Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Aprender a se conhecer

por Tania Paupitz
Aprender a se conhecer

Publicado dia 5/8/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Estou lendo pela segunda vez o livro Refletindo a Alma - Psicologia Espírita de Joana de Ângelis (Espírito), através do medium Divaldo de Franco, onde "Aprender a Conhecer-se" é o caminho que nos leva a uma melhor compreensão de nós mesmos, fazendo-nos refletir sobre quem somos, o que queremos, para onde vamos e, principalmente, de que forma podemos ir ao encontro do processo de autotransformação.

Quem de nós não deseja ser mais paciente, amoroso, virtuoso, tornando-se uma pessoa melhor, nao somente para os outros mas, especialmente, para si mesmo?

Segundo Joana, o autodescobrimento tem por finalidade conscientizar as pessoas a respeito do que necessita, de como realizá-lo e quando dar início à nova fase.
Mas a pergunta natural que surge quando falamos sobre o autoconhecimento é: de que forma podemos fazê-lo?

Há inúmeros caminhos que podemos seguir e, entre eles, Joana de Angelis sugere que todo processo significa "não apenas identificação das suas necessidades, mas, principalmente, da sua realidade emocional, das aspirações legítimas e reações diante das ocorrências do dia a dia".

É principalmente através do processo de autoanálise que iremos ao encontro de nossa verdadeira personalidade procurando, através do processo de auto-observação, examinar nosso comportamento interior, diante de nossas experiencias diárias, questionando-nos: como agimos e, porque reagimos desta ou, daquela forma, procurando identificar nosso lado lado oculto que comumente fazemos questão de esconder, até mesmo de nós próprios.

Um dos maiores desafios no processo de autoconhecimento é o encontro com a nossa sombra - aquela parte negada e desconhecida da nossa personalidade, comumente jogada para debaixo do tapete quando não queremos enxergar aquilo que precisamos aceitar e modificar. 
"O nosso inconsciente fala conosco o tempo inteiro e, enquanto mergulhados na sombra, sem uma avaliação consciente, tomamos e fazemos escolhas desconectadas da nossa essencia ou do Self, como diria Jung, o que normalmente conduz a ocorrências destrutivas. Mas à medida que mergulhamos na sombra, reconhecendo os aspectos ainda não trabalhados de nossa personalidade, trazemos à tona essa carga de energias sub ou mal utilizadas, que podem impulsionar o processo de autodescobrimento".


Tudo o que negamos em nós, mas que permanece atuante de forma inconsciente, tudo o que não aceitamos, mas que nossa natureza teima em revelar e, até mesmo nossas potencialidades ainda não conhecidas, constituem nossa sombra. Nosso maior desafio neste sentido não é torná-la nossa inimiga ou derrotá-la, mas integrá-la à nossa personalidade, acolhendo-a, transcendendo-a.

Lembremos de Paulo, o apóstolo, que reconhecendo a sombra atuante em sua personalidade, irá declarar: "Irmãos: eu sei que em mim, isto é , na minha natureza, nao habita o bem, pois querer o bem está ao meu alcance, mas realizá-lo não está. Na verdade, nao faço obem, que quero, mas pratico o mal, que não quero" (Paulo - Rom.7.18§).

Uma das muitas ferramentas que temos disponivel para este autoencontro, está relacionado a realizarmos uma autocrítica construtiva de nós mesmos, especialmente, antes de dormir. 
Segundo Divaldo Franco, em uma de suas muitas palestras, dizia que ao colocarmos a cabeça no travesseiro deveriamos repassar nosso dia, procurando visualizar como agimos e reagimos diante das varias situações do nosso dia: na fila do banco, no caixa do supermercado, no trânsito, no elevador ao cumprimentarmos uma pessoa.


Esta seria uma forma de melhor nos conhecermos e, honestamente fazermos uma avaliação sincera a respeito de nós proprios.
- Se fui grosseiro com a moça do caixa do supermercado, agindo de maneira arrogante e prepotente. Está aí uma ótima oportunidade de reconhecer em mim o que precisa ser modificado, pois sabemos que não somos melhores do que ninguém. Dentro desta perspectiva, temos a grande oportunidade de irmos ao encontro desta parte do nosso EU ainda desconhecida, superando as lutas entre o ego dominante e o Self altruísta.


À medida que vamos nos conscientizando de nosso lado sombra, podemos ir nos libertando das amarras do Ego egóico, abrindo nossos olhos para uma nova realidade.   A  realidade daquilo que de fato somos: nossa verdadeira essência.
Texto Revisado

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 21

Sobre o Autor: Tania Paupitz   
Tânia Paupitz é Artista Plástica e Professora de Artes, há 30 anos, sendo sua marca registrada as cores fortes e vibrantes, influência dos estudos de vários artistas Impressionistas como Pissarro e Van Gogh. Cursos de Pintura para Pintura em Óleo ou acrílica sobre tela -iniciantes ou não. www.taniapaupitz.com.br wathsapp - 48 999723446
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Você tem realmente esse tal Livre Arbítrio?
artigo Contrato com a morte
artigo Estesia
artigo A mudança deve ser interna

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa