auravide auravide

METÁFORA



Pôde descobrir a essência do viver, o carteiro de Neruda:
é metáfora tudo o que existe para os olhos de fora
de alguma outra coisa que só existe para os olhos de dentro
- sonhos, sensações, imagens ancestrais.

Quando a metáfora é o mar, apossa-se dela o poeta
e na impossibilidade de devolver-lhe
a alegria de tê-lo, transformado em poesia
segue o mar sem nada saber do poeta.

A lembrança de você hoje é uma concha do mar
Que reproduz o som da saudade de suas marés,
E a impossibilidade de devolver a você
A alegria de tê-lo, transformado em poesia

Por Maria de Fátima Lima Castanheira
.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 29/9/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa