Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
Home > Autoconhecimento
Escolhendo ser feliz

Escolhendo ser feliz

por Rodrigo Durante
Facebook   E-mail   Whatsapp


Muitos falam sobre o "Fluxo Divino", o "fluxo da bem-aventurança", sobre entrar nesta sintonia onde tudo é bom e perfeito, porém, poucos são os que ousam permitir que este fluxo chegue a si.
A principal causa da infelicidade e do sofrimento não é algo que nos falta, mas a rejeição, a resistência àquilo que se apresenta no aqui agora para nós.

Existe um aspecto de nossa personalidade muito rígido que espera que tudo seja do jeito que ele quer. Essa parte nossa tem muita dificuldade de fluir com a vida, de deixar a vida nos conduzir confiantes de que o melhor sempre acontecerá.

Tudo o que acontece e que está fora dos seus planos, ou que acontece de uma forma diferente do que esta parte é capaz de aceitar, é causa de sofrimentos e insatisfações para ela. Qualquer movimentação da vida que em sua imaginação possa impedi-la de atingir os resultados esperados e realizar-se exatamente da forma que ela espera, dispara gatilhos que produzirão sintomas de medo, preocupação, frustração, tristeza, raiva e/ou irritação.

E o mais interessante deste aspecto é que é exatamente ele quem atrai as dificuldades que o cutucarão, que nos tirarão de nossa zona de conforto e condições imaginárias de bem-estar.
Mas ao perceber este padrão podemos agradecer às circunstâncias e aos sincronismos da vida que nos trouxeram esta importante lição:

A felicidade maior não é atingir uma meta e ser feliz apenas naquele momento, assim como o fluxo da bem-aventurança não é realizar desejo após desejo com total facilidade e colaboração universal, mas estar em paz e contentamento o tempo todo, em aceitação e abertura, sem necessidade de determinar e controlar como cada momento deve se manifestar para nós. Este é o alinhamento que, junto com o contentamento e gratidão, permite que a vida flua mais leve e alegremente.

A própria necessidade de controle e de que tudo corresponda às nossas expectativas já é um sofrimento, já é algo que nos tira do nosso melhor, do nosso equilíbrio interior. O desejo surge da rejeição ao aqui e agora, das carências e vazios interiores que temos e tentamos esconder. A necessidade de controle vem do medo, da preocupação, da crença que alimentamos no mal e no pior que sempre pode acontecer.

Isso não quer dizer que se houver uma goteira em nossa cabeça não podemos mudar de lugar, mas apenas que isso não seja causa de desequilíbrios e reclamações, que não seja uma justificativa para alimentarmos negatividades e sofrimento, para rotularmos a nós mesmos, os outros ou a vida como negativo ou ruim. Rir das surpresas da vida e ter jogo de cintura é o melhor remédio!

A felicidade é uma escolha que envolve coragem, confiança e entrega para que possamos aceitar cada momento exatamente como ele se apresenta. Parar de resistir e aceitar é o primeiro passo para a paz interior e felicidade plenas.

Que possamos com muito amor acolher este aspecto insatisfeito de nossa personalidade que nos separa da realidade abençoada do Ser!

Em Paz,
Rodrigo Durante
Texto Revisado

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo




Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

Avaliação: 5 | Votos: 2
Atualizado em 16/04/2020

Veja também
Quando nossa vida voltará ao normal?
Uma nova percepção
Quem são os pais omissos na trama das mães perversas
Alimentos antifisiológicos: anti-vida!

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.






Energia do Dia
Plenitude. Dia para concluir tudo que for possível e planejar metas futuras. Combata qualquer sensação de derrota e cultive o otimismo e a autoconfiança. Aja de boa vontade.
Faça sua numerologia


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa