Home > Autoconhecimento
Meditação, para sairmos da caverna Meditação, para sairmos da caverna

por Renato Mayol


Somos energia e quando conseguimos manter nossa energia harmonizada no bem, no amor, na fé e na paz, resulta uma poderosa força capaz de transformar o mundo! Um exemplo é o dos 12 meninos e seu treinador, resgatados recentemente de uma caverna na Tailândia, fato que inspirou o texto a seguir, de autoria da escritora Luciane Madrid Cesar:
"A segunda alegoria da caverna” - Há pouco, a Humanidade assistiu a uma nova ‘Alegoria da Caverna’. A primeira, descrita por Platão em seu livro República, trata de nossa relação com o mundo exterior e suas influências sobre nós. Já esta segunda, a nós apresentada pelos meninos tailandeses, diz respeito ao nosso mundo interior e nosso controle sobre ele. Ensina-nos quatro importantes lições: Serenidade, Positividade, Cooperação e Gratidão.

Primeira lição: SERENIDADE - Quando as primeiras imagens do pequeno grupo, isolado muitos metros abaixo da superfície, nos chegaram pela TV, o que mais impressionou foi a serenidade de seus rostos infantis. Há nove dias presos, sem alimento e sem perspectiva, eles apresentavam o semblante de quem acabara de ir brincar no quintal de casa... Nenhuma angústia, nenhum medo. Nem mesmo o alívio por terem sido encontrados era exagerado. Nada de gritos e choro. Apenas alegria e gratidão misturadas placidamente naquelas expressões faciais... Sua cultura milenarmente voltada para o autoconhecimento e a imprescindível orientação de um professor que já foi um monge budista tornaram os dias no cativeiro natural muito mais fáceis de suportar.

Segunda lição: POSITIVIDADE - Os pequenos jogadores de futebol escreveram cartas a suas famílias e nelas não havia palavras de sofrimentos e dor, apelos e lamentações. Havia positividade. “Mamãe, papai, estou bem, não se preocupem, posso cuidar de mim”. Ou “Diga à vovó que quero comer torresmo com molho picante quando sair...” ou” Não se esqueçam de organizar minha festa de aniversário”. Não só o grupo, mas todos os envolvidos e por extensão, o mundo todo, apresentou uma atitude positiva em face dos acontecimentos. Não houve pensamentos de raiva, revanchismo, estrelismo. Ninguém acusando o técnico por ter levado os meninos em passeio perigoso, ninguém questionando autoridades por não haver um aviso de perigo a entrada da caverna. Ninguém em desespero, questionando o destino. O mundo todo se uniu em orações, torcida, desejos de que o salvamento fosse um sucesso. Em nenhum momento houve pensamentos pessimistas. O mundo, unido na certeza do final feliz!

Terceira lição: COOPERAÇÃO - Profissionais de diversas partes do planeta foram para a Tailândia com um só objetivo: oferecer seus conhecimentos e sua experiência para a resolução satisfatória do problema. Não havia desejo de gloria, de promoção pessoal. Apenas unir esforços e competências para um mesmo objetivo: salvar aquelas 13 vidas.

Quarta lição: GRATIDÃO - Havia gratidão nos olhos dos pequenos Javalis Selvagens ao serem encontrados pelos mergulhadores ingleses. Gratidão também nas palavras de cada tailandês, por toda a ajuda recebida e a torcida por seus meninos. Gratidão ao professor que se doou para seus alunos, jejuando para que eles pudessem se alimentar. E, por fim, a gratidão de todo o planeta que, ao ter notícia do último indivíduo resgatado, emocionados, cada um agradeceu aos céus, ao universo ou a seu Deus, conforme sua crença.

A ciência tem comprovado o poder do pensamento. Serenidade, positividade, cooperação e gratidão. Somos feitos de energia e quando conseguimos mantê-la positiva e em harmonia com a energia de nossos semelhantes, podemos mover montanhas. Esse jovem grupo de seres humanos foi instrumento do Universo para mostrar a todos nós a nossa força. Não percamos isso. Mantenhamos nossas energias positivas no bem, no amor, na fé e na paz. E teremos o poder de transformar o mundo!
(Texto de Luciane Madrid Cesar).


Consulte grátis
     
 
Compartilhe
   


Autor: Renato Mayol   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   
Publicado em 08/09/2018

Veja também
Como aproveitar o trânsito de Júpiter sobre meu Mapa Natal?
O que fortalece a sua autoestima e não lhe deixa ficar num relacionamento abusivo?
Filhos de pais narcisistas perversos e o resgate da identidade
Quando o amor faz o abismo virar céu...
Os deveres do poder público
A Fórmula Mágica da Gratidão

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.



Energias para Hoje
segunda-feira, 19 de novembro de 2018

energia
I-Ching: 03 – CHUN – DIFICULDADE INICIAL
O início de todas as coisas é freqüentemente trabalhoso e difícil. Mas basta manter-se paciente e perseverar.


energia
Runas: Sowilo
Seja transparente. Dia excelente , força vital e sucesso.


19
Numerologia: Originalidade
Mudanças ha muito consideradas podem ser bem feitas hoje. Seja diferente e original. Este é o dia para o exercício da individualidade.
Experimente o novo e o ainda não tentado. Mantenha-se independente e decisivo e, sobretudo, tenha coragem de agir de acordo com os seus sonhos.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. Previsões para o Brasil em 2019
2. Quais as influências do trânsito de Júpiter em Sagitário?
3. Mais do que no amor, invista no processo...
4. Ser menos ansiosa significa viver um amor mais intenso...
5. Suas escolhas são conscientes?
6. Você está em sintonia com o universo?
7. Perigo: 3 sinais de que um relacionamento é abusivo!
8. Você baseia sua vida no medo?

 
© Copyright 2000 - 2018 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa