auravide auravide

CONSIDERAÇÕES SOBRE RAMATIS

por Christina Nunes

Publicado dia 3/8/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Existe uma polêmica sobre as obras de Ramatis. Sobretudo em decorrência das contradições havidas na obra de maior impacto deste Espírito, psicografada pelo médium paranaense Hercílio Maes,"Mensagens do Astral", de conteúdo profético, fazendo menção a vários acontecimentos que deveriam ter se confirmado até o final da última década do século passado, no ano 2000 - que, em várias vertentes esotéricas, foi referência para previsões catastróficas bem ao gosto Hollywoodiano, todavia não confirmadas; ao menos em sua esmagadora maioria.

Lembro-me que entrei em polvorosa ao ler este livro. Naquela fase bem jovem da vida, em sendo uma apreciadora das obras deste Espírito, fascinavam-me as suas alusões, à primeira vista irrefutáveis, às conseqüências funestas dos desgovernos da humanidade - aliás em voga até hoje - agravadas pelos efeitos da aproximação do legendário astro intruso da atmosfera da Terra, cujo magnetismo vibratório nefasto desencadearia catástrofes inomináveis de resultados agravados pela tragédia de uma provável guerra nuclear a ser deflagrada até a época do fatídico ano apocalíptico.

Ramatis é tido por alguns como espírito arrogante, segundo a clássica conceituação estabelecida na Codificação de Allan Kardec. Isto por asseverar premissas questionáveis numa de suas obras a respeito de Jesus (O Sublime Peregrino) e pelos erros clamorosos dessas previsões de fundo apocalíptico, naquela sua mais controversa obra. Todavia, sem querer deter a verdade final sobre o assunto e guardando o devido respeito às considerações dos confrades indiscutivelmente lúcidos nas suas linhas de raciocínios, desejaria oferecer argumento oportuno ao que norteia a tendência excludente da totalidade do trabalho de um espírito que, se por intermédio de seu canal terreno não foi feliz nalgumas de suas menções, noutros esforços, todavia - e realçando-se a característica muitas vezes falha da intermediação mediúnica - produziu livros cujo conteúdo é de uma beleza e utilidade indiscutíveis!

Faz algum tempo, recebi de um confrade importante documento reproduzindo *entrevista realizada com a autoridade incontestável do nosso saudoso Chico Xavier e seu Instrutor Emmanuel, justo sobre o assunto em questão, cujo excerto reproduzo, a benefício de esclarecimento e enriquecimento desta dissertação:

"Logo que apareceram as primeiras publicações da "Conexão de Profecias" (Hoje com o título Mensagens do Astral), de Ramatis, fomos a Pedro Leopoldo, a fim de ouvir a palavra autorizada de Emmanuel, através daquele aparelho maravilhoso que é Francisco Cândido Xavier. Isto, porque o que era dito pelo espírito de Ramatis, parecia-nos perfeitamente lógico. Mas, como constituía novidade, não queríamos aceitar de pronto algo que não passasse pelo crivo de várias manifestações mediúnicas, através de diversos aparelhos. Desta forma, munidos do aparelho de gravação em fita, fomos atendidos gentilmente pelo médium, que respondeu às perguntas que fazíamos, repetindo as palavras da resposta, que eram ditadas por Emmanuel. A gravação foi feita no dia 5 de janeiro de 1954. Conservamos até hoje o rolo gravado em nosso poder. Passamos a estampar as perguntas e respectivas respostas:

Pergunta: - Que pode o irmão dizer-nos a respeito do astro que se avizinha, segundo a predição de Ramatis?
Chico Xavier: - Esclarece nosso orientador espiritual que o assunto alusivo à aproximação de um Planeta ou de Planetas, da zona - ou melhor da aura da Terra - deve, naturalmente, basear-se em estudos científicos, que possam saciar a curiosidade construtiva das novas gerações renascentes no mundo. O problema, desse modo, envolve acurados exames, com a colaboração da ciência e da observação de nossos dias. Razão por que pede ele que não nos detenhamos na expressão física dos acontecimentos que se vizinham, para marcar maiores acontecimentos - acontecimentos esses de natureza espetacular - na transformação do plano em que estamos estagiando, no presente século (...).

(...)Os termos da comunicação obtida em Curitiba (a "Conexão de Profecias", de Ramatis) são de admirável conteúdo para a nossa inteligência, de vez que, realmente, todos os fatos alusivos à evolução da Terra, e referentes a todos os eventos, que se relacionam com a nossa peregrinação para a vida mais alta, estão naturalmente planificados, por aqueles ministros de Nosso Senhor Jesus Cristo; os quais, de acordo com Ele, estabelecem programas de ação para a coletividade planetária, de modo a facilitar-lhe os vôos para a divina ascensão. Embora, porém, esta mensagem, por isso mesmo, seja digna de nosso melhor apreço, contudo, na experiência de companheiro mais velho, recomenda-nos nosso Orientador Espiritual (Emmanuel) um interesse mais efetivo, para a fixação de valores morais em nossa personalidade terrena, de conformidade com os padrões estabelecidos no Evangelho de nosso Divino Mestre.

Pergunta: - Acha nosso irmão que a Mensagem de Ramatis deva ser divulgada com amplitude?
Chico Xavier: - Diz nosso Orientador que a Mensagem é de elevado teor... E todo trabalho organizado com o respeito, com o carinho e com a dignidade, dentro dos quais essa Mensagem se apresenta, merece a nossa mais ampla consideração, de vez que todos nós, em todos os setores, somos estudiosos, que devemos permutar as nossas experiências e as nossas conclusões para a assimilação do progresso, com mais facilidade em favor de nós mesmos".

Como exposto, e comungando em essência com o que aludem as almas de escol de cujas palavras me valho visando proporcionar maior reflexão sobre o tema, gostaria de acrescentar que, se sob a ótica do bom senso com acerto preconizada pelo Codificador devemos guardar cautela com as comunicações da Espiritualidade que sempre se fez presente na atuação de tantos confrades na seara mediúnica, de outro, a legenda do "rejeitar mil verdades antes de se acolher uma só mentira" não deveria justificar um rigorismo de molde a se descartar o que de muito valioso nos foi legado pelo trabalho interdimensões de espíritos que, em última análise, são ainda todos imperfeitos, em jornada constante rumo ao aperfeiçoamento que lhes burile justo estas falhas de avaliação e de considerações a respeito dos mecanismos maiores de funcionamento do Universo cujo alcance, por hora, é-nos a todos, ainda e sempre, unifacetado.

De resto, uma obra como O Evangelho à Luz do Cosmos, que nos remete à necessidade sempre oportuna do acerto dos passos na direção do roteiro glorioso outrora legado por Jesus – tomando em sua primeira página, de todas as vertentes religiosas conhecidas, para apresentação, a legenda universal Ama ao próximo como a ti mesmo; não faças ao teu próximo o que não queres para ti” – não haverá de ser, sob nenhum pretexto sensato, desconsiderada em sua valiosa utilidade, em decorrência dos erros passíveis de qualquer grande produção de ordem mediúnica, assim como não se faria lógico que fôssemos descartados totalmente pelo Criador pelas nossas falhas grandes ou pequenas de caminho, precisadas, antes, de reajuste e de reparo, tendo em conta que jamais os nossos acertos e crescimento perderão em importância para os enganos nada mais que transitórios da trajetória infinita.

* Publicada pela Revista Boa Vontade, Ano 1, nº 4 - Outubro de 1956.

ok

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 16

foto-autor
Sobre o Autor: Christina Nunes   
Chris Mohammed (Christina Nunes) é escritora com doze romances espiritualistas publicados. Identificada de longa data com o Sufismo, abraçou o Islam, e hoje escreve em livre criação, sem o que define com humor como as tornozeleiras eletrônicas dos compromissos da carreira de uma escritora profissional. Também é musicista nas horas vagas.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa