auravide auravide

Inteligência Sutil 2



Há algum tempo estou ensaiando escrever sobre assuntos que leio e estudo há muitos anos, mas que não estão na pauta do meu dia-a-dia profissional. Escrevo sobre assuntos ligados a empresas, pessoas e sobre o terceiro setor; portanto, escrever para o público do STUM tornou-se um desafio pela linguagem e conteúdo da informação.

Coincidentemente, uma amiga me disse que estava largando a profissão para fazer o que dava prazer, o que a completava e realizava como pessoa. Fiquei pensando e me fiz a mesma pergunta. O que isso quer dizer? Que podemos unir profissão (que amo) com o prazer da descoberta de algo novo que nos dá satisfação e nutre a nossa alma?

Nesse meio tempo, lembrei de uma informação passada em 2004 por uma das colunistas do Stum, Graziella Marraccini, com quem fiz um trabalho maravilhoso de busca pessoal, em que me dizia para usar o conhecimento adquirido canalizando informações para os outros. Ou seja, não deveria guardar o que havia sido adquirido, mas compartilhar. O desafio tornou-se imperioso e o prazer em compartilhar tornou-se uma alegria.

Começar pelo tema Inteligência Sutil foi só um ensaio que espero frutifique e se desdobre em muita informação e conhecimento, compartilhado pelos diversos profissionais e estudiosos deste site que pesquisam a natureza das plantas e seu poder junto ao homem.

Inteligência Sutil – Parte 2

A Inteligência Sutil não é privilégio do homem. Os animais são os que mais se beneficiam dela, pois reconhecem o meio natural como um Todo no processo da vida. Poderíamos nos perguntar como as plantas e os aromas influenciam nossa vida e a vida do planeta? Como sensibilizam nosso espírito? Por que sentimos necessidade de determinada erva? Determinado tempero com mais freqüência? Por que alguns aromas nos causam insight familiar, como uma lembrança antiga?

O que vem à mente é uma observação feita sobre o uso do alecrim. Você também pode fazer. Observe o seu dia-a-dia, caso o uso se torne prolongado e você comece a aumentar a quantidade, faça uma análise na sua vida recente. Você magoou alguém? Foi magoado? Precisa perdoar? Observe, pois este é o trabalho sutil do alecrim – o perdão. E o uso mágico? No caso do alecrim é usado como proteção em encantamentos e lavar as mãos com uma infusão substitui um banho de purificação. Seu cheiro mantém as pessoas alegres, traz o ânimo e a mente alerta.

Desde que tenhamos responsabilidade sobre nossos atos e vontade, usar aromas e plantas é fantástico e gratificante. Mudamos a vibração e trazemos o poder das energias construtoras para nós, o ambiente e tudo o que estiver nele.

Hoje, além da Aromaterapia tradicional, considerada parte da medicina complementar, tem a Aromaterapia Vibracional. Através da sua sutileza atingimos o campo energético trabalhando energia de proteção, do coração, de alegria, emocional, mental, terceira visão, etc. usando os óleos essenciais. Temos ainda os aromatizadores pessoais que trabalham de forma mais intensa, pelo sistema olfativo, os mais diversos aspectos da saúde. Temos assim diversas formas de utilizarmos as plantas e seus aromas, pois o corpo não fica doente, nós adoecemos o corpo, a mente e a alma.

Proporcionar bem estar e equilíbrio ao nosso corpo é o caminho mais correto e prazeroso. Quando o homem sintonizar seu ritmo com o da natureza estaremos iniciando o processo de recuperação, tanto planetária como da humanidade. O respeito será o reconhecimento e o agradecimento por tanta doação e amor a Vida.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 16/3/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa