Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Capacidade de Escolha

por Ana Carolina Reis

Publicado dia 22/1/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Destino, karma, livre-arbítrio... conceitos que limitam o nosso pensar.

Destino: tudo está pré-determinado?
– Nem vou me esforçar, então...


Karma: tenho que pagar meus pecados!
– Fica para uma próxima vida!


Livre-arbítrio: Posso escolher, mas dentro de um limite no qual sou limitado!
– contraditório e complexo (nem vou entrar no mérito...).


Enfim, toda vez que achamos que estamos “presos” (seja por isso ou por aquilo) ou que temos uma capacidade de escolha muito limitada: a ou b (e não posso nem pensar em c), estamos, então, em grande dificuldade.

Essa limitação mental ocorre da nossa estreiteza de visão e da não observação do todo que nos envolve (das potencialidades inatas, latentes, ocultas...).

Deixar vir à tona a inteireza do seu ser é acolher todas essas partes com suas diferentes versões... Um dia isso, outro aquilo e posso, sim, escolher o que quero e mudar de opinião – da noite para o dia.

Como dizia o velho Raul Seixas: “eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo...”

Posso mudar, posso voar e sair do casulo, deixando a crisálida do meu pensamento para trás...

Posso desmoronar e me reconstruir. Posso criar e destruir. Posso desistir, posso parir, posso, posso, posso... e por que não poderia?

Quem me diz que não? O dinheiro? O patrão? A ilusão??

O “Não” é um bloqueio mental: não posso, não consigo, não mereço... Por que não? Você não é um filho de Deus?
 Perfeito, criado à Sua Imagem e Semelhança? Então, por que não? Qual crença o limitou? O que o fez achar que merecesse sofrer no “fogo do inferno” na sua consciência?


Que culpa, medo, remorso, tristeza etc.. o assombram – como diabos malignos de chifres e capas pretas...

Pois é... Esse bicho feio só existe enquanto você o alimentar. Deixando de lado a autopiedade e se perdoando, permitindo-se recomeçar (daí mesmo de onde você parou), é possível sempre seguir em frente e livre.

Livre, leve e solto – sem lenço e sem documento. Mas esta já é outra canção...

Por que não?

Aurora Reis
Texto Revisado

www.espacopachamama.com

@aurorapachamama

 

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1

Sobre o Autor: Ana Carolina Reis    
Responsável pelo Espaço Aurora Pachamama. Graduanda em Psicologia, pela UFCSPA. Terapeuta de Práticas Integrativas, desde 2004 (CRTH-BR 6400 ABRATH). Mestre em Seichim e Reiki (Diversos Sistemas). Cristaloterapeuta pela "The Crystal Academy of Advanced Healing Arts". Escritora dos livros: "Xô, depressão!" e "A Sabedoria dos Cristais".
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa