auravide auravide

Natal: Uma lembrança viva do Cristo

por Vera Godoy

Publicado dia 23/12/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp



“Após a morte de Jesus, na primeira refeição feita por seus discípulos, Tomé disse:

- Não há sentido em continuarmos a andar juntos como grupo. Temos que voltar para nossas casas, onde poderemos guardar as lembranças de Jesus.

Lembranças desaparecem... disse João, e Jesus não gostaria que apenas lembrássemos.

Mas isso é tudo que nos restou, disse Pedro, pois, não escrevemos nada do que Ele nos disse, e precisamos contar com a nossa memória.

Resolveram, então, durante a ceia, repetir seus últimos gestos, bebendo o vinho e repartindo o pão em sua memória”.

Por que sentimos uma sensação de inutilidade nostálgica nas lembranças? Serão elas falsas? NÃO.

Quando vividas com o coração nos conectamos com a egrégora que existiu nelas. Mas, se Deus nos permite guardá-las, por que vacilamos? Por que elas vão embora, ou tornam-se vagas?

Voltar às lembranças boas quando nos sentimos fracos não nos deixa vacilar. Quando vivemos a experiência, acreditamos e sentimos sua luz no coração, não podemos negá-las... NUNCA!

O que isso tudo tem a ver com o Natal? Lembramos de reviver estas lembranças? Por que será que guardamos em nossa memória que o Natal, em sua simbologia, é uma mera troca de presentes, roupas novas, e nada mais?

Por que as pessoas se lembram desses sentimentos fraternos, de amor, de compaixão, de caridade, apenas nesta época? Muitas conseguem demonstrá-los neste dia, até para aqueles a quem fizeram mal durante todo o ano.

Será que para um desenvolvimento espiritual e grandeza de alma, nossa atitude amorosa somente nesses dias é suficiente?

Após o Natal, retomamos às formas mentais egóicas e voltamos a olhar para nosso umbigo, esquecendo tudo. Lembranças.... meras lembranças!

A vivência crística que deveria ser sustentada sempre, torna-se uma vaga lembrança, para dar lugar aos instintos de sobrevivência, tão humanos quanto nós, candidatos a Seres de Luz.

Esquecemos de todas as experiências boas, das pessoas que estiveram ao nosso lado, daqueles que convivemos, que fazem ou fizeram parte de nossa história e muitas vezes colocamos nosso foco no que não foi bom e pensamos em como nos livrar deles.

Começamos a traçar planos para o ano vindouro sem agradecer o aprendizado que tivemos tanto nos momentos bons, como nos ruins.

Como mudar isso e sustentar a energia do Natal durante todos os dias de nossa vida?

Seguir nosso caminho, como sugeriu João, repetindo o bom aprendizado é que o sustenta.

No coração humano, existe a necessidade constante de “provas”, alguma manifestação externa que os fortaleça, porém, cada prova vivida externamente é temporária, mas, todo progresso feito conscientemente torna-se uma realização eterna... Dessa maneira, conseguiremos obter imediatamente tudo que precisamos, além de elevar nossa consciência, derrubaremos todas as barreiras existentes em nosso caminho.

Assim como a forma externa do Cristo ficou cravada na cruz, podemos também cravar nela nossas limitações autocriadas e conhecer nosso verdadeiro domínio agindo através da luz crística em nossos corações. Nossa consciência é sempre dirigida pelo livre-arbítrio. O falso pensamento de que Deus age segundo sua vontade na nossa vida precisa acabar. Ele atua através de nossa mente revestida por uma personalidade, que é o veículo para o uso de Sua poderosa energia. Esta só pode manifestar-se externamente com ações conscientes.

Se compreendermos que a energia crística flui através de nossa mente e corpo, inalterada e pura, contendo força, coragem e sabedoria, passaremos a controlar pensamentos e sentimentos e faremos disso um hábito transformando-os em Ação perfeita, afastando de nossas mentes todas as lembranças contrárias à Luz do Cristo e que nossa atenção seja desviada das vãs aparências, não mais se limitando a conceitos humanos.

Que a Luz de Deus -que nunca falha- possa nos revestir sempre e assim conseguiremos viver o espírito natalino durante os 365 dias do ano...



Texto revisado por: Cris


Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 186

foto-autor
Sobre o Autor: Vera Godoy   
O Núcleo EL MORYA oferece Cursos, Vivências e Terapias. ATENDIMENTOS INDIVIDUAIS. Cadastramento com autorização. E-mails: [email protected] Fone:11-2366-1104
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa