auravide auravide

Eu primeiro!


Facebook   E-mail   Whatsapp

Nessa fase tão agitada que precede as eleições, recebi uma sugestão para escrever alguma coisa sobre o comportamento mais geral das pessoas do nosso país, com relação à sua colaboração para o coletivo.

Chega a ser triste perceber no nosso dia a dia, o quanto a mentalidade "Eu primeiro" se faz presente.

Uma vez acompanhei uma pessoa que se iniciou numa corrente de boas ações.
 

Ela explicou que a proposta da corrente era que cada um se propusesse sinceramente a realizar três boas ações por dia. E poderia ser em qualquer sentido, até mesmo pagar em dinheiro trocado, dar a vez para outro motorista no trânsito, elogiar um colega.


E foi muito interessante o que ela observou depois de alguns dias: era muito difícil realizar as três boas ações, tendo mesmo que fazer um esforço para realizá-las.

Por que será?

Talvez porque fazer para alguém no mundo afora seja algo meio desconhecido, destreinado, não aprendido (?), na nossa cultura.

Parece ser muito cultural "dar um jeitinho" para ter facilidades para si, sem a consciência do que isto implica para o outro, do quanto uma atitude pode invadir o direito e o espaço do próximo.

E isto vai desde o som alto dentro da condução, até deixar de pagar um produto que comprou do amigo e que do qual já está fazendo uso.

Percebo que é uma questão de consciência, ou melhor, falta de consciência.

É muito comum que não se tenha a noção do quanto uma atitude individual boa pode ter um efeito em cadeia, positivo, motivador, transformador. É o velho chavão "gentileza gera gentileza", tão verdadeiro e desprezado.

É tão bonito ver outras culturas educarem suas crianças para servirem aos menores, aos idosos, ao outro em geral, e sempre. Chega a ser inacreditável, utópico para nós. Nesse caso, não tem o "Eu primeiro", mas o "para Todos Nós".

Se estamos ou não longe desse altruísmo e consciência, não sei, mas talvez você possa parar por um instante e se perguntar quantos atos positivos realizou nos últimos dias, seja com um conhecido ou desconhecido. Porque se pensarmos bem, não podemos cobrar atitudes dos nossos representantes políticos, se nem damos bom dia para o motorista do ônibus, que só para lembrar, está servindo você.

Ah, uma frase que eu acho muito bacana e verdadeira:

"Ninguém errou mais do que aquele que não fez nada, só porque podia fazer muito pouco". (Edmund Burke)

 



Rosangela Tavares
Psicóloga clínica
CRP 06/64149

Rua Santa, 104
Vila Mascote - SP
tel.: 98572 5600



Texto revisado

 

 


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Rosangela Tavares   
Psicóloga clínica desde 2000. Atende adultos, adolescentes, casal, estudantes e recém formados, pela abordagem psicanalítica. www.rosangelatavarespsicologa.com.br
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa