auravide auravide

Influências de outras vidas na vida atual


Facebook   E-mail   Whatsapp

"Quando você olhar nos olhos de outra pessoa, e de mais outra, e ver a sua própria alma retribuindo o olhar, então você saberá que atingiu um outro nível de consciência". (Brian Weiss)

A ciência é a referência que norteia estudos, pesquisas, descobertas e invenções que nos levam à ampliação do conhecimento e qualidade de vida no planeta Terra. No entanto, a ciência precisa evoluir no sentido de sua visão linear da realidade, baseada no teste de São Tomé: "Ver para crer", porque nem tudo que nos envolve é palpável, visível ou audível aos órgãos sensoriais. Existem dimensões (realidades) paralelas ao mundo de manifestações meramente físicas, que precisam ser estudadas com a seriedade e importância que o tema exige.

Um destes temas é a regressão de memória, que começou com a técnica hipnótica de Sigmund Freud, passou pelo psiquiatra Denys Kelsey e parou em Brian Weiss por um detalhe curioso e histórico: a paciente em regressão começou a relatar uma série de experiências que iam muito além de sua infância, e que informavam sobre a existência de vidas passadas, ou seja, confirmavam a reencarnação do espírito.

Impactado com a inédita experiência, o psiquiatra norte-americano, até então ortodoxo em sua abordagem terapêutica, foi revendo conceitos, reformulando a sua práxis e criou a Terapia de Vidas Passadas (TVP), que revolucionou o conhecimento da investigação do inconsciente humano, que se limitava à vida intrauterina.

A partir do pioneirismo ocidental da TVP, outros métodos similares de investigação do inconsciente pela regressão de memória, foram aparecendo ao longo dos anos e provocando polêmica no meio acadêmico e no âmbito científico, com o surgimento de cursos que habilitavam terapeutas holísticos ou pessoas sem formação em medicina ou psicologia, a se utilizarem da técnica regressiva de memória em suas práxis terapêuticas.

Polêmicas à parte, precisamos evoluir a partir da mensagem deixada pela paciente que revolucionou a abordagem terapêutica de Brian Weiss, quando revelou que o labirinto do inconsciente humano é um fantástico arquivo de memórias que ultrapassa o limite da vida no útero materno.

A propósito, os anos de estudos, formações e prática da Psicoterapia Interdimensional, uma associação de conhecimentos em cursos realizados, deram-me a certeza da existência de característica comportamentais que permanecem atuando no indivíduo, independentemente da experiência infantil na relação com os pais biológicos ou substitutos.

Esse traços comportamentais que são acionados pela memória extracerebral via sentimentos e emoções represadas, dizem respeito a marcantes impressões de uma ou mais vidas passadas que continuam atuando na vida atual. Por exemplo: Paulo, em outra vida, foi um indígena que viveu em meio à natureza das planícies norte-americanas em uma época que a colonização do "homem branco" começou a ameaçar a sua sobrevivência com invasão de territórios e enfrentamento armado.

Ao reencarnar na condição de um indivíduo de cor branca, a impressão que ficou registrada na sua memória pode desencadear um sentimento de não pertencimento à cultura do homem civilizado e influenciar na tendência ao isolamento ou rebeldia do adolescente ou mesmo do adulto Paulo, que fora um indígena marcado por traumas que transformaram radicalmente a rotina de uma vida em comunhão com a natureza e com profunda identificação à sua cultura tribal.

No entanto, é somente um exemplo entre inúmeros casos que poderiam ser estudados para acrescentar conhecimento e credibilidade em uma área da psique humana que guarda informações a serem reveladas pela luz da verdade.

Somos registros ambulantes de muitas vidas do espírito imortal, que contém em sua "caixa preta" informações que revolucionariam a ciência da saúde mental e transformariam o conceito de vida no planeta Terra.

A fase de transição do mundo de provas e expiações para um mundo de regeneração espiritual está em curso. Processo lento e natural que pressiona a ciência a visualizar além da existência intrauterina para, através da consciência, se aproximar do Uno (Deus), a única ciência verdadeiramente exata do universo.

Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 282


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva (TRE), Psicoterapia Reencarnacionista e Terapia de Regressão, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose, e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: flavio01bastos@gmail.com | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa