auravide auravide

Ensinamentos do Srimad Bhagavatam: XVIII



O Srimad Bhagavatam é um comentário sobre o Vedanta-Sutras elaborado pelo sábio Sukadeva Gosvami aproximadamente 5000 AC. Nas explanações feitas por Sukadeva ele transmite também os ensinamentos de vários transcendentalistas. Estamos escrevendo vários artigos com os conhecimentos do próprio Sukadeva Gosvami e neste artigo, continuação do anterior, vamos mostrar as colocações de Sukadeva a respeito da alma corporificada; do apego ao corpo material e os modos da natureza material.

Alma corporificada

A alma corporificada entra nesse mundo em busca de algum lucro material e tendo entrado no mundo material, a alma condiciona-se à atmosfera material, ficando sob o controle do mundo material.

As características do mundo material são as seguintes: corpos limitados no tempo e espaço, felicidades ilusórias, prazeres sexuais, aflições, apegos, buscas pelo poder, ódios, medos, falsos prestígios, cobiças, invejas, inimizades, tribulações, doenças, nascimento, velhice e morte. Tudo isso se combina para dar à alma condicionada apenas miséria.

A alma corporificada devido às influências da densa energia material passa a ter falsa consciência de que é o corpo material e deixa de cumprir sua verdadeira missão na vida.

Apego ao Corpo Material

Para toda alma corporificada o que há de mais querido sem dúvida é o próprio corpo. O afeto a tudo o mais – filhos, riquezas e assim por diante – deve-se apenas ao afeto pelo corpo. Por esta razão, a alma corporificada é egocêntrica: ela é mais apegada ao próprio corpo do que aos seus filhos, riqueza e lar. Para as pessoas que pensam que o corpo é o fator principal, os objetos cuja importância se encontra apenas em sua relação com o corpo nunca são tão queridos quanto o próprio corpo. Afinal, mesmo quando o corpo fica velho e inútil, o desejo de continuar vivendo permanece forte. É o próprio corpo o ser mais querido e é apenas para a satisfação dele que toda a criação material existe.

Bondade. Paxão. Ignorância

A alma que aceitou um corpo material não pode permanecer inativa, e a ação ligada à energia material é inevitável para a alma. A alma corporificada passa a agir influenciada pelos modos da natureza material: modos da bondade, paixão e ignorância.

No modo da bondade predomina as atividades piedosas recebendo privilégios materiais nesta vida e depois da morte. A alma corporificada pode alcançar mediante atividades piedosas os sistemas planetários superiores e, assim, libertar-se das condições infernais, mas, infelizmente, essa situação não será permanente. Depois de esgotados os resultados de suas atividades piedosas, a alma corporificada terá de retornar aos sistemas planetários inferiores.

No modo da paixão a alma corporificada obtém uma mistura de miséria e felicidade e depois da morte alcança os sistemas planetários intermediários.

Influenciada pelo modo da ignorância a alma corporificada sempre está infeliz e vive como um animal e depois da morte penetra nos planetas inferiores.

Estando a alma na concepção corpórea ela obtém uma sucessão de corpos sendo impelida pelos modos da bondade, paixão e ignorância. Dessa maneira a alma condicionada vai ora aos planetas celestiais, ora aos planetas intermediários e ora aos planetas inferiores. Devido a diferentes espécies de corpos que a alma pode obter em sua peregrinação no mundo material não para de sofrer. O sofrimento da alma e suas dores variam, ora são severos, ora são brandos.

Em proporção à quantidade de ações no modo da bondade, paixão e ignorância a alma corporificada na vida seguinte terá de desfrutar ou sofrer a mesma equivalência das reações de suas ações. As almas corporificadas podem ser pacíficas, inquietas ou tolas; felizes, infelizes ou com um pouco dessas duas características; religiosas, irreligiosas ou semi-religiosas. Podemos deduzir que, na próxima vida, essas três espécies continuarão exercendo suas ações.

A alma corporificada que age no modo da bondade é feliz. Ao executar atividades piedosas, a alma corporificada alcança diversas condições de vida celestial. Quem age impiedosamente alcança diversas condições de vida inferior.

São as seguintes ações que conduzem aos planos inferiores: apropriar-se da esposa, filhos ou dinheiro que pertencem legitimamente a outrem; enganar outras pessoas; aceitar o seu corpo como sendo o seu ser verdadeiro; trabalhar dia e noite em busca de dinheiro para manter seu próprio corpo e os corpos de seus filhos e esposa; pessoa invejosa; maltratar as outras pessoas; satisfazer o paladar a custa da vida de outros animais; matar um sacerdote; desviar do caminho das escrituras; punir uma pessoa inocente; não repartir alimento entre as pessoas; roubar o que quer que seja; relações sexuais com parceiros desonrosos do sexo oposto; praticar sexo indiscriminadamente; não executar os deveres que são de sua responsabilidade; caçar animais para divertimento; orgulhar-se de sua elevada posição; sexo desonroso; colocar fogo em casa alheia; praticar falso testemunho; tomar bebida alcoólica; sacrificar seres humanos e comer carne de suas vítimas; praticar dores em animais; causar dor em outra pessoa em conseqüência de sua ira; confinar entidades vivas em poços escuros, celeiros ou cavernas; orgulhar de ser rico.

A conclusão é que nenhuma alma corporificada pode ser feliz na existência material.

Texto revisado por> Cris
Publicado dia 14/10/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 6




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa