auravide auravide

As Cores da Minha Vida



Não quero a ilusão de que minhas “certezas” serão sempre certas
E não quero ser alguém que acredita no imutável
A vida muda, o mundo gira, as pessoas se tornam outras.
O vermelho com o branco se torna rosa
Como de todas as cores se faz o branco

Alegria uma hora acaba e nem sempre deve ser hora de sorrir
Percebi que as “certezas” da vida não são certas
O que ontem me parecia ser verde, hoje é azul.
E todos os amarelos que pareciam iguais, hoje são tão diferentes!
Agora percebo o amarelo-ouro, amarelo-alaranjado, amarelo-fluorescente...

O tempo passa e a maneira de enxergar a vida muda
A percepção muda e transmutar é salutar
É da junção de cores que se faz um arco-íris
E é da diversidade de experiências que se faz um sábio
A monocultura não agrega e nenhuma cor se perfaz sozinha

Minhas “certezas”, crenças e sentimentos
Irão seguir o rumo da minha vida
Algumas irão perdurar por mais tempo e outras sucumbirão facilmente
Mas se fortalecerão conforme mais rica se tornar minha alma
O azul se tornará piscina, cor de mar e azul marinho.

A caixa pequena onde vivia a minha vida
Dará lugar a uma imensidão
Inexplorada, oh que medo!
Oh, que oportunidade...
Eu escolho abraçar o desafio.
Sou lilás, amarelo ouro e cor de rosa
E ainda faltam outras cores para me colorir...

Texto revisado por Cris
Publicado dia 22/1/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 9




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa