auravide auravide

Ensinamentos do Srimad Bhagavatam: XIX



O Srimad Bhagavatam é um comentário sobre o Vedanta-Sutras elaborado pelo sábio Sukadeva Gosvami aproximadamente 5000 AC. Nas explanações feitas por Sukadeva ele transmite também os ensinamentos de vários transcendentalistas. Estamos escrevendo vários artigos com os conhecimentos do próprio Sukadeva Gosvami e neste artigo, continuação do anterior, vamos mostrar as colocações de Sukadeva a respeito da mente, corpos sutis, esquecimento do mundo espiritual, deuses inventados, bens materiais, dinheiro e sexo.

Mente

A mente ou memória é o reservatório de todas as experiências da alma corporificada. A mente é sempre agitada e confundida pelo modo da natureza material sendo por natureza muito inquieta, e não devemos fazer amizade com ela. Quando a alma corporificada deposita plena confiança na mente, ela poderá enganá-la a qualquer momento. A alma corporificada que possibilita liberdade a sua mente e não a restringe, será atraída para os inimigos tais como a luxúria, a ira e a cobiça, os quais impedirão qualquer tipo de avanço espiritual da alma. A mente é a causa fundamental da luxúria, ira, orgulho, cobiça lamentações, ilusão e medo, que combinados, constituem o cativeiro material.
Para adquirir conhecimento do mundo material, a alma corporificada usa sua mente e os cinco sentidos e estes lhe acarretam os diversos corpos. Ao usar a mente e os sentidos a alma corporificada sofre as condições miseráveis da existência material. Estando absorta nessa luta pela existência, lhe foge a oportunidade de obter refúgio junto aos transcendentalistas. Não podemos esquecer que a mente e os sentidos são responsáveis pelo aprisionamento da alma em um corpo material.

Corpos Sutis

O corpo material grosseiro é envolvido por corpos sutis. Os corpos sutis são originados dos três modos da natureza material e são constituídos de desejos fortes e insuperáveis fazendo com que a alma transmigre de um corpo a outro tendo uma vida miserável porque está em constante transmigração de corpos.

A alma corporificada envolta pelos corpos sutis é levada a tomar atitudes que vão de encontro aos seus reais desejos, pois, é forçada a agir de acordo com os modos da natureza material. A alma corporificada é como se fosse o bicho-da-seda que cria o seu casulo no qual fica preso a ele sem possibilidades de escapar, não podendo libertar-se. O corpo grosseiro e os corpos sutis são criados de acordo com o desejo da alma. Devido à alma estar associada ao corpo grosseiro e aos corpos sutis ela fica subordinada aos três modos da natureza material (bondade, paixão e ignorância).

Esquecimento do mundo espiritual

A alma corporificada absorta em satisfazer tantas demandas se esqueceu da vida no mundo espiritual e corre perpetuamente em volta do corpo material, fonte de todo tipo de ilusão. A alma condicionada está presa à beleza do sexo oposto sendo dominada pela força da paixão, ficando cega pelos desejos luxuriosos. Sua consciência ou percepção de sua missão eterna junto a Deus é destruída e ela não para de correr em direção ao gozo material, assim como um animal corre rumo a uma miragem no deserto.

A alma corporificada que perdeu a consciência de sua missão junto ao Supremo perde a ligação com Deus e se apega ao corpo material ficando totalmente iludida passando a desfrutar da natureza material e a pensar somente em termos de corpo físico.

Deus Inventado

A alma condicionada, desligada de Deus, guiada pela sua mente e sentidos refugia-se em um deus inventado. Os deuses inventados pela mente humana são como falcões, abutres, garças e corvos que não conhecem o caminho do avanço espiritual. A alma condicionada esqueceu, desde tempos imemoriais, de Deus, afastou-se da Suprema Personalidade de Deus. Desse modo, ela percorre o perigoso caminho da existência material, e nesse caminho ela definitivamente não é feliz e devido a infelicidade elaborou um deus ou deuses envoltos pelos modos da natureza material.

Bens Materiais

Mesmo que a alma corporificada esteja usando as mais belas jóias e vestindo com sedas o seu corpo não passa de um fardo pesado se ela não se curva perante a Suprema Personalidade de Deus. As mãos de uma pessoa podem estar enfeitadas com braceletes reluzentes mas são como mãos de uma pessoa morta se elas não são ocupadas no serviço de Deus. Os olhos que não olham para as representações simbólicas de Deus são como os olhos gravados nas plumas do pavão; e as pernas que não andam para os lugares sagrados são consideradas como troncos de árvore. O coração que não se altera quando acontece o êxtase, quando as lágrimas enchem os olhos e os cabelos se arrepiam ao sentir a presença de Deus é um coração de aço e não um coração humano.

Dinheiro

Almas condicionadas passam a vida dormindo ou se entregando ao prazer sexual à noite, e fazendo dinheiro ou sustentando os membros familiares durante o dia. As almas condicionadas não possuem consciência que a vida perde totalmente o seu valor quando todas as ações são centradas em atividades materiais e esquece que é melhor alguns segundos de consciência da verdade plena do que viver muitos anos inutilmente.

A alma condicionada no mundo material possuidora de dinheiro é atacada por pessoas invejosas que provocam a queda de sua posição material prestigiosa. Por causa da ansiedade de perder dinheiro, emprego e posição privilegiada o corpo não consegue descansar durante a noite e permanece no poço escuro da ignorância. A alma condicionada por um pouco de riqueza e satisfação material cai numa condição infernal.

Sexo

O sexo é muito proeminente entre animais tais como entre os macacos e as pessoas que se sentem revigoradas com o sexo podem ser chamadas de descendentes de macacos. Dessa maneira, os descendentes dos macacos misturam-se entre si. Os descendentes de macacos esquecem por completo de que terão de morrer e orgulham-se muito de suas práticas sexuais, do conhecimento científico e do progresso da civilização material. Esquecem-se por completo de que um dia suas curtas vidas terminarão irão para região inferior devido suas degradações. Assim como um macaco pula de uma árvore para outra, a alma condicionada pula de um corpo para outro. A vida familiar concede à alma condicionada um festival de prazer sexual momentâneo e assim a alma fica inteiramente incapaz de sair das garras materiais e das regiões infernais.

A alma condicionada deixa-se atrair pela ilusão personificada que se materializa em uma esposa, daí surge a ânsia de receber abraços de uma mulher envolvendo cada dia na energia material e penetrando na densa escuridão da existência material afastando-se totalmente de sua missão eterna junto a Deus.

Texto revisado por: Cris
Publicado dia 15/10/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstar Avaliação: 4 | Votos: 9




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa