auravide auravide

Além da arte

por Nathalia Wigg

Publicado dia 28/3/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


O vento chegava do Atlântico. O mar reluzia sonhos. As ondas quebravam a beira-mar... Num som pacífico. O sol abençoava aquela manhã, no Recife.

Vi uma mulher sentada debaixo de uma árvore. Ela parecia estar distante e incomunicável. Ao seu lado, apenas alguns livros espalhados. À sua frente, apenas o imensurável horizonte.

Inesperadamente, ela retirou um quadro de dentro da mochila e o entregou a mim. A tela comportava uma linda pintura: um deserto e um robusto arco-íris “cortando” o azul e rosa da abóbada celeste.

A moça queixou-se a respeito do amor. Disse que os corações das pessoas comportam, muitas vezes, a arte do amor e não o amor além da arte. Ela estava triste... Desejava mais verdade.

Então, lhe entreguei um pequeno texto, a fim de esculpir um novo horizonte:

I
Era um quadro... Um simples quadro. Era... Não é mais! Peguei cada retalho e esculpi um novo horizonte. Era um quadro na parede vazia, na sala ampla, sombria, sem a luz do dia. Não é mais! Peguei cada mágoa, farpa, assombro e transformei na mais sublime obra de arte: a arte de amar, apenas.

II
Era um amor... Um simples amor. Era... Não é mais! Peguei cada retalho e esculpi um novo horizonte. Era um amor no tecido vazio, no coração amplo, sombrio, sem ventrículos. Não é mais! Peguei cada carinho, afago, encontro e transformei na mais sublime obra de amor: o amor que transcende a arte, apenas.

ALÉM DA ARTE

Vento, mar, ondas, sons da alma,
Sol, luz, reflexões rente ao horizonte,
O corpo pára e pede um pouco mais de calma,
Os sonhos irrigam as terras sagradas do teu monte.

Você pinta um quadro que abriga inspirações,
Enquanto procura pelos retalhos que habitam o teu peito.
Deseja viver, voar e transcender constelações,
Enquanto deita a cabeça, pensativa, no leito.

Questiona-se sobre a arte de amar,
Deseja mais verdade para a alma do mundo...
Então pare! Sinta e acalma...
E perceba, em teu âmago, o silêncio repleto e profundo.

E nessa paz confortante que te inunda,
Transforme a arte de amar em obra do amor.
E enterre qualquer mágoa numa tumba,
Pois o amor que transcende a arte, transcende a dor.

Nathalia Wigg ©
Todos os direitos reservados.

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 16

foto-autor
Sobre o Autor: Nathalia Wigg   
Autora do livro Essência Azul- O sagrado caminho das estrelas => Peregrine neste caminho, você também. Entre em contato com Nathalia Wigg e adquira um exemplar do livro. O envio é rápido e seguro!
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa