Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
Home > Autoconhecimento
Negação dos Sentimentos

Negação dos Sentimentos

por Elaine Leal Carvalho

No observatório das coisas da vida, de vez em quando, me surpreendo com a enorme negação dos indivíduos, quanto à sua natureza.
Tenho acompanhado diversas pessoas angustiadas que ao descobrirem que são simplesmente humanas, debatem-se diante de seus #sentimentos.
Quando se entra na fantasia da perfeição e se faz uma seleção dos sentimentos que podem ser sentidos, surge uma negação dos sentimentos não selecionados.

No entanto, os sentimentos rejeitados estão em nós e o “faz de conta” que não existem, tem consequências.
É de conhecimento que tudo que excluímos na vida toma proporções cada vez maiores em nós.

Com os sentimentos não é diferente. Aqui me refiro aos sentimentos que são considerados negativos ou maléficos.
Poderia listá-los. São muitos.

Vou tomar como exemplo a raiva.
A raiva quando negada, negligenciada, ganha proporções ainda maiores para quem está sentindo, chegando muitas vezes, a se transformar em doenças físicas.

Negar os sentimentos indesejáveis é querer ser perfeito.
O desconforto que estes sentimentos provocam nos obrigam a nos vermos como seres humanos na totalidade.
Todos nós caímos na armadilha de que não podemos sentir raiva, inveja, ódio, desejo de vingança, que devemos abafar nossa agressividade, entre tantas outras coisas.

Portanto, estes sentimentos precisam ser negados, pelo menos socialmente.
Em que isso pode nos beneficiar?

Seremos aceitos por todos e considerados pessoas boas, equilibradas, ponderadas, quando na verdade há um vulcão interno prestes a entrar em erupção, espalhando suas lavas pra todo lado causando estragos, por vezes irreversíveis.

Quando iniciamos um trabalho de #autoconhecimento descobrimos que estes sentimentos podem ser vistos e acolhidos.
Aliás, eles querem ser vistos, reconhecidos.

Mais ou menos como se disséssemos a nós mesmos: reconheço que estou com raiva e isso faz parte de mim.
Reconhecer não significa que se deve sair por aí destilando toda a sua raiva contra tudo e todos. Não é isso.
Reconhecer é admitir pra si mesmo que a raiva existe.

E pode ser assim com todos os outros sentimentos, incluindo os considerados nobres.
Tentar disfarçar os sentimentos é uma cilada, pois a comunicação vai muito além das palavras. Temos um corpo que se expressa. Todos os sentimentos se expressam no corpo.
Conheço pessoas aparentemente calmas, com um índice de agressividade bastante alto. São capazes de matar alguém com o mínimo de desapontamento.

Num momento onde a #felicidade é “vendida“ em farmácias, a negação dos sentimentos primários, derivados dos primórdios da história humana, traz consequências, como por exemplo, as atuais síndromes que surgem diariamente.

Existe “luz no fim do túnel”.

O #autoconhecimento é uma possibilidade.

Muitas pessoas nem conseguem perceber que estão sentindo raiva, inveja, ódio ou qualquer outra coisa.
Estão tão desconectadas de si mesmas, atrás de perfeição, e esquecem que são apenas seres humanos.
Paga-se um preço alto na ignorância dos sentimentos.
Muitas vezes com uma vida sem sentido.
Sem sentido, no contexto de sentir aquilo que é a natureza humana.

Elaine Carvalho -Terapeuta

CRTH - 2485

Texto Revisado


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Autor: Elaine Leal Carvalho   
Formação em Constelações Familiares. Curso História do Brasil segundo visão sistêmico-fenomenológica. Formação Avançada em Constelações Familiares e Empresariais abordagem sistêmico-fenomenológica. Curso de Constelações Empresariais. Seminário Leis Básicas dos Relacionamentos Aplicadas aos negócios. Acesse o site: https://elainelealcarvalho.com.br 
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 1
Atualizado em 26/06/2019

Veja também
Unindo inspiração e música, além, muito além...
O que fazer quando a ansiedade se torna um transtorno?
Para onde seu piloto automático está te levando?
Que toda paixão se converta em amor

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.






Energia do Dia
57 - SUN - A SUAVIDADE
Quando o julgamento é lúcido, as dúvidas desaparecem. O sucesso está no esforço constante numa única direção.
Consulte o I-ching


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa