auravide auravide

Espíritos corajosos



"A coragem é a primeira das qualidades humanas porque garante todas as outras". (Aristóteles)

A história de um espírito encarnado reúne vários capítulos e um enredo de fazer inveja aos filmes mais ousados do cinema mundial.
A memória cerebral da criatura, que nasce para mais uma experiência no mundo da matéria, é uma página em branco, vazia de registros. Porém, é na memória extracerebral que encontram-se os mais diversos registros de épocas e lugares distintos, onde o indivíduo marcou a sua presença física.
Por sua vez, o comportamento revela como nos apresentamos socialmente, isto é, a expressão de nossos sentimentos, emoções e modo de ser que envolvem nossos atos no cotidiano da vida. O comportamento, portanto, é a nossa imagem projetada no meio socio-familiar. Essa imagem, muitas vezes sem percebermos, carrega consigo vícios comportamentais ou de caráter. Características pessoais que acabam tornando-se "marca registrada" de nossa personalidade e influenciando a nossa imagem projetada no âmbito das relações pessoais.
No entanto, nesse contexto individual e dinâmico chamado vida, existe algo que ainda é pouco explorado pela psicologia que não considera as muitas vivências do espírito imortal, que são as tendências do indivíduo.
Segundo os dicionários, tendência é a disposição natural que leva algo ou alguém a se mover em uma direção. É a evolução de alguma coisa num sentido determinado. A propensão que orienta alguém a realizar determinada coisa.
Essa "disposição natural" que nos leva a um sentido determinado, encontra-se registrado no âmago de nosso ser, é inerente ao indivíduo dotado de inteligência e livre arbítrio, e o acompanha seja em forma manifesta através do comportamento ou em forma reprimida, permanecendo em estado de latência pela influência de valores transmitidos pela educação parental ou pela influência da doutrinação religiosa. Na verdade, não temos como dominar essa energia, somente reprimi-la.
Contudo, à medida que somos a consequência do que fomos, não canalizá-la significará violentar parte considerável de nossa própria natureza, pois nos sentiremos incompletos com uma energia que vibra internamente sem encontrar um canal para a sua fluência.
Nesse âmbito de análise, que envolve a longa existência do espírito no mundo físico, exemplificaremos a coragem como uma tendência do indivíduo de índole guerreira, que independente do sexo, acompanha-o desde tempos imemoriais.
É nas regressões de memória, realizada nos consultórios de psicoterapia que investigam o insconsciente profundo através da memória extracerebral, que verificamos as tendências inerentes aos indivíduos. Fato, que geralmente se repete encarnação após encarnação como se fosse uma "digital" que identifica o espírito de índole pacífica ou guerreira.
Em certos casos, indivíduos de índole guerreira, que é o grupo que nos interessa nesse momento, pela influência de fatores externos desviam-se e percorrem caminhos contrários à sua natureza. E assim permanecem por tempo indeterminado, até se reencontrarem em alguma interseção de linhas de seus destinos. Alguns, no entanto, se distanciam perigosamente de sua referência pretérita, a ponto de se deixarem levar pelos caminhos do medo e da depressão.
Muitas experiências regressivas tem mostrado o indivíduo envolvido numa sequência de batalhas nas quais ele luta por um ideal, onde valores e princípios encontram-se marcados em sua memória. Noutras, a derrota e o desânimo são palco de seu desencarne, enquanto as vitoriosas batalhas servem como estímulo para continuar lutando por aquilo que ele acredita.
Essas intensas e marcantes experiências, onde vida e morte não passam de um jogo de sobrevivência, a confiança e a perseverança tornam-se aliadas no enfrentamento e superação do medo. Características forjadas nos campos de batalha que podem ser aproveitadas positivamente no sentido do autoconhecimento.
Portanto, ao identificar a índole do espírito tendo como referência um passado guerreiro, a psicoterapia de orientação interdimensional, possui as ferramentas necessárias para resgatar e canalizar tal energia para o desenvolvimento de um potencial de repercussão positiva e saudável na vida do indivíduo, representado pela mudança de atitude no enfrentamento de obstáculos que invariavelmente surgem na trajetória vital, os quais atribuimos ao conceito de bravura. Ou seja: senso de moral intenso diante dos riscos ou do perigo. Confiança, força espiritual para ultrapassar uma circunstância difícil. Perseverança, capacidade de enfrentar algo moralmente árduo. E, para finalizar, característica da pessoa de bom caráter.

Texto Revisado

Publicado dia 5/3/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2



foto-autor
Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa