auravide auravide

A Visão Sistêmica na Ciência e na Psicologia

por Instituto AION

Publicado dia 2/11/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Na psicologia junguiana, a teoria sobre a realidade psíquica está em consonância com as descobertas da física quântica e da teoria dos sistemas. Na concepção de Jung, a teoria do inconsciente aproxima-se, cada vez mais, das recentes descobertas dessas ciências. Em sua obra A energia psíquica, Jung afirma:

"O defeito da concepção de Freud consiste na unilateralidade para a qual sempre tende o ponto de vista mecanicista-causal".

Vemos aqui a tendência em Jung de procurar entender a questão da mente e do psiquismo do ponto de vista não-mecanicista, ou seja, sistêmico e energético. Jung discordava de Freud não só pela definição da energia psíquica, que entendia a libido e unicamente como sendo de natureza sexual, ao passo que para Jung esse conceito aplicava-se a um escopo mais abrangente, como uma energia vital não reduzida ao sexo.
Outra discordância nas duas concepções, residia na questão do inconsciente. Para Freud, o inconsciente resumia-se a uma dimensão individual, ao passo que para Jung, ele toma dimensões coletivas, tem um caráter auto-regulador e do qual a consciência emerge.
Freud entendia que o inconsciente e a própria psique estariam atrelados a um mundo mecanicista, reduzidos a causas biológicas e químicas.
Jung não via nenhuma razão para entender o psiquismo ou a mente como um subproduto de das funções cerebrais. Neste sentido, ele via a vida psíquica mais como um sistema onde a energia tem um papel predominante e, conseqüentemente, não-reducionista, mas finalista, ou seja, “como um meio ordenado a um fim”. Sobre isto dizia ainda:

"A consideração energética é essencialmente de caráter finalista e entende os fenômenos partindo do efeito para a causa, no sentido de que na raiz das mutações ocorridas nos fenômenos há uma energia que se mantém constante, produzindo entropicamente, um estado de equilíbrio geral no seio dessas mutações".

Aqui o caráter sistêmico de sua visão é indiscutível e conforme afirma, ainda:

"A idéia de energia não é a de uma substância que se movimenta no espaço, mas um conceito abstraído das relações de movimento".

A própria definição de Jung para o símbolo e arquétipo possui uma natureza transformadora do ponto de vista energético, como vemos nesta afirmação: “O mecanismo psicológico que transforma a energia é o símbolo”.
As mais recentes constatações da Física Quântica mostram que a realidade não possui uma consistência em si mesma, ou seja, o mundo físico das partículas indivisíveis e do mundo newtoniano dá lugar a uma abstração das relações entre seus processos dinâmicos.
Para a Ciência Quântica, a realidade é vista como uma possibilidade. Jung, já na época em que formulou suas teorias a respeito da mente e do psiquismo, estava familiarizado com esses conceitos, quando afirmou que:
Aquilo que para o ponto de vista causal é fato, para o ponto de vista finalista é símbolo, e vice-versa. Por isso devemos considerar o mundo também como um fenômeno psíquico.
Jung foi pioneiro na abordagem psicológica que transcende os limites da consciência individual e na Psicoterapia direcionada aos aspectos luminosos da mente e não somente aos aspectos doentios.
Posteriormente, outros terapeutas, como Maslow, Carl Rogers e Sullivan consideraram aspectos transpessoais e sociais na abordagem e no tratamento psicológico.
O fato é que, acentuadamente, a tendência das práticas terapêuticas, tanto na psicologia quanto na medicina, é a da visão holística, integrada e sistêmica.


Texto revisado por: Cris


Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 12

foto-autor
Autor: Instituto AION    
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa