auravide auravide

O CANTO DA FLOR



Eu sou flor presa à terra
Que viu voce, beija-flor
Voando livre
E apaixonou-se.

Primeira vez, vento forte
Nuvens carregadas
Mudanças de estação
Medo, desejo.

Me lanço ao vento,
e tanto Beija-flor,
Só para que você me veja
- Que quase me arranco da terra.

Olhe para mim, veja
Quanto pólen, quanta beleza
Eu brotei da terra
Só para o seu deleite
Só para você
Fecundar,
ter prazer,
extasiar,
Ser
Beija-flor.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 18/10/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa