auravide auravide

Faça um altar no seu interior

por Bernardino Nilton Nascimento

Publicado dia 11/4/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Existem muitas pessoas dizendo que o bom é desabafar para aliviar as tensões. Temos que jogar tudo para fora, não ficar engasgado, sufocado pelas palavras não ditas. Falar o que se pensa não deve ter o objetivo de ofender nem magoar ninguém. A real verdade está além dos nossos pensamentos.

Não podemos esquecer que acontecem coisas extremamente necessárias para a evolução da humanidade. No passado, não tivemos sabedoria para fazer a nossa evolução com harmonia. Hoje, não está muito diferente, usando palavras agressivas como forma de defender-se, o ser humano está com os nervos afiados, ofendendo o próximo, distribuindo palavras grosseiras, magoando e entristecendo pessoas em nome das diferenças, das verdades mentirosas e das mentiras verdadeiras, transformando-se em uma metralhadora de palavras mal ditas, em nome da verdade de cada um.
São filhos magoando os pais, jovens magoando os idosos, idosos magoando os jovens, chefe magoando os subordinados. Pequenas coisas são motivos para uma avalanche de ofensas, e até entre amigos, as farpas das palavras estão mais acirradas. Se olhar a verdade do todo, se souber a linguagem do Universo, a verdadeira palavra de Deus será ouvida no silêncio.

Ninguém deveria pronunciar uma palavra sem antes passar pelo seu altar e abençoar o que vai dizer. Estamos ouvindo, a toda hora, que o bom mesmo é colocar tudo para fora, despejando sua agonia, sua raiva, colocando, depois, sua imagem de baixo do tapete construído em seu interior. Nunca é tarde para trocarmos o tapete por um altar transparente como um cristal, bonito como um jardim, harmônico como uma orquestra.

Como é importante fazer um altar no seu interior! Lembro de quando era pequeno, ainda no primário – hoje, 1º grau - toda vez que fazia alguma bagunça minha mãe vinha brigar comigo, tudo para ela era motivo para bater. Assim ela foi educada e, então, fazia o mesmo. Mas é uma grande mãe, uma guerreira. Devo muito a ela pelas boas lições. Aproveito, hoje, para não sair da trilha otimista traçada quando criança e da fé que descobri cedo. Lembro com emoção das aulas de catecismo para a primeira comunhão.

Para não apanhar, fugia para a Igreja de São Sebastião, perto de casa. Ficava lá, rezando, até sentir que não mais poderia ser repreendido. Isso fazia o tempo passar e, naturalmente, o momento de raiva passava. Na volta para casa, acabava levando uma simples bronca, mas nem sempre dava tempo de ir à igreja.

Mais tarde, já adulto, toda vez que alguma coisa desagradável acontecia, eu entrava na igreja mais próxima e ficava rezando e admirando a arquitetura, fazendo o tempo passar, tranquilizando-me, para tomar as atitudes com equilíbrio. Eu admirava a arte dos vitrais, as estátuas dos santos com detalhes tão bem feitos. Lembro que comecei a admirar tanto que chegava a ver suas auras. Hoje, ver a aura faz parte de mim.

Após estudar algumas religiões, decidi ser um místico religioso, um estudioso do oculto. Vibro com o Universo, curvo-me ao sol e à lua, alegro-me com a chuva e brinco com o tempo. Tenho a minha missão, porém, cada um tem a sua e deve ajudar-se a descobrir. Não estamos aqui por acaso.

Há alguns anos eu construi um altar dentro de mim, e toda vez que alguém fala alguma coisa que me desagrada, fujo para o meu altar. Sou energia, em poucos segundos percorro grandes distâncias e volto tranquilo, com a resposta certa e com o maior cuidado para não ofender as pessoa.

Aprendi a fazer meu altar meditando. Faça o seu e tenha tranqüilidade, intuição, criatividade e amizade. Todos nós temos um mentor espiritual, ache o seu. Com certeza ele já o achou. Só falta você abrir o seu canal de comunicação com ele. Eu encontro o meu para um bate papo no meu altar, e sempre saio com soluções passivas para mim e para o próximo.

BNN

Texto revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 173

foto-autor
Sobre o Autor: Bernardino Nilton Nascimento   
"Não seja um investigador de defeitos, seja um descobridor de virtudes"./ "Quando a ansiedade assume a frente, as soluções vão para o final da fila"./ "Quando os ventos do Universo resolve soprar a favor, até os erros dão certo". BNN
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa