auravide auravide

Além do horizonte

por Bernardino Nilton Nascimento

Publicado dia 10/2/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Tudo o que foi escrito sobre buscar a felicidade e os caminhos para alcançá-la não fará o menor efeito se não tivermos um olhar além do horizonte.

Não adianta olhar a vida fragmentadamente. A vida tem que ser vivida como um todo, em toda a sua plenitude, em toda a sua lucidez real. Não podemos enxergar a vida por partes, por notícias ruins, sem ver por inteiro o que o Universo está querendo dizer aos nossos corações.

Temos que enxergar além da nossa visão terrena e ver que a pessoa que partiu da Terra estará, em espírito, agarrada à matéria, sofrendo pelo seu apego. Esses espíritos podem ficar perambulando em locais de fácil envolvimento com pessoas fragilizadas, como pontos de drogas, botequins, e locais onde as maldades e os atritos são frequentes, fazendo a sua influência ao seu apego material prevalecer.

Devemos enxergar além da matéria e trabalhar para o nosso constante equilíbrio material e espiritual. Um descuido pode ser fatal para ser influenciado, sem saber o motivo da sua atitude, provavelmente não desejada. O ser humano deve enxergar além da sua morada, esteja ele onde estiver, vivendo do lado espiritual, se desapegando e deixando a Terra viver, sem influências negativas

Enxergar além do horizonte é começar a conversar com o seu coração. Ele te dirá o que você precisa para ter uma vida de inteira felicidade. Isso representa ver o mundo de uma maneira mais amigável e com menos ódio dos nossos irmãos, mesmo tendo ciência das suas maldades.

Fazer valer uma visão além do horizonte é desfrutar do paraíso interior que, depois de conquistada, deve ser passada para o exterior, para, assim, poder ter um amor profundo ao Ser, ao Todo , se colocando em sintonia com o Universo, conhecendo a linguagem dos anjos e aprendendo a cultuar os nossos antepassados. O mundo espiritual está assoberbado de trabalho, procurando salvar esses espíritos apegados à vida material, e nós não estamos reservando tempo algum para ajudar na recuperação desses sofredores.

Muitos não acreditam. Outros acreditam com certa desconfiança. Sobram poucos que pensam nesses espíritos que estão impregnando a Terra, em sofrimento, e fazendo outras pessoas sofrerem.

No lugar onde acontece um acidente automobilístico com vítimas, mesmo que ali nunca tivesse ocorrido nada, em seguida terá que ser feito um trabalho de amor para esse espírito desencarnado, ou logo acontecerá outro acidente e mais outro. Isso acontece para que o espírito se desapegue das coisas materiais e siga o seu caminho de cura. Mas o que fazer?

Além dos trabalhos dos nossos irmãos espirituais de convencê-los de que não mais pertencem à vida terrena, cada um de nós pode fazer um trabalho simples, porém de grande valor: orar, cultuando sempre os bons pensamentos, as coisas boas por eles vividos. Devemos pedir todas as ajudas possiveis para que eles possam partir para sua nova trajetória. Podemos pedir auxílio aos Anjos e aos espíritos de luz. Os nossos bons pensamentos de elevá-los já são de grande ajuda.

Não culpar quem partiu para uma outra vida. Quanto menos falarmos sobre o assunto, melhor. Quando lembrar, procurar as boas atitudes, perdoar sempre, invocando sempre os pontos positivos. Se não achá-los, deve ter cuidado, pois todos nós carregamos um pedacinho de Deus. Negar-se a achar o ponto positivo é negar-se a enxergar além do horizonte, onde Deus também está.

Com essa visão além do horizonte podemos diminuir, em muito, o sofrimento na Terra e, naturalmente, começar a enxergar uma felicidade interior. A felicidade interior está ligada ao próximo, não só ao próximo aqui na Terra, mas aos próximos que partiram. Eles fazem parte do Todo. Uma visão terrena de equilíbrio com uma visão além do horizonte, que não precisa da visão dos olhos, mas do coração.

BNN

Texto revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 141

foto-autor
Sobre o Autor: Bernardino Nilton Nascimento   
"Não seja um investigador de defeitos, seja um descobridor de virtudes"./ "Quando a ansiedade assume a frente, as soluções vão para o final da fila"./ "Quando os ventos do Universo resolve soprar a favor, até os erros dão certo". BNN
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa