auravide auravide

LIBERDADE ESPIRITUAL

por Paulo Cesar do Sacramento

Publicado dia 16/2/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


No cenário humano, a maioria das pessoas se preocupa em primeiro lugar consigo mesmo, depois com sua família e com a profissão. Porém, à medida que elevam sua consciência espiritual também os problemas de sua comunidade e os de sua nação tornam-se importantes para elas; até porque o bem estar individual e da família depende do equilíbrio da sociedade num todo. Quanto mais se elevam espiritualmente, mais aguçado se torna o seu interesse e mais se apercebem dos problemas do mundo. É duvidoso que alguém possa atingir um nível mais elevado de consciência espiritual sem que isso o torne mais consciente dos problemas do mundo; pelo menos muito mais do que antes de atingir tal estado de consciência.

No que reside a verdade que necessariamente envolve tal afirmação? A resposta pode ser encontrada naquela única palavra: “liberdade”. Acima de tudo a pessoa espiritualmente iluminada entende o significado real da liberdade e, porque ele mesmo a experimentou, anseia para compartilhar essa mesma liberdade com o mundo inteiro. Fez ela a descoberta que na realidade é um dos maiores problemas que o mundo enfrenta: “a falta de liberdade”. A raça humana nunca foi e não é livre. Está escravizada fisicamente, politicamente e economicamente; em primeiro lugar por si mesma, no seu próprio corpo. Também está acorrentada pelos hábitos físicos e pelas crenças religiosas, políticas e econômicas de várias gerações. Por exemplo: contemple você mesmo a extensão da escravidão de toda a raça humana ao dinheiro. Só mesmo o místico puro, que é dificílimo de existir aqui no nosso meio, está livre da crença limitada de que notas de dólares ou qualquer outra forma de moeda controla o destino das criaturas.

Quanto mais elevada for a consciência espiritual que alcançarmos, mais compenetradamente perceptivos ficaremos das muitas e muitas formas de escravidão que prendem os humanos a uma vida de insatisfação e de frustração. Simultaneamente mais forte será o impulso que sentirá, no íntimo, de querer ver as pessoas libertadas. Essa é a razão de algumas pessoas, nos seus primeiros estágios de crescimento espiritual, se tornarem fanáticas. Querem sair pelo mundo afora a libertar todos os homens e mulheres e, muitas vezes terminam com seus corpos alquebrados e suas mentes debilitadas, porque o mundo resiste a tudo e a todos que tentam trazer-lhe alguma medida de liberdade. O mundo geralmente agracia com honras e grandes riquezas aqueles que o escravizam, mas, ironicamente, resiste aos que desejam vê-lo livre.

Quanto mais avançamos e progredimos espiritualmente, mais claramente desvenda ante nossos olhos o quadro de quanto os humanos estão mentalmente e fisicamente escravizados. Descortina-se a vastidão panorâmica da tragédia, mas ao mesmo tempo, nós também passamos a conhecer o remédio e vemos nascer dentro de nós o desejo de ajudá-los a conseguir e manter a sua liberdade. Em última instância, a sabedoria revelará caminhos que despertarão os humanos de sua letargia e inércia e neles despertará sua responsabilidade como cidadãos, dando-lhes ao menos uma parcela de liberdade.

Paulo César
Fonte: Deus
Autor: Minha Centelha Divina
16/02/2008

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 9

foto-autor
Autor: Paulo Cesar do Sacramento   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa