auravide auravide

Analfabetos emocionais

por A Educação emocional

Publicado dia 28/5/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Nascemos e nos vemos envolvidos em um emaranhado de conceitos e práticas que nos sugerem que temos que fazer coisas que nos tornariam mais ou menos “bons” ou que nos transformariam em “alguém”. Uns são tão convictos que se empenham em adquirir um status, dentro dos padrões e valores desse campo de ilusões, que direcionam o ser humano a focar a vida no desenvolvimento material e intelectual. E então nos empenhamos em adquirir uma educação formal, como até hoje tivemos.

Dessa limitada percepção de vida nasce e se perpetua uma desvalorização do homem. O próprio ser humano se vê pequeno, incapaz, merecedor de sofrimento. Isso representa uma grande violência a si mesmo e, como árvore que dá frutos, sua auto-violência resulta em violência contra o outro também. Por isso nosso mundo atual é tão violento.

Estamos chegando na etapa humana em que as ilusões não resistem mais à força da verdade. E a inversão necessita da consciência para se dissipar. Fica claro que a mudança é totalmente inadiável, tanto em nível pessoal como social. Essa transformação está ocorrendo interiormente e nosso objetivo é permitirmos que ela aconteça da forma mais confortável possível.

Nosso treinamento ¨futil¨ nos condicionou e temos um enorme trabalho pela frente. Um grande trabalho de descoberta. Somos energia e não sabemos o significado disso. Nossas energias em movimento dentro de nós, são nossas emoções. Não nos educamos a observá-las, a nos empenharmos em evoluir a partir delas.

Somos analfabetos emocionais, não sabemos ler os sinais contidos nas emoções. O que elas podem nos dizer sobre nossas estruturas internas. Quando elas (as emoções) são respeitadas e observadas, nos servem de guia ao que está dentro de nós e à nossa felicidade e bem estar.

Todo nosso empenho e disciplina pode nos remeter a essa educação voltada a um conhecimento que está tão perto e longe ao mesmo tempo. Nosso próprio Eu. O autoconhecimento nos desperta para um mundo complexo, rico e maravilhoso, que faz o ser humano encontrar-se e realmente evoluir. A educação emocional é um progresso e um passo para a evolução, para que façamos parte de uma nova consciência. Todo trabalho de autoconhecimento cumpre esse maravilhoso papel.

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 24

foto-autor
Sobre o Autor: A Educação emocional   
Psicanalista desde 1983. Sucesso em atendimento à educação e vínculo direto com as artes visuais, dança, música e teatro.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa