auravide auravide

Conteúdo proibido sobre sexo explícito


Facebook   E-mail   Whatsapp

(Reprodução do original escrito por Hudson Sander em 2011)

Este artigo trará abordagens picantes e de toque apimentado sobre coisas que lhe são proibidas de você saber sobre algumas verdades muito importantes sobre o sexo explícito.
Certamente você já deve ter ficado com a paciência esgotada de entra ano e sai ano você escutar aquele discurso hipócrita de que é preciso proteger as nossas crianças da pedofilia, de que as famílias têm que conversar de sexo com os seus filhos instruindo-os para que outros estranhos não instruam ao seu modo.
Sei que você deve ter achado estranho quando me referi ao discurso contra a pedofilia como um discurso hipócrita, mas permita-me apresentar o porquê.

O que vale mais, três horas de blá-blá-blá mais leis que reprimem com penas altas como o art.217-A do Código Penal brasileiro a prática de relações sexuais com menores ou 24 horas de um bombardeio ininterrupto de músicas, filmes, novelas, e muitas outras coisas só fazendo alusão a sexo, sexo, sexo e mais sexo?
A ciência vem comprovando os efeitos nocivos que são causados na mente humana por este bombardeio constante de conteúdo que só menciona sexo, sexo, sexo e mais sexo.
O ser humano é o único animal sobre o globo terrestre que possui um vasto poder de adaptação e modelação. Se você refletir um pouco, se trouxer um urso polar para o verão sul tropical carioca ele corre sérios apuros, e se você levar um leão das savanas africanas para os pólos certamente ele não suportará as baixas temperaturas.
Já o ser humano, pode estar na Sibéria e se mudar para o Rio de Janeiro que em questão de meses ele se adapta e também se levar um ser humano acostumado a viver nas proximidades do deserto do Saara para a Noruega ele também se adaptará com o tempo.

A mente humana é modelada através de um conjunto de ações que formam o chamado hábito e quanto mais repetitivo é um ato ou um pensamento, mais difícil é se ver livre dele.
Caso você tenha dúvidas, convido-lhe a tentar passar um dia inteiro se locomovendo só engatinhando, ir para o trabalho engatinhando, ir ao cinema engatinhando.
Por que que você não consegue achar ânimo para fazer isto?
É justamente porque o excesso de vezes que você se locomoveu com o corpo ereto sobre os seus membros inferiores, as suas pernas, a sua mente já desenvolveu um padrão que qualquer tentativa de se locomover de outra forma é errado, e isto acontece apesar de nos seus primeiros meses de vida você nem sonhava que poderia andar ereto e só engatinhava.

Quando o assunto é sexo, a comparação é semelhante. Vejo muitos se espantarem com a habilidade que as crianças e os pré adolescentes possuem para lidar com assuntos que ao nosso tempo era embaraçoso. Sabe por quê?
Porque na nossa infância e na infância de nossos pais toda a mídia e propaganda era voltada para persuadir-nos de outra forma, e atualmente a programação subliminar que é feita na mente dos nossos bebes é muito agressiva, pois há novas músicas infantis que fazem comentários visando implantar idéias de sexo modelando aos poucos a idéia da criança sobre o assunto e quando chegar a idade propicia estas idéias virão a consciência dela como uma erupção vulcânica (assim que você tiver um tempinho vale a pena ler o meu outro artigo Verdades Ocultas sobre o mundo da sedução N° 1).

Assim que as crianças começam a tomar consciência de algumas coisas já começam a assistir desenhos animados que intensificam cada vez mais a ideia de sexo ligado à depravação.
Quando a criança chega já nas portas da adolescência, aí é que a infantaria pesada entra em campo, a pressão psicológica em torno do assunto virgindade e namoro, sugestionam as crianças de que ela tem que fazer sexo para serem socialmente aceitas.

Esta cultura do sexo depravado causa um desequilíbrio muito grave na psique do individuo e quando se chega à vida adulta aí é que vem o tiro de misericórdia, chegam a trabalhar com a ideia de sexo em tudo e pobre do indivíduo, se não foi habituado a florear a mente com coisas boas, será presa fácil na mão dos predadores que lhe sugarão até a alma ligando tudo que é essencial ao cotidiano, à ideia de sexo.

Deseja momentos de descontração com os amigos e comemorar a amizade, o que você toma para festejar? E sabe por que você toma? Porque implantaram na sua cabeça um mnemônico ligando a bebida a ideia de sexo. Duvido que você beberia se as propagandas de bebidas alcoólicas ao invés de usar lindas e exuberantes mulheres quase despidas usassem imagens de pessoas embriagadas e dando vexame em público.

Se você acha que não tem nada a ver o que estou a comentar, veja o início meio e fim da propaganda do cigarro.

Na década de 50, a publicidade em torno do cigarro era frenética, ligavam o consumo de cigarro à imagem de jovens felizes e vivendo a vida loucamente.

Todos sabem que os movimentos sociais da década de 60 foram proporcionados por uma juventude aguerrida e a semente que foi plantada na década de 50 sobre a idéia de consumo do cigarro igual a prazer e liberdade germinou, e na década de 70 veio a mega explosão mundial - não acredite em mim só pelo que você está lendo, faça uma pesquisa, consulte o Google e outras fontes e comprove por si mesmo.
Na década de 80, o sinal de alerta foi ligado, mas muitos não deram a importância.
Aproximadamente 40 anos após o lançamento da ideia "cigarro igual à prazer e liberdade" o mundo precisou tomar uma atitude, tanto é que a geração atual quase que não desenvolve hábito de fumar e consumir nicotina e tabaco, a intervenção governamental vem limpando aos poucos a sujeira feita há quase 60 anos.

Pode-se dizer que a história relacionada ao sexo seguirá quase o mesmo roteiro do cigarro.
O começo foi na primeira década do século XXI com a implantação sutil da ideia de que o sexo depravado é igual à prazer e liberdade.

Agora na entrada da segunda década (2011) a ideia está germinando. Fazendo uma projeção semelhante a da história do cigarro, pode-se aferir que de 2021-2030 é que será a febre, quem vive de ganhar dinheiro de coisas ligadas a idéia de sexo irão se fartar e enriquecer vertiginosamente e a sociedade achará tudo normal e o sexo depravado será moda, tal qual o cigarro. De 2031-2040, se mantido o ritmo, a situação em que a sociedade se encontrará chamará a atenção e só aí é que pensarão em acordar para tentar remediar o problema.

Caso você não saiba o que seja programação subliminar, busque se informar a respeito e comece a tomar cuidado com as ideias que hoje entram em sua mente, porque uma ideia germina e modela o nosso caráter não é da noite para o dia e sim em um período de alguns anos.
E uma ideia para germinar a ponto de levá-lo a tê-la como certa e incontestável precisa ter por base uma década.

Estamos em 2016, compare como está a mente das crianças que hoje tem entre 10 e 14 anos, com as que tinham entre 10 e 14 anos em 2001, ou seja, a mente das crianças que hoje tem de 20 a 24 anos e você será convidado a ficar mais atento a esta insistência que estão fazendo para que você entenda o sexo depravado como normal. 

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstar Avaliação: 4 | Votos: 4


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Hudson Sander   
Advogado, livre pesquisador da área do comportamento humano, conferencista on line, estudante de ciências ocultas e escritor com mais de 70 artigos de opinião escritos e publicados na web.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa