Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Hoje fulano está atacado

por Rodrigo Durante

Publicado dia 24/4/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


"Hoje fulano está atacado". Quantas vezes já ouvimos ou dissemos isso? E quantas vezes somos nós quem ficamos "atacados"?

Pode até estar tudo bem na nossa vida, não nos faltando nada, nada do que reclamar. Porém há dias em que algo não está bem interiormente e que precisamos de muito esforço para não explodir!

Isso acontece pois existe um ritmo natural de desenvolvimento de nossa consciência. Todos temos um Eu Superior, nosso Ser é muito maior do que apenas o corpo físico. Ao longo de nossa existência, vamos nos aproximando consciencialmente mais e mais de nosso Eu Superior. Em termos práticos, vamos abandonando crenças e comportamentos que não servem mais ao nosso propósito mais elevado e nos abrindo para uma compreensão mais expandida de nós mesmos e de nossa realidade.

Neste caminho, existem momentos em que partes nossas que se opõe a este crescimento são expostas, justamente para serem notadas e curadas. Estas partes, que chamo de "aspectos de personalidade", tem emoções, memórias e um jeito próprio de pensar. Elas sempre estão atuantes em nós, por trás de todas as nossas escolhas, julgamentos e decisões, escondidas em nosso inconsciente, porém vibrando e atraindo situações em nossas vidas.

Em determinadas situações, atraímos ou nos colocamos em acontecimentos que dizem respeito exatamente a algum de nossos aspectos ocultos, cutucando-os e nos impulsionando a reagir de uma determinada maneira ou de outra, conforme nossos registros e memórias anteriores em alinhamento vibratório com tal situação.

É por isso que temos estas oscilações de humor e estado de espírito, pois há algum aspecto de nossa personalidade ativo e aflorado, tentando dominar a situação.

Quanto mais buscamos nosso alinhamento interior, mas percebemos nossos aspectos antes que eles determinem como devemos pensar ou agir. Qualquer prática meditativa e de auto-observação pode nos ajudar neste assunto.

A receita é, ao reconhecer que estamos funcionando a partir do aspecto e não do nosso equilíbrio interior, apenas não alimentarmos mais qualquer pensamento, palavra ou ação que o aspecto estava nos estimulando. Podemos parar, respirar fundo algumas vezes e esperar o impulso passar, sem lutar, apenas conscientes dele e das sensações físicas que ele nos transfere.  Ainda assim, alguns são bem profundos e tendem a voltar. Eles podem já fazer parte de nossa personalidade há muitas encarnações, ou até mesmo vir em nosso DNA, através da nossa família terrena. Nestes casos, o procedimento é o mesmo, porém, como estão muito impregnados em nossas células e nosso corpo reage muito sensivelmente a ele, pode ser bem complicado segurar nossa vontade de reagir. O que faço nestes momentos é ter uma conversa amorosa com meu aspecto, de forma que ele saiba que está seguro, que quero o melhor para ele, que ele seja muito feliz e sinta paz interior. Eu explico como ele chegou ao estado em que se encontra, com tanto tumulto e desequilíbrio acontecendo. Foram muitas experiências dolorosas que o deixaram assim. Porém, ele pode notar que nenhuma das suas preocupações atuais se manifestaram. Na verdade, elas somente serviram para atrair mais dificuldades. E que tudo isso tem uma solução, que é deixar o amor entrar e dissolver todas as feridas e sofrimentos acumulados, para que ele possa se libertar facilmente das crenças limitantes que tanto nos atrapalham e nos fazem sofrer. No fundo, tudo o que ele precisa, é de amor.

Passamos muito tempo de nossas vidas culpando e acusando, nos defendendo e atacando, nos vitimizando, inconscientes do nosso rico universo interior. Porém, para uma transformação positiva em nossas vidas, é preciso uma profunda mudança de comportamento, coragem para dar o primeiro passo e reconhecer que todo ato de amor, para com nós mesmos, funciona!

Reconhecer o aspecto, amar, acolher, integrar. É este o caminho que facilitará nosso equilíbrio interior e alinhamento com nosso Ser!

Em Paz,
Rodrigo Durante
Texto Revisado

 

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1

Sobre o Autor: Rodrigo Durante   
Aprendendo a ser feliz e compartilhando tudo o que me faz bem! Atendimentos e workshops.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa