auravide auravide

O CAVALEIRO PRESO NA ARMADURA



Olá, amados. Foi quando encontrava-me num grupo de pessoas que partilhavam suas vidas que uma história única sobre "o cavaleiro preso na armadura" veio-me à cabeça.

O cavaleiro dedicava sua vida para estar sempre disponível a ajudar ao Rei e a todos, a qualquer instante. Na crença de estar cumprindo com sua obrigação e responsabilidade, o cavaleiro passou a dormir com sua armadura. Afinal, se o Rei resolvesse chamá-lo estaria pronto e assim seria mais rápido para chegar ao destino.

Sendo assim envolto em suas atividades diárias, salvando donzelas, matando dragões o cavaleiro pouco a pouco foi distanciando-se de seu filho e esposa, pois para ambos era difícil relacionar-se com uma armadura. E o cavaleiro, então, nem se fala! Estava cada vez mais distante de expressar seus sentimentos.

Passou-se o tempo e a manifestação de tristeza por parte de sua família fez com que o cavaleiro tentasse demonstrar o seu carinho. Mas foi inútil, pois a viseira da armadura também não abria mais devido à ferrugem.

Foi quando se deu conta que estava preso em sua armadura.


Do grupo, um ser muito especial compartilhou com todos nós: "Acho que estou presa em duas armaduras. Será muito difícil me encontrar."

Entre os olhares, um silêncio se fez além do invisível, enquanto cada um de nós observava em seu interior suas próprias armaduras, suas couraças formadas pelo tempo. E você que acompanha esta fábula já parou para observar o seu interior? Quais são as suas defesas?

Foi quando o cavaleiro começou sua viagem própria em busca de uma forma de sair da armadura. Não sabia o cavaleiro que ali naquele momento uma longa e mágica aventura se iniciava. Passou por vários lugares e encontrou muitos seres especiais que compartilharam com ele o conhecimento da existência de um mago sábio, do meio da floresta, que poderia auxiliá-lo nessa jornada.

Será que o cavaleiro conseguirá encontrar uma forma de soltar a armadura?


Todos nós em uma etapa do caminho nos aventuramos a descobrir quem somos, a nos despirmos de nossa armadura. Muitas vezes tememos nos mostrar como realmente somos, baixar nossas defesas e revelar o nosso rosto. O homem desta fábula acaba, sem querer, distanciando-se das pessoas que ama e perdendo sua verdadeira identidade e parte em busca do eu esquecido.

Para o meu coração este movimento, esta busca é que faz despertar o caminho da beleza e suavidade na vida. Sem armaduras a vida é leve e simples.

Um beijo ao coração.

Sahwenya Passuello.

Para saber o final desta história leia o livro “O Cavaleiro Preso Na Armadura”, uma fábula para quem busca a trilha da verdade. Robert Fischer é o autor e a editora é Record.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 14/9/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 29




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa