é puro hábito. O silêncio, a paz e calma que buscamos são características próprias do ser, de quem verdadeiramente somos, não precisando de nenhum esforço ou conquista exterior para isso. Ele está sempre lá/aqui, podemos percebê-lo entre um pensamento e outro, entre um som e outro que ouvimos, entre uma palavra e outra que emitimos. O silêncio nos envolve completamente e está presente em nosso corpo também. É dentro e a partir dele que somos criativos e entramos em contato com nosso coração.

Em silêncio, sem as agitações da mente, podemos perceber a nós mesmos e ao outro como realmente somos, antes dos julgamentos, comparações e exigências do nosso ego. Quanto mais conscientes do silêncio, mais em paz estamos e menos nos importamos com os "barulhos" que não param de acontecer.

Certos de que somos este silêncio, sabemos também o que não somos, nos incomodando cada vez menos com nossas divagações mentais, reações emocionais e exigências do nosso ego, não mais identificados com eles. A segurança começa a crescer em nós, pois sabemos que em qualquer situação, ainda seremos quem verdadeiramente somos, a paz e o silêncio do ser nunca nos abandonarão.

A não ser que passemos a dar mais importância para os ruídos, alimentando-os ou os rejeitando, é a consciência do silêncio que estaremos praticando e fortalecendo, nos aprofundando cada vez mais em nós mesmos. É importante, no entanto, estarmos atentos para não entrarmos em um estado de exigência de como as coisas e pessoas precisam ser para encontrarmos este silêncio em nós, desta forma já saindo da aceitação natural do ser.

A aceitação é a maneira mais fácil de encontrarmos o silêncio em nós, uma vez que ele já existe, já é, não precisamos criá-lo, apenas aceitá-lo, parando de querer controlar as coisas e apenas nos rendendo a nossa própria paz interior. Nesta profunda paz e silêncio interior todos os nossos desequilíbrios se dissolvem, nenhuma urgência do nosso ego resiste à eterna verdade do ser.

Perdidos em mentalidades, pseudoverdades, modelos de perfeição e promessas externas de realização, nos fechamos ao sentir, perdendo o sentido da vida e de nós mesmos. Silenciosamente, no entanto, descobrimos que todos os sofrimentos que vivemos vieram de nossas próprias criações e decisões, nos momentos quando escolhemos o pensamento como nossa verdade ao invés da paz do nosso coração.

Muitas vozes podem nos dizer o que precisamos ter, fazer e para onde ir, mas apenas o silêncio nos revelará o que somos, a paz, o amor, a alegria, a segurança, a plenitude que já estão em nós. Muito maior e mais profundamente que nosso intelecto pode conceber, a Verdade é o Ser!

Em Paz,
Rodrigo Durante.

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2

Sobre o Autor: Rodrigo Durante   
Aprendendo a ser feliz e compartilhando tudo o que me faz bem! Atendimentos e workshops.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Você tem realmente esse tal Livre Arbítrio?
artigo Contrato com a morte
artigo Estesia
artigo A mudança deve ser interna

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa