auravide auravide

Algumas aprendizagens do amor

por Flávio Bastos

Publicado dia 25/8/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


"O sentimento de amor ideal é o sentimento de amor harmonioso."

Sob o ponto de vista existencial somos eternas crianças à procura do amor que nos acolha, alimente e afague. Somos seres (inter)dependentes dessa fantástica energia que promove o desenvolvimento bio-psico-espiritual do indivíduo. Por esse motivo, em cada movimento cíclico da vida aprendemos um pouquinho mais sobre sua importância e seu verdadeiro e amplo significado.

Aprendemos que com o amor inserido na prática da maternidade/paternidade responsáveis influenciamos decisivamente na formação de um ser mais saudável e preparado para a jornada da vida.

Aprendemos que com o exercício do amor presente no diálogo como instrumento de compreensão do outro e de mediação ou solução de conflitos preservamos a união coletiva e o bom nível dos relacionamentos interpessoais.

Aprendemos que com as experiências do intenso e fugaz amor das paixões nos tornamos pessoas mais lúcidas e direcionadas para a procura de uma relação amorosa madura, ou seja, que no âmbito das relações passionais aprendemos com os erros, as desilusões e o sofrimento, a buscar um amor de sintonia mais harmoniosa.

Aprendemos com as dolorosas experiências das perdas a resignificar a importância do amor em nossas vidas, buscando na imagem do outro refletida em nós mesmos o reflexo da amizade, do carinho, da compreensão, da consideração e do auxílio.

Aprendemos, com a falta de amor em nossas vidas, a buscá-lo através do autoconhecimento e, como decorrência de um melhor nível de compreensão de nós mesmos, a aplicar um princípio que trazemos internalizado em nossas consciências, mas que normalmente não percebemos que é "em primeiro lugar gostar-se, para depois
projetar esse sentimento na interação com o outro".

Aprendemos com a negligência do amor, que resulta em desequilíbrios bio-psico-espirituais, a revisar conceitos, valores e relacionamentos, pois essa energia, através de nossas consciências, está sempre disposta a sinalizar-nos o caminho do reequilíbrio.

Aprendemos, com o drama de consciência de quem escolhe caminhos nebulosos, a cultivar a humildade pela prática de valores verdadeiros e transparentes.

Aprendemos, com o sofrimento provocado pelo exercício do egoísmo, da prepotência e do orgulho, a despertar para a energia da caridade e do amor ao próximo.

Aprendemos com a morte do corpo físico que o fim não existe e que a vida na matéria é, e sempre será, uma nova oportunidade de recomeço pela experiência do amor.

Enfim, aprendemos que para a compreensão do verdadeiro significado do amor não precisamos decifrar enigmas, mas seguir uma regrinha básica que, por encontrar-se adormecida em nossas consciências, necessita despertar para expandir-se além das fronteiras da matéria: "Amar-se para poder amar e ser amado(a)".

PART-IR

Assim entendo partir... uma parte
que deseja ir, uma parte
que obrigatoriamente irá ficar.

A parte que partir desbravará o desconhecido,
mas não sem levar consigo a parte que ficou.

Assim nos tornamos pessoas melhores e
melhoramos o nosso mundo.

Part-ir é assim, uma constante troca,
onde o novo funde-se com o antigo,
porque o velho ficou enterrado pelo caminho.

Somos experientes por sermos antigos
e novos porque ousamos sempre recomeçar.
Então, quem parte recomeça
com um novo olhar levando na retina
o que vale a pena guardar!

Paula Jancowski

Psicanalista Clínico e Interdimensional
Atendimento online/messenger: veja no site do autor.

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 10

foto-autor
Sobre o Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa