auravide auravide

ESCOLHAS - O Maior Dom

por Carmem Calmon Lacerda

Publicado dia 5/1/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Sem dúvida, somos agraciados com muitos dons. Porém, alguns sempre se sobressaem: em importância, em eficácia momentânea, ou ainda por serem únicos.
Nosso maior dom, creio, após considerações baseadas em pensamentos de grandes autores, é a ESCOLHA.

Como diz Stephen Covey em “Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”: - Depois da vida em si, existe dom maior?

O que custamos a aprender, isso quando realmente aprendemos, como já falei antes, “decoramos”, “de cor”, de coração mesmo, incorporamos, é a verdade única que as soluções para nossos problemas mais difíceis residem dentro de cada um de nós. Não podemos fugir disso, mas ficamos por aí atirando a esmo, sem chegar no âmago da questão: dentro de nós.

Muitos autores já chamaram nossa atenção para o fato que somos causadores diretos de nosso sofrimento. Parece que estão chamando a gente de louco, não é? Eu já interpretei a coisa por aí. Mas creio que, finalmente, após tanto bater a cabeça, enxergo, incorporo, DECORO, essa verdade: somos sim causa e efeito, pois o outro só nos fere, não se permitimos, como muitos alegam - na verdade é uma questão de ótica - mas se encaramos a ofensa como um problema nosso, quando na verdade, mesmo feridos, o problema é de quem feriu.

Quem fere carrega para sempre esse fardo. Se não se redime, o fardo vai ficando cada vez mais pesado. Se não há a escolha de apaziguar, de consolar, mas a escolha da arrogância do superego que fala mais alto, na verdade, grita que apesar de ter ferido e magoado, o outro de alguma forma mereceu, e por aí afora.
Bem, vamos colocar as coisas assim:

- IMPOSSÍVEL FERIR ALGUÉM, E ESTAR CERTO, ESTAR COM A RAZÃO, OU SEJA LÁ QUE TERMO SE USE PARA SE EXIMIR DA CULPA. Não me venha com o tal de “Ele(a) bem que mereceu!!!" Pois ninguém nessa terra debaixo de nossos pés “merece” sofrer, ao menos não por nossas mãos. Se há algum tipo de cobrança pelos atos errados de cada um, ele deveria estar dentro de cada um... Assim fomos feitos, com o Livre Arbítrio que costumamos utilizar apenas para fazer o que achamos que vai contra o comum, o ordinário.

Se achamos que ultrapassamos certos limites humanos, lá aparece a pessoa falando em Livre Arbítrio. Queridos, esse presente nos foi ofertado para que pudéssemos fazer coisas além de nossas limitações sim, mas pelo amor a nós mesmos, extrapolemos em fazer o bem, em ajudar mais do que “deveríamos”, em prover mais do que receber, e por ai afora...

No último Curso que ministrei, de Pedras & Cristais, uma aluna me perguntou o que exatamente eu queria dizer ao falar toda hora que “HÁ DE TER REAL INTENÇÃO”, ou que “O REAL SEGREDO É A INTENÇÃO!”. Segundo ela, havia captado o que eu queria dizer, mas não conseguia expressar, ou seja, não “decorou”.

Expliquei que se pegamos aquela pedra e jogamos em um gato para machucá-lo, eis uma intenção de ferir, algo que com certeza não nos acrescenta nada de bom; um pai que chega trôpego pelo álcool ou drogas em casa, seu bebê chora e ele pega uma pedra e joga na criança, como temos lido daí pra pior em jornais mundiais, eleva essa má intenção ao ápice, creio. Repare nas crianças brincando, jogam pedrinhas e o que vem pela frente, uns nos outros, sem intuito de ferir e raramente o fazem, salvo certos indivíduos que parecem nascer propensos a causar dor e sofrimento. Se jogares a toalha ao filho, não estás ajudando??? Se jogar uma pedra em um ladrão que insinua uma agressão a você ou a um filho, não está a se defender? Será que estes atos, que são todos um atirar pedras, são vistos pelo Divino como um ato único, ou a intenção conta?? Então, INTENÇÂO E AÇÂO devem andar de mãos dadas por ai...

Provérbio certeiro é: “O Pensamento precede a Palavra e esta gera o Ato”. Então a escolha maior seria em relação ao que pensamos para produzir palavras de concórdia e boas ações.

Ser íntegro requer fazer escolhas acertadas, e apesar de não haver uma regra muito rígida, já que cada pessoa é um ser único, lembremos-nos que SOMOS TODOS UM, em essência divina. Integridade não é algo que se possa ter mais ou menos, não se pode ser 80% íntegro, ou se é ou não se é. Não tem meio termo. Com certa, mesmo sendo íntegros e bons, teremos nossos momentos de maldade, mas aquelas que vamos reparar assim que acontece. Não deixem para depois, já dizia meu pai que o DEPOIS é um tempo tão indeterminado que não chega nunca.

Porém, se extrapolamos, temos que ter a consciência de que algo está muito errado e fazer sempre a escolha correta: de reparar o que causamos de ruim, doa-nos o que for.

Existem três coisas em você de teu único controle: o que PENSA, o que DIZ e o que FAZ. Então, faça a escolha certa. Escolha o bem, escolha palavras de amor e bondade, escolha pensamentos felizes e, por que não, de desculpas pelo erro alheio. Afinal não são teus mesmo. E se te ferem, escolha não se importar muito, e quando o fizer, delimite o tempo, não fique remoendo para todo o sempre.

Enfim, escolha ser e fazer feliz.

Lua Nova, novas mudanças... Mudem para melhor. A gente precisa de amor e felicidade.

Até mais,

Kika

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 134

foto-autor
Sobre o Autor: Carmem Calmon Lacerda   
Trabalho e estudo Aromaterapia, Florais de Bach e Califórnia, Terapia do Barro (GEOTERAPIA) e Shiatsu Emocional. Sou Reflexoterapeuta e Fitoterapeuta. Muito confiante e feliz com o meu trabalho, faço com estudo e amor.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa