auravide auravide

CUIDADOS COM O QUE VOCÊ PENSA...

por Julio Lótus

Publicado dia 10/5/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


A linguagem dirige nossos pensamentos para direções específicas e, de alguma maneira, ela nos ajuda a criar nossa realidade, potencializando ou limitando nossas possibilidades.

A habilidade de usar a linguagem com precisão é essencial para nos comunicarmos melhor. A seguir estão algumas palavras e expressões a que devemos estar atentos quando falamos, porque elas podem nos atrapalhar:

1 - Cuidado com a palavra NÃO; a frase que contém "não", para ser compreendida, traz à mente o que está junto com ela. O "não" existe apenas na linguagem e não na experiência. Por exemplo, pense em "não"... (não vem nada à mente). Agora vou lhe pedir "não pense na cor vermelha"; eu pedi para você não pensar no vermelho e você pensou. Procure falar no positivo o que você quer e não o que você não quer;
2 - Cuidado com a palavra MAS, que nega tudo o que vem antes. Por exemplo: "o Pedro é um rapaz inteligente, esforçado, mas...". Substitua MAS por E quando indicado;
3 - Cuidado com a palavra TENTAR que pressupõe a possibilidade de falha. Por exemplo: "vou tentar encontrar com você amanhã às 8 horas". Tenho grande chance de não ir, pois vou "tentar". Evite "tentar", FAÇA;
4 - Cuidado com as palavras DEVO, TENHO QUE ou PRECISO que pressupõem que algo externo controla sua vida. Em vez delas use QUERO, DECIDO, VOU;
5 - Cuidado com NÃO POSSO ou NÃO CONSIGO que dão idéia de incapacidade pessoal. Use NÃO QUERO, DECIDO NÃO, ou NÃO PODIA, NÃO CONSEGUIA que pressupõe que vai poder ou conseguir;
6 - Fale dos problemas ou das descrições negativas de si mesmo utilizando o verbo no tempo passado. Isso libera o presente. Por exemplo: "eu tinha dificuldade de fazer isso";
7 - Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo. Em vez de dizer "vou conseguir", diga "estou conseguindo";
8 - Substitua SE por QUANDO. Em vez de falar "se eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar", fale "quando eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar". que pressupõe que você está decidido;
9 - Substitua ESPERO por SEI. Em vez de falar "eu espero aprender isso", fale "eu sei que eu vou aprender isso". Esperar suscita dúvidas e enfraquece a linguagem;
10 - Substitua o CONDICIONAL pelo PRESENTE. Em vez de dizer "eu gostaria de agradecer a vocês", diga "eu agradeço a vocês". O verbo no presente fica mais concreto e mais forte.

Objetivos e Problemas

Resultado, alvo, meta, objetivo - todas essas palavras expressam a idéia de ir daqui para lá, de uma situação presente que está, de certa maneira, insatisfatória para uma situação desejada, melhor que a atual.

*Um objetivo não é o mesmo que uma tarefa.
*Um objetivo ou resultado é o que você quer.
*Uma tarefa é o que você tem que fazer para alcançá-lo.

Existem dois aspectos em relação aos objetivos:
- Reflexão sobre o objetivo – decidir o que você quer numa dada situação.
- Orientação para o objetivo – pensar consistentemente nos objetivos e assim ter uma direção geral e um propósito na vida. Até saber o que quer, o que você fizer será a esmo e seus resultados serão aleatórios. A reflexão sobre o objetivo dá a você controle sobre para onde você se dirige e é essencial na empresa.

A reflexão sobre o objetivo muda a pergunta de “O que está errado?" Para "O que eu quero?”. A reflexão sobre o objetivo é mais do que uma reflexão sobre a solução. Uma vez que você definiu o problema, isso o leva em direção à solução de uma maneira estruturada.

Perguntas com uma orientação para o objetivo são:
*O que você quer?
*O que você quer ao invés da situação atual?
*Que recursos você tem?
*Como você se sentirá quando resolver o problema?

O oposto de pensar no objetivo é pensar na situação a ser resolvida. Isso o concentra no que está errado. Muitas pessoas ficam perdidas num labirinto de problemas, buscando a história, custo, conseqüências e quem é o culpado.

Pensar no problema gera perguntas como:
*O que está errado?
*Quão grande é esse problema?
*Há quanto tempo o problema está acontecendo?
*Por que você não o resolveu ainda?
*Por que você o tolera?
*Qual é o pior exemplo desse problema?
*De quem é a culpa?

Essas perguntas ou focalizam no passado ou no presente. Elas também fazem com que a pessoa fique completamente associada ao problema e se sinta mal com isso. Focalizar no problema freqüentemente induz a um estado sem recursos que o torna ainda mais difícil de lidar. Focalize no que você deseja e o universo irá conspirar para que você o consiga. Mas você tem que acreditar.

Autor: Joseph OConnor

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 41

foto-autor
Autor: Julio Lótus   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa