auravide auravide

DESCUBRA-SE TAMBÉM NOS SEUS DEFEITOS

por Maria Lúcia Pellizzaro Gregori

Publicado dia 3/6/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Existe um tempo em que estamos com a autoconfiança suficientemente desenvolvida para que possamos encarar alguns dos nossos defeitos, conscientes de que neles se encontram novas chances de progresso para nossa vida. É simples pensar assim, mas é extremamente difícil assumir honestamente aquilo que jamais gostaríamos de expor.

Quantas vezes nos sentimos magoados ou irritados com alguém que teve a coragem de nos dizer alguma coisa que não queríamos ouvir? Pense que quanto mais magoados ou irritados ficamos maior é a quantidade que possuímos daquilo que nos foi revelado.

Não queremos ser chamados de egoístas, de mentirosos, de manipuladores, medrosos, falsos, incompetentes, desajeitados, frios, bobos... enfim, não queremos enxergar em nós esse lado tenebroso que é o lado inferior. Afinal, somos pessoas tão boas, esclarecidas, lúcidas, honestas, embora não perfeitas porque ainda humanas. E isso é verdade: somos também assim.

Mas isso não exclui uma infinidade de imperfeições que estão à espera de um cuidado especial para que, uma vez transformadas, possam ser incluídas nas nossas reservas de quilates mais altos, onde cabe ainda muita preciosidade.

Estamos tão acostumados a re-agir que mesmo quando alguém de fora reconhece algum talento que possuímos, tentamos negar que esse reconhecimento esteja correto.

Posso citar um exemplo muito comum. Quando uma pessoa nos diz: “Você é muito especial, sempre acolhendo aqueles que precisam de você..." Nossa manifestação acanhada vem em seguida: “Que é isso? Bondade sua!”

Outros exemplos podem ser dados... “Você toca tão bem!” “Você é tão elegante!” “Sua casa é tão bonita!” “Como você cozinha bem!” “Você é muito inspirado, escreve muito bem!” “Sua voz é maravilhosa!” E assim vai... Aí pode morar um defeito. Não conseguimos acolher uma afirmação que mostra um talento que é nosso.

Falsa humildade?

Parece que entramos no mesmo eixo quando ouvimos: “Você fala de um jeito que ofende as pessoas!” “Você é muito desorganizada!” “Você é muito rígido!” “Você é tão implicante com coisas tão pequenas!”... e assim também vai...

Orgulho demais? Medo de se reconhecer nessas falas? Você se irrita porque não está ouvindo o que gostaria de ouvir?

Sim, temos um pouco, ou muito, de cada talento e de cada defeito. Somos, todos, micro-representantes de um Universo Perfeito e, se assim entendemos, podemos concluir que toda essa perfeição está em nós, com partes já manifestadas e outras em período de encubação. Mas para que essa beleza possa sair do seu casulo precisamos encarar o esforço de sua gestação e a coragem de seu parto.

E quando se fala em gestação e parto devemos incluir o amor. E quando se fala em amor podemos nos lembrar que nossa base de perfeição está lá na nossa essência, liberando todo o tempo parte de sua energia inesgotável.

Vamos nos conscientizar de que essa Chama Divina guardada em nós precisa ser ativada ininterruptamente. Conhecer nossos defeitos, aceitá-los como realidade e trabalhar na sua transformação nos abre um caminho direto de crescimento e nos ajuda a entrar no prazer e na felicidade.

Não tenha medo de ter medo, mas descubra qual a dose saudável que o protege e saia do exagero que o impede de agir. Encare-se!

Não se orgulhe do seu orgulho, mas não o rejeite. Descubra a medida que você precisa para se permitir atuar com seus talentos. Coragem!

Não seja inflexível. Você só é dono da sua verdade, portanto, nem tudo pode acontecer do seu jeito. Seja confiante e assertivo e não tema sua sombra. Ela só existe porque você é Luz!

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 14

foto-autor
Autor: Maria Lúcia Pellizzaro Gregori   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa