auravide auravide

Falando em falar...



Por acaso já perceberam que as pessoas nunca pensam nesse “dom” que é o ato de falar, porque é algo tão natural, como o ato de respirar, de andar... e fazem isso sem sentir? Contudo, falar é muito diferente de andar e respirar, que são atos mecânicos e falar não envolve muito mais “coisas”.

Mas, voltemos a essa fala que praticamos todos os dias, a todo momento e até inconseqüentemente... e haja “falação”! Contudo, um dia são convidados para fazerem uma palestra, darem aulas, fazerem um discurso político, apresentarem um produto ou mesmo apresentarem-se e daí... a "coisa pega”! As pessoas entram em pânico, ficam nervosas, umas ficam sem ar, outras enrolam-se de tal maneira que ficam sem saber como sair de tal situação, começam pelo fim e não têm como terminar; outras têm branco na frente de uma platéia e assim por diante. Nesse momento pensam no que fazer: "O que faço para não gaguejar? Como saio desta?”. É aí que pensam no ato de falar e, então, chegam à conclusão de que não sabem falar, que precisam aprender a falar!

Depois de chegarem a essa conclusão, começam a procurar um curso da seguinte maneira: pelo valor e pelo tempo. Jamais pelo conteúdo. Querem aprender a falar em 24 horas, como se fosse possível! Mas como há gente mal intencionada para tudo... Alguns, pensando conhecer o assunto porque são formados em engenharia ou em física nuclear, acham que podem ensinar os outros a falarem, pois fizeram um curso de grife, ou algum outro muito bom e acham que isso já os credencia. Como há picaretas em todas as profissões, existem cursos que ensinam em 24 horas e fazem promessas mirabolantes!

E o encanto vai! Umas poucas explicações e muita prática e já se sentem fortes para falar em público. Fazem-no por alguns meses - isso quando foram bons alunos - e, de repente, não conseguem mais. Por que? Porque a palavra é poderosa e exige certas regras, que ficarão para um próximo artigo.

Por Maria Alice Leonardi
Advogada formada pela Universidade São Paulo, doutora em História pela USP, professora formada em Oratória com Curso Superior em Harvard, ex-assistente do Mestre Melantonio e professora da Academia Atheniensee de Oratória. Autora do livro "Curso de Oratória Geral e Oratória Forense".

Texto revisado por Cris
Publicado dia 9/11/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa