auravide auravide

Conexões


Facebook   E-mail   Whatsapp

Se analisarmos a matéria física, de uma maneira simplória, ela é constituída de átomos. Um átomo é, basicamente, um núcleo composto de algumas partículas - prótons, nêutrons e outros -, e elétrons girando em torno do mesmo. Tudo que percebemos sensorialmente no plano material é desta maneira formado – átomos -, inclusive o ar, a água e os corpos de todos os seres vivos. Como está tudo “junto e misturado”, podemos concluir que na verdade o que existe é uma grande “sopa atômica”.

Fazemos parte, então, de uma mesma matéria, certo? Ou seja, “Somos Todos UM”, uma só “Grande Coisa” e, nesse sentido, a separatividade é ilusória, e isso nos torna um “Ser Único”. De acordo com a Teoria Geral dos Sistemas, cada um de nós é um Sistema Aberto, com características próprias, idéias, objetivos e funções, dentro deste imenso conglomerado de átomos. Esses sistemas tem interfaces e trocam informações o tempo todo.

“A Matriz Divina é o nosso mundo. Também é cada coisa no nosso mundo. É o nós, é tudo o que amamos, odiamos, criamos e experimentamos. Vivendo na Matriz Divina, somos como artistas expressando nossas paixões, medos, desejos e mais íntimos sonhos na essência misteriosa de uma tela quântica. Mas, essa tela somos nós, como somos as imagens na tela. Somos a pintura e o pincel”. (Gregg Braden – A Matriz Divina)

O conceito similar da “Matriz Divina” e o do “Somos Todos Um”, muda a nossa maneira de ver o mundo e as pessoas. Ele nos leva a perceber que somos órgãos, peças ou engrenagens desse “Ser Maior”; que qualquer outra pessoa, e tudo que existe, é também uma continuação ou outra parte nossa. Sendo assim, também corresponsáveis por todos os acontecimentos, eventos e experiências, principalmente pelo que atraímos para a nossa vida. Se o grande objetivo é a evolução, devemos prestar atenção e aprender com as situações e pessoas que são postas em nosso caminho.

Cada relacionamento, seja em que nível for, cria laços energéticos. Existem laços kármicos familiares de muitas gerações. Quanto mais intimidade, mais forte se torna este elo. Se acontecer uma relação sexual entre as partes, ainda mais poderosa será esta junção e diversas trocas energéticas, kármicas e espirituais acontecem durante o intercurso.

“Preste atenção a quem você compartilha sua energia íntima. A intimidade, a este nível, entrelaça sua energia com a energia da outra pessoa. Essas conexões poderosas, independentemente de quão insignificante você acha que elas sejam, deixam detritos espirituais, particularmente nas pessoas que não praticam qualquer tipo de limpeza física, emocional ou de outra forma… Quanto mais você interagir intimamente com alguém, mais profunda será sua ligação e mais suas auras se entrelaçarão. Imagine a aura confusa de alguém que dorme com várias pessoas e absorve estas múltiplas energias? O que elas podem não perceber é que há energias que conseguem repelir a energia positiva e atrair, assim, energia negativa em sua vida. Eu sempre digo, nunca dormir com alguém que você não gostaria de ser”. (Lisa Patterson)

Segundo várias escolas espirituais, se tivéssemos olhos extrafísicos, poderíamos ver cada ser vivo com infinitas linhas, cordões e fios energéticos saindo do seu corpo e os unindo a inúmeros outros seres. Uma imensa teia etérica de conexões de diferentes calibres.

Existe atualmente outra forma de conexão, virtual, propiciada pelas redes sociais. Posso citar o exemplo do Facebook. O usuário deste aplicativo pode aceitar ou fazer pedidos de amizades. Quando aceitas, o mesmo fica de certa forma ligado ao “amigo”. Este tem acesso a tudo que ele postar no site, desde fotos, opiniões, publicações, eventos, informações da sua vida etc.. O que poucas pessoas percebem é que estas informações/fotos podem ser “capturadas” e compartilhadas também pelo “amigo” que fará delas o uso que lhe convier, pois de certa forma o autorizou com a sua “amizade”. Isto a torna ainda mais conectada a esta pessoa, ao seu estilo de vida, opiniões, energia e também ao seu karma. E, como estes “amigos” também tem “amigos”, que tem “amigos”, e assim por diante, uma imensa rede de ligações se estabelece. Dependendo do que se posta, isto expõem a privacidade da pessoa, que passa a ter sua vida “invadida” por quem acessar seu perfil no Facebook.

Além disso, você já se questionou quantas pessoas que estão em sua lista de “amigos” do Facebook são realmente seus amigos? A minoria, certo? Então, é apenas uma questão de denominação? Seria melhor, então, denominá-los de “interessados em amizade” ao invés de “amigos”? Sim, pois alguns nem colegas são, mas querem ou tem interesse em se manter ligados a sua pessoa. São ligações extremamente superficiais, em sua maioria “falsas”, sem contato físico real, interesseiras e passageiras. E neste jogo cibernético tem de tudo, expresso em “curtir” e “compartilhar”.

Estas conexões vão de certa forma moldando opiniões, criando “verdades”, causando e provocando reações de uma maneira insólita. Neste fácil “jogo”, publica-se de tudo, manchetes verdadeiras, falsas, meias verdades, ideologias sociais, políticas, religiosas, que vão formatando a opinião de um grupo de pessoas. Na prática, muitos estão querendo se tornar notórios através dessa mídia expressa que atinge milhares de pessoas rapidamente, em qualquer local do Planeta. Basta que se tenha Internet, visualizar, se "curtir" o que foi postado e compartilhar em sua página, que a rede entra em ação e vai propagando o que foi publicado...

Assim, não bastassem todas as nossas conexões energéticas, cármicas e espirituais, ainda estamos nos tornando ainda mais ligados e de certa forma, moldados e presos a uma teia que poderá nos levar para onde bem entender e até para onde não queremos ir.

É comum ver as pessoas, em diversos lugares, com aparelho celular nas mãos, digitando ou lendo mensagens enquanto a vida passa ao seu redor. Ao invés de usufruir do momento, o registram com filmes ou fotografias para compartilhá-lo na rede, e acabam não o vivendo plenamente. O que dirá quando se está num grupo, conversando, e alguns se tornam “ausentes”, por estarem “presentes” na rede, conectados a sua relação de “amigos”, seu mundo particular, virtual, mas desconectados do real e do agora...

“Depois de uma longa viagem, Nasrudin deu de cara com a turbulenta multidão de Bagdá. Nunca havia visto um lugar tão grande e confundiam-lhe a cabeça todas aquelas pessoas amontoadas pelas ruas. Num lugar assim - refletia Nasrudin, - fico imaginando como é que as pessoas fazem para não se perderem de si mesmas, para saberem quem são...”

Você sabe quem você é? Você é uma pessoa original? Você está contribuindo com a sua parcela evolutiva dentro da Matriz Divina? As conexões existem, temos interfaces de ligação, trocamos energias, sim, sabemos. Mas, como seres espirituais vivendo uma experiência no planeta Terra, urge que expressemos a nossa singularidade. A Era de Aquário nos cobra que saiamos do “bolo”, que questionemos o senso comum e descubramos a nossa verdadeira essência.

Você está conectado a quem ou a quê?


Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 18


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Ivan Maia Fernandes   
Astrologia, Coaching, PNL, Astro Coaching, Mesa Radiônica, Instrumento Radiônico, Astro Radio Coaching, Tarot Alquímico, REIKI, EFT, Cura Reconectiva, Reconexão, Alquimia e Renascimento. Consultório em Curitiba-PR - tel.: (41) 99644-3111 - E-mail: [email protected]
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa