auravide auravide

De Heráclito à Raul Seixas

por Silvana Giudice

Publicado dia 5/9/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Sentimos necessidade de mudar quando as coisas não estão lá do jeito que gostaríamos que estivessem.
É característica atual, a crescente velocidade das mudanças, mas também o quanto resistimos a elas.
Historiadores estão dizendo que não estamos em tempo de mudança, e sim uma mudança de tempo, como ocorreu na Renascença e na Revolução Industrial.

Há mais de 25 séculos viveu na costa da Grécia, Heráclito, um filósofo que dizem vivia angustiado com as velocidade das mudanças.
Imaginem se ele vivesse nos dias de hoje???
Segundo ele, tudo na vida é composto por fenômenos, tendências totalmente opostas, mas que se complementam.
Um exemplo: Se alguém diz que um copo de água está meio vazio, e eu digo que está meio cheio, podemos dizer que estas não são opiniões contrárias, mas complementares.
A diferença está apenas no ponto de vista, porque eu posso achar que ele está meio cheio, enquanto o outro pode achar que ele está meio vazio, e ambos estarmos com a razão.
Para Heráclito, temos que estar preparados para conviver com os opostos e, assim, nos adaptarmos as novas realidades que surgem o tempo todo.

Fico imaginando nos dias de hoje, Heráclito trocando idéia com o sábio Raul Seixas,
Ser ou não ser... uma metamorfose ambulante!
Bem, talvez não precisamos chegar a ser esse “maluco beleza”, mas todos nós já percebemos que parados não dá para ficar.

Ao propormos mudanças, ou inovações, temos de enfrentar as resistências internas.
Um pressuposto presente é de que a resistência à mudança é uma ameça a um equilíbrio. Ela sinaliza normalmente PERIGO, porque saio da minha zona de conforto e salto para o desconhecido. Certo?
Errado!! Isto é uma CRENÇA, algo que está incutido em nós e que não paramos para repensar, aprendemos que é assim e pronto.
Assim, as pessoas resistem à ameaça que a mudança pode proporcionar através da adoção de comportamentos resistentes, da mesma forma que o corpo reage a intrusos produzindo defesas naturais.
Exemplo de crenças: Homem não chora, mulheres são todas iguais, homens não tem sentimentos, mulheres não sabem lidar com o dinheiro...
Padrões podem ser rompidos e normalmente recriamos o ambiente que fomos criados.
O que normalmente você ouvia em sua casa??
Será que não estão lá na nossa infância, aquelas velhas fitas rodando em nossa cabeça?

A percepção é o primeiro passo na cura ou mudança.
Começamos mencionando o problema, queixando-se ou vendo-o em outras pessoas.
"Pense na coisa mais difícil que você tem a fazer neste momento: pois você está olhando para a sua lição no presente momento".

Silvana Giudice
Terapeuta holística

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 9

foto-autor
Sobre o Autor: Silvana Giudice   
Psicoterapeuta Reencarnacionista Numerologia Pessoal- Empresarial- Vocacional Terapia Floral Tarô Aconselhamento Endereço- Tatuapé- proxima Metrô Carrão telefone- (011) 3586-8885 e 98706-0806 Tatuapé- São Paulo mais informações- [email protected]
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Qual é a sua ambição?
artigo Porque estamos novamente falando da Era de Aquário?
artigo O Universo num Corpo Humano
artigo A noite escura, de são joão da cruz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa