Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
Home > Autoconhecimento
Invasões pelo coronavírus e invasões entre humanos

Invasões pelo coronavírus e invasões entre humanos

por Teresa Cristina Pascotto

Pouco se sabe a respeito desse vírus, ainda tudo é muito desconhecido, pode-se afirmar somente que ele tem um grande poder de invadir o organismo de qualquer pessoa. Isto é dito para que possam respeitar mais a realidade dessa pandemia, a realidade desse vírus. Para que tenham mais cuidados gerais e atenção ao real perigo.

Respeito ao vírus. Respeito a si mesmo. Respeito aos outros. Respeito à vida!

A grande maioria das pessoas está mais consciente dessa realidade e respeitando mais a questão dos perigos do coronavírus. Mas muitos ainda estão fazendo descaso a essa realidade, pois talvez se achem invulneráveis, são arrogantes ou ignorantes...

Comecei com esse tema, pois este é um momento de quarentena, onde muitos poderão aproveitar este período para uma melhora geral em suas vidas, inclusive, aproveitar para um pouco (ou mais) de autoconhecimento. Existem muitos motivos espirituais para essa pandemia estar acontecendo.

A maioria das pessoas se sente ameaçada, com medo, desespero e pânico de ser invadida pelo coronavírus.

Pois bem, cabe aqui colocar uma questão. Os seres humanos, em quase sua totalidade, são seres invasores em potencial ativo. São seres que vivem invadindo a vida dos outros, na realidade da matéria, onde isso pode ser percebido claramente. Uns são mais invasivos e impositivos, e outros se deixam invadir. Porém, mesmo os que são invadidos, não são vítimas e, também, são invasores de forma oculta. Eles são invadidos pelos mais dominadores, mas depois, em seus processos – conscientes ou inconscientes – de revolta e vingança, se tornam mais perigosos do que os dominadores, pois invadem com muita raiva e de forma dissimulada e velada.

Agora vamos aos aspectos ocultos, aqueles que ocorrem nas realidades paralelas, aqueles que ocorrem no uso dos poderes psíquicos, onde um invade o outro psiquicamente. Sempre uns sendo mais dominadores e intensos, trazendo um medo inconsciente em suas presas, que as deixa mais frágeis e vulneráveis e, portanto, mais fáceis de serem invadidas e dominadas psiquicamente. Porém, estes que são facilmente invadidos, normalmente poderão ser aqueles que fazem jogos duplos, ou seja, são invadidos por uns, mas acabam invadindo e dominando outros. Como uma forma de compensação.

Outros são os medrosos e vulneráveis que são invadidos por covardes que, com um sorriso no rosto e aparente amabilidade, vibram frequências de intimidação, de agressão e violência, fazendo com que os medrosos consigam captar essas frequências e, por isso, pelo medo, obedecem ou até tentam se defender, mas o dominador agressivo e sorridente, os invade ferozmente, dominando-os, manipulando-os e os deixando perturbados. Porém, estes “pobres medrosos”, também tem suas habilidades e são de guardar muito rancor, para então justificarem sua vingança contra aquele que o invadiu. Então, na realidade paralela, de forma velada, a tal vítima do predador aguarda até que este relaxe e esqueça do medroso. E é neste momento que a tal vítima, lança seus tentáculos de ódio e vingança, invadindo psiquicamente o dominador, inserindo frequências de medo, dor ou qualquer outra, como sugestão de sofrimento ao dominador. Assim, “do nada”, o dominador que estava se sentindo forte por ter invadido psiquicamente muitas pessoas, passa a se sentir muito mal, desorientado, perturbado e muito mais.

Aqui estou somente mostrando algumas das possibilidades de invasões entre os seres humanos. Principalmente a partir de seus poderes psíquicos, sempre invadindo os outros psiquicamente.

Isso poderá ocorrer também em invasões dos chacras e da aura em todos os seus corpos. Invasão até mesmo do cérebro, dependendo da força do predador e da vulnerabilidade da “vítima”.

Tudo isso e muito mais do que possam imaginar no cenário das realidades paralelas, ocorre porque os seres humanos estão sempre em busca de poder e inconscientemente acreditam que quanto mais energia tiverem, mais poderosos serão. Quanto mais energia roubarem dos outros ou tirarem através de outros jogos, mais fortes e vitalizados serão.

É só perceber uma briga verbal, onde duas pessoas estão firmes em seus posicionamentos e discutem de forma acalorada. Quando um deles consegue se sobrepor ao outro porque está mais raivoso, erguendo mais a voz, o outro automaticamente começa a se sentir mais fraco. Neste cenário, normalmente aquele que conseguiu se impor mais, vai drenando a energia do outro, sugando-a para si, enquanto o sugado, vai ficando mal, fraco, com tontura, fica esgotado. E o que se impôs, com certeza usou truques energéticos de enfraquecimento ao outro, pela energia da agressividade, deixando o outro com medo. No final da briga, o que se impôs, se sente vigoroso, forte, poderoso. E o outro, destruído.

Este é um exemplo mais claro, mas quero que entendam que mesmo nas situações em que não parece que algo -de dominação e dominado- está acontecendo, onde parece que duas pessoas estão apenas uma perto da outra, nem mesmo falando uma com a outra, cada uma distraída com algo, podem ter certeza de que estão ali, enviando seus tentáculos energéticos uma para a outra, na tentativa de encontrarem uma brecha por onde entrar no outro. Isto para obterem energia. Ninguém está querendo fazer mal a ninguém aqui, mas não sabem que estão fazendo. Seja por qualquer motivo, as pessoas estão sempre em busca de mais energia.

Ninguém entra em sua própria fonte e nem tenta se ligar à Fonte Divina. É a velha historia de que é mais fácil este caminho, pois a energia do outro está vibrando, prontinha para ser roubada. A humanidade vive assim desde sempre. Alguns poucos sabem disso, mas só entendem isso em níveis superficiais de consciência e energia. E o que estou falando são contextos que ocorrem de forma profunda, em níveis profundos e sombrios entre os inconscientes dos humanos. Sem falar dos desdobramentos, projeções de consciência – talvez de forma inconsciente para alguns – em que o encarnado que se desdobra para “ir até o outro”, se torna um aterrorizante obsessor e extrai do outro poderes, dons, energia vital e potenciais criativos.

Normalmente, os que são mais invasores, predadores e perigosos, são os que mais se queixam, por se sentirem vítimas de dominadores. É um jogo inconsciente para ocultar seus delitos. Os dominadores agressivos e explícitos, são mais “honestos”. Os piores dominadores são aqueles que se mostram confiáveis, amistosos, agradáveis, mas que estão sempre à espreita para encontrar alguém em que possam se inserir profundamente para drenarem toda a sua energia. Estes têm um certo perfil de psicopatas. Mesmo porque, quando alguém é roubado profundamente em sua energia, em suas potencialidades e em suas forças, normalmente têm uma sensação de “morte” de tão mal que ficam. Ficam perturbados, em pânico, com sensações físicas extremamente ruins, com fraqueza corporal, dores de cabeça que não passam, dentre outros sintomas energéticos, espirituais e físicos. Por isso digo serem psicopatas, pois praticamente matam mesmo suas presas.

Enfim, poderia ficar aqui citando uma infinidade de exemplos de invasões entre seres humanos. Mas a questão principal aqui, é para chamar a atenção de vocês com relação ao quantos todos invadem uns aos outros o tempo todo.

Por isso citei sobre dominadores e (pseudo) vítimas, pois somente aqueles que fazem processos profundos de autoconhecimento e conseguem descobrir onde e como são invasores psíquicos, e que têm verdadeiro propósito de se transformarem, é que conseguem deixar de invadir os outros, mas precisam se trabalhar para não se deixarem invadir. Ou outro caso é que raríssimos, são os seres que nunca invadem ninguém, pois vêm para esta vida com o propósito de não invadirem e também com o propósito de serem os que são invadidos desde que nascem, até o momento em que descobrem as verdades ocultas e então partem para uma jornada de se tornarem fortes e nunca mais se deixarem invadir.

Nestes cenários das realidades paralelas, dentro de um contexto “normal e aceito” no inconsciente coletivo – seria o mesmo que dizer que isso é assim mesmo e que um tira do outro mesmo, e está tudo certo -, isto destrói as pessoas em níveis profundos de seu inconsciente, afetando os níveis mais elevados de sua consciência superior. Todos se tornam predadores, pessoas-vírus em potencial. Ninguém está imune a esses jogos insanos e inconscientes da humanidade.

Apenas quando uma grande massa, um grande número de pessoas começar a tomar consciência destas realidades ocultas e, além de começar a identificar onde e como são invadidas pelos outros, passarem também e principalmente, a querer descobrir onde e como elas mesmas são invasoras, dominadoras, predadoras, é que este contexto coletivo poderá começar a se modificar.

O mundo está com 99,99% da população condicionada a ser um invasor, a ser uma pessoa-vírus. Existem aqueles que estão sempre à espreita, sempre com raiva de tudo e todos, sempre com inveja e cobiça. Estes são os mais perigosos, e se tornam “criaturas”, não fisicamente, claro, mas com um olhar energético e espiritual é possível ver a forma de criaturas perigosas e horríveis “dentro deles”. Estes estão o tempo todos, de forma dissimuladíssima, invadindo a todos os que podem.

Quando um número significativo de pessoas tomar consciência disto e as pessoas forem humildes para descobrirem seu potencial predador oculto em seu inconsciente, com o firme propósito de o frear, de o apaziguar e parar de invadir os outros, conseguirão também deixar de serem invadidos. Com essa grande massa de conscientes, num salto quântico, por ressonância, naturalmente outros começarão a perceber essa realidade e outros, naturalmente, começarão a seguir um protocolo de suas almas que então lhes oferecerá recursos para o entendimento e a correção dessas condições internas tão destrutivas.

Assim, aos poucos – pode levar séculos – a humanidade poderá começar a aprender a se suprir de sua própria fonte interior e aprender a se conectar com a Fonte Divina. E, com isso, ninguém mais precisará invadir os outros para obter energia. E todos se sentirão “poderosos em si mesmos” e, portanto, não precisarão destruir os outros para achar que tem poder.

O coronavírus tem um poder muito grande de invadir as pessoas. Reflita sobre isso. Tente abrir sua mente e deixar seu coração te guiar, para que você possa perceber o quanto é horrível se sentir, com consciência, na realidade física, ameaçado de ser invadido por um vírus que poderá te fazer muito mal, se não ao seu corpo físico, talvez ao seu corpo mental, por todas as ameaças e o medo que ele te fez sentir. E o pânico de se descobrir invadido por ele.

Imagine então, que quando você é o predador invasor, assediando sua presa, você pode causar não somente danos psíquicos à sua presa, mas se isso for uma constante com essa presa, você pode sim ser o responsável por doenças letais que sua presa poderá desenvolver de tanto ser invadida e roubada de sua vitalidade, além de que em sua invasão, você sempre a deixa em pânico. Por isso, o estado de saúde psíquico dessa presa, pode leva-la a baixar a imunidade e, com isso, leva-la a um adoecimento fatal.

Se você tem tanto medo do coronavírus e/ou se você o respeita e/ou se você o desdenha, saiba que se você tiver todos esses comportamentos com relação ao coronavírus ou apenas um deles, é por aí que você poderá começar sua jornada de autoconhecimento com relação ao seu potencial de pessoa-vírus.

Se você tem medo é porque aterroriza as pessoas, que ficam com muito medo de serem invadidas por você. Então, você sabe o que é o medo, e acaba sentindo medo de sentir medo (igual ao que causa nos outros) ou porque ao receber a vingança do outro, também sente medo.

Se você respeita o coronavírus, é porque você até respeita suas vítimas, mas as invade. E também porque quando é invadido, respeita o poder do seu invasor. Além de ter medo dele.

Se você desdenha do coronavírus, é porque você desdenha do poder invasor dos outros e se acha o maior predador e invasor do planeta. Se acha invulnerável. Mas com certeza nunca está bem... isto porque aqueles que você desdenha, são tanto quanto ou mais agressivos que você e quando na vingança o invadem, o destroem muito mais do que você os destrói. Mas em sua arrogância e sentimento de superioridade, nunca “dá o braço a torcer”. No caso de alguém que desdenha do coronavírus, será aquele que poderá ser infectado, ter um quadro severo, estar à beira da morte e ainda assim, em sua arrogância, dirá que é forte, que isso não é nada e que vai passar. Vai acabar morrendo de arrogância.

Como disse, apenas trouxe um olhar superficial e geral sobre a questão das invasões humanas, a partir deste contexto da pandemia de coronavírus que estamos vivendo. Aproveitando para colocar as questões de forma um pouco metafórica para elucidar um pouco sobre esses jogos mortais que os seres humanos vivem.

Se você refletir sobre tudo isto, com certeza poderá descobrir muito mais possibilidades do que estas que citei. Repito que somente coloquei alguns exemplos sobre invasões entre os humanos, mas são infinitas as possibilidades que existem. Posso garantir, pois trabalho com captação de inconsciente e vejo isso todos os dias e sempre vejo mais e mais formas de invasões.
Texto Revisado

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Autor: Teresa Cristina Pascotto   
Atuo a partir de meus dons naturais, sou sensitiva, possuo uma capacidade de percepção extrassensorial em níveis transcendes. Desenvolvi a Terapia Transcendente, a qual objetiva conduzir à Cura Real e à libertação integral do ser. Sou uma pesquisadora do inconsciente profundo, para descobrir seus mistérios e as chaves para a libertação real. 
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 1
Atualizado em 23/03/2020

Veja também
Como ser bom ou ficar bem, apesar de todas as dificuldades?
Quando sairemos dessa crise?
Obaluaê - cura, cura, cura...
De repente, o silêncio

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.






Energia do Dia
Responsabilidade. Aguce seu senso de responsabilidade hoje. Conscientize-se do outro mas não assuma responsabilidades desnecessárias, pois os compromissos que assume hoje deverão ser cumpridos até o fim.
Faça sua numerologia


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa