auravide auravide

Acolha o aprendizado, absorva o crescimento e evolua!



Incrível como nos conectamos tão intensamente às vezes com (aparentes) desconhecidos... Prova de que não é a aparência, a proximidade ou a distância mas a energia quem conecta as almas... Tanto quanto as situações pelas quais precisamos passar, a alma também atrai as palavras que precisamos ouvir, às vezes ditas por nós mesmos, pois como já dizia a poetisa “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”.  

A vida nos ensina o tempo todo através de fatos, ocorrências, atos e palavras, ações e omissões... É preciso estar conectado com a vida para ouvir o que ela tem para nos dizer. E na conversa com a Isabella Ferraz, uma ‘nova amiga,’ eis o que ouvi da vida:

A dor é inflexível. Quando queremos crescer, esse desejo se projeta na natureza e ela responde trazendo provas com o padrão de dor adequado a nossa necessidade de crescimento... É preciso estar atento aonde dói, como dói e porque dói. Querer crescer dói e não querer dói mais ainda.

O crescimento é inexorável, faz parte da vida, do ‘destino’ dos seres, faz parte da lei do progresso que rege o auto aperfeiçoamento e os desenvolvimentos moral e intelectual das criaturas.

Conflitos sempre surgem antes de mudanças importantes e necessárias em nossas vidas e em determinado ponto não da mais pra ignorar a necessidade da evolução, escondendo a dor e o desconforto embaixo do tapete.  O desconforto em qualquer área da vida é um convite a sair da casca, deixar o casulo, transformar-se.

“A vida às vezes fica um pouco triste antes de se tornar maravilhosa”. Imagino ser esta a frase que toda borboleta, se falasse, pronunciaria ao sair do casulo escuro, apertado e solitário no qual se encontrava. E acredito ser essa a mesma frase a ser dita por aqueles que passam nesse momento por uma fase de escuridão, aperto e solidão caracterizados pelos conflitos morais que antecedem a transformação inevitável.

Quando nos encontramos sem rumo, sem expectativas, desacreditados da vida e de nos mesmos, seguindo sem olhar para nosso interior e isso nos incomoda é a hora em que nossa alma percebe que está pronta, então ela clama, suplica e atrai acontecimentos e experiências que promovem nosso crescimento.

Crescer dói, todo pediatra diz, mas esquecemos de que o crescimento não se aplica apenas ao corpo físico e embora fisicamente cresçamos de forma compulsória, a nível moral nos lembramos de procurar algo maior do que nós mesmos  apenas quando dói. É a Dor como impulso para alcançar voos mais altos... Precisamos olhá-la de frente e escutar o que ela tem a nos dizer e transformar o que precisa ser transformado, pois quando somos estranhos para nós mesmos, nem o mundo inteiro é capaz de nos preencher.

Assim é imprescindível nos auto-observarmos, constatar e conhecer a origem da nossa dor e aceitá-la, não como uma inimiga, mas como uma aliada e através da sincronicidade, o universo nos envia as armas certas para iniciarmos nossa guerra.

A raiz de toda dor está associada à ignorância... Tudo é passageiro no universo manifestado, mesmo assim sofremos quando não temos o que queremos e quando o temos sofremos por medo de perder, nos torturamos perante a morte, nos afligimos pelo que é diferente e nos apavoramos diante do desconhecido... "Tudo é dor e toda dor vem do desejo de não sentirmos dor"... É imprescindível elevarmos nossa consciência, aperfeiçoarmos nossa forma de entendimento e buscarmos a sabedoria.

A medida que vamos avançando as ferramentas vão chegando e se aprimorando para melhor nos auxiliar a tentarmos novamente de um jeito mais sábio e equilibrado e consequentemente menos doloroso.

A vida externa não para quando iniciamos nossa jornada interior, pelo contrário, ela reinicia às vezes de forma até mais suave.

E na conversa com a Isabella minha ‘nova amiga’ eis o que ouvi da vida:

Acolha o aprendizado, absorva o crescimento e evolua!

Faby Gino

https://www.fabygino.com/acolha-o-aprendizado
 
Texto Revisado

Publicado dia 6/8/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 6



foto-autor
Autor: Fabiana Gino   
“Mineiroca” (nascida no Rio e criada em BH).  39 anos, Mãe DAS gêmeas, Engenheira Civil por profissão, Escritora por amor e Filósofa por atrevimento... Sagitariana com ascendente em Sagitário; ‘Sincericida’! Amante de sorrisos, fã de risadas e defensora do bom humor. Falo ‘pelos cotovelos’, choro assistindo desenho e nunca desisto de um sonho.
E-mail: fabygino@yahoo.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa