auravide auravide

Agosto de 2008 - Dica de leitura

por Silvia Bavaresco

Publicado dia 17/8/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Tudo bem, pessoal?

Dando prosseguimento às DICAS DE LEITURA, neste mês indico mais um livro de Eckhart Tolle, autor que recomendei em julho com "O Poder do Agora". Os dois livros se complementam, sendo que este foca mais os truques que nosso ego utiliza para nos manter eternamente insatisfeitos. Não foi fácil selecionar um trecho para vocês, pois cada página é memorável. Não é uma leitura fácil, mas vale muito a pena!

"O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA - Como reconhecer o verdadeiro propósito da sua vida e contribuir para a transformação do mundo."
Autor: Eckhart Tolle
Editora: Sextante
Preço: R$ 17, 10 a R$ 21, 91 (pesquisa site Buscapé, 13/08/08)

Sinopse: Mais do que em qualquer outra época de sua história, a humanidade tem hoje a chance de criar um mundo novo - mais evoluído espiritualmente, mais pleno de amor e sanidade. Para Eckhart Tolle, autor de O Poder do Agora, clássico da literatura espiritual, estamos vivendo um momento único e maravilhoso; o do despertar de uma nova consciência. Ele nos mostra que o salto para essa nova realidade depende de uma mudança interna radical em cada um de nós. Precisamos nos livrar do controle do ego, pois essa é a fonte de todo o sofrimento humano. Sob seu domínio somos incapazes de ver a dor que infligimos a nós mesmos e aos outros. No momento em que despertamos o pensamento perde a ascendência sobre nós e se torna o servo da consciência que é a ligação com a inteligência universal, a fonte da vida da qual todos nós procedemos. Enquanto desvenda a natureza dessa mudança de consciência, Tolle nos ensina a vencer as artimanhas que o ego utiliza para nos isolarmos uns dos outros. De forma inspiradora e surpreendente ele nos ajuda a descobrir o nosso verdadeiro eu, a essência humana genuína que nos permitirá construir o novo mundo e viver em harmonia com tudo o que existe.

Trecho selecionado: "Independentemente do comportamento que o ego manifeste, a força motivadora oculta é sempre a mesma: a incessante necessidade de aparecer, ser especial, estar no controle, ter poder, ganhar atenção. (...) O ego sempre quer alguma coisa das pessoas ou situações. Há sempre um plano oculto, um sentimento de "ainda não é o bastante", de insuficiência e falta, que precisa ser atendido. Ela usa as pessoas e situações para conseguir o que deseja e, até quando é bem sucedido, nunca fica satisfeito por muito tempo. Em geral, vive frustrado com seus objetivos - na maior parte do tempo a lacuna entre o "eu quero" e "o que acontece" torna-se uma fonte constante de aborrecimento e angústia. A emoção que governa todas as atividades do ego é o medo. Medo de não ser ninguém, medo da não existência, medo da morte. Todas as suas ações destinam-se a eliminar esse temor. No entanto, o máximo que o ego consegue fazer é encobrí-lo temporariamente, seja com um relacionamento íntimo, a aquisição de um novo bem ou tendo um bom desempenho numa ou outra coisa. Porém, a ilusão nunca nos satisfaz. Apenas a verdade de quem somos, se compreendida, nos libertará."

Boa reflexão a todos!Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 9

foto-autor
Autor: Silvia Bavaresco   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa