auravide auravide

Ensinamentos do Srimad Bhagavatam: VIII



O Srimad Bhagavatam é um comentário sobre o Vedanta-Sutras elaborado pelo sábio Sukadeva Gosvami aproximadamente 5000 aC. Nas explanações feitas por Sukadeva ele transmite também os ensinamentos de vários transcendentalistas. Neste artigo vamos continuar evidenciando o conhecimento do sábio vedanta Kapila transmitido por Sukadeva para que possamos ampliar o nosso nível de consciência.

Kapila
Devemos saber que todos os planetas, galáxias e tudo o que é material está dentro de um ovo dourado. O universo material é um ovo totalmente separado do universo transcendental. O ovo dourado é limitado e representa apenas um pequeno ponto dentro do universo transcendental que é ilimitado. Este ovo dourado chama-se manifestação da energia material. Assim como o ovo é coberto por uma casca, o universo também é coberto por várias camadas.

No interior do ovo os planetas tomam a forma da Suprema Personalidade. Esta forma de Deus é considerada pelos grandes sábios transcendentalistas como sendo a encarnação de Deus. No interior dessa forma está Deus em Si como Superalma da manifestação material. Deus é onipresente, assim sendo, está também como Superalma no interior de cada planeta, no interior de cada ser vivo, no interior de cada átomo, em síntese, no interior de tudo o que existe dentro do ovo dourado.

Os sistemas planetários são considerados diferentes partes corpóreas desta forma universal de Deus. O sistema planetário inferior está na sola do pé do Senhor Supremo. O planeta Terra está no estômago do Senhor, sendo um planeta intermediário. O sistema planetário mais elevado está na cabeça do Senhor onde vive Brahma.

Nos planetas inferiores predomina a ignorância, nos planetas intermediários predomina a paixão e nos planetas superiores reina a bondade. Quando a alma está dentro do ovo cósmico, encantada com a natureza material, transmigra pelos universos superiores, intermediários e inferiores. A não ser que desapegue totalmente de tudo o que existe na natureza, a alma é obrigada a aceitar o viver dentro dessa prisão afastada do universo transcendental.

A alma em si é transcendental à existência material, mas por causa de uma consciência que a identifica com o corpo material e consequentemente com a natureza material passa a acreditar que exerce o domínio sobre a natureza. Devido ao condicionamento da alma que se apegou à natureza ela vive presa dentro do ovo cósmico que é uma prisão.

A energia material do ovo cósmico cobre a alma corporificada como se a alma estivesse sempre queimando num fogo abrasador. Para sair dessa prisão a alma deve se elevar à plataforma do serviço devocional e desapegar-se de todas as resultantes da energia material. A alma liberada, mesmo vivendo dentro do ovo cósmico, pode perceber a Suprema Personalidade de Deus. Percebe a presença de Deus primeiro como um reflexo como se percebe o sol primeiramente com um reflexo na água ou como reflexo na parede de um quarto, embora o sol propriamente dito esteja situado no céu. O importante é que a alma pode se libertar do ovo cósmico praticando o serviço devocional a Deus e cultivando o desapego.

A compreensão e atividade máxima que a alma pode ter no interior do ovo cósmico é o pleno desapego da matéria. Quem meditar em Deus com fé e afeição, que ouve e canta as glórias de Deus livrando-se de todos os conceitos materialistas, voltará ao Supremo. Aqueles que são realmente transcendentalistas seguem essas instruções estando certos de que quem percorrer perfeitamente este caminho da auto-realização livrar-se-á da amedrontada contaminação material e por fim alcançará Deus. As pessoas que não seguem este caminho do desapego e do serviço devocional não escapam do ciclo de repetidos nascimentos e mortes dentro do ovo cósmico.

A meta final da alma liberada é penetrar no reino eterno, no reino da bem aventurança. A alma liberada após abandonar os corpos materiais vai para a morada transcendental e não retorna jamais. Quando a atenção da alma não é mais atraída pelas manifestações existentes dentro do ovo cósmico o progresso em direção a Deus torna-se ilimitado, e assim o poder da morte não pode mais dominá-la.

A liberação do ovo cósmico somente é possível através do serviço devocional à Suprema Personalidade. Ao executar o serviço devocional a alma não possui inimizade com ninguém, mas também não possui ligação íntima com ninguém; executa o celibato e não vive para gratificar os sentidos. A alma que cultiva o desapego e se posiciona no serviço devocional deve contentar-se com aquilo que ganha pelo trabalho que executa, não come mais que o necessário, vive num lugar retirado, está sempre em meditação, não se deixa atrair pelas relações corpóreas e abandona todo conhecimento elaborado pela mente humana.

Quem se ocupa constantemente em serviço devocional procurando ter consciência de Deus, pode perceber a Alma Suprema que está presente em toda parte. A alma que procura encontrar Deus, mas não respeita os outros seres vivos jamais alcança a paz espiritual. A alma que ignora a presença de Deus em outros seres vivos jamais avançará no serviço devocional.

A alma que se ocupa em serviço devocional e cultiva o desapego por muitos e muitos anos de nascimento, não deseja renascer em um dos planetas superiores, mesmo que seja o planeta mais elevado. A alma liberada ou auto-realizada estando livre do apego à energia material progride rumo à morada de seu destino que é o reino transcendental que está diretamente sob a proteção de Deus.

A respeito do serviço devocional pode-se dizer que existem múltiplos tipos de serviço devocional dependendo do grau de apego que a alma possui pela natureza material. Serviço devocional executado por uma alma apegada totalmente ao mundo material é um serviço devocional no modo da escuridão. O serviço devocional praticado por aquele que vê seu interesse como separado do interesse de Deus é um serviço devocional no modo da paixão. A alma que adora a Deus e Lhe oferece os resultados de suas atividades é um serviço no modo da bondade. Alcançando a plataforma mais elevada do serviço devocional, a alma pode se superar das influências do mundo material e situar-se na fase transcendental.

Nenhuma alma deve se confundir com o corpo e não deve usufruir da vida material, sendo que deve compreender a verdadeira natureza da alma e movimentar-se pelo mundo livre do apego buscando sempre Deus em todos os momentos da vida. A alma corporificada executando os seus deveres ocupacionais, agindo com desapego e praticando serviço devocional pode entrar facilmente no reino de Deus.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 12/8/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 8




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa